Caso de sarampo: SES diz que sergipano contraiu doença em SP

0
Sergipe tem três casos de sarampo confirmados (Foto: Ministério da Saúde)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou na manhã desta terça-feira, 1º de outubro, o terceiro caso de sarampo em Sergipe, mas esclarece que a notificação foi feita pela Vigilância Epidemiológica de São Paulo, local onde a doença foi adquirida por um homem adulto morador do município sergipano de Areia Branca, que viajou para a cidade de julho a setembro deste ano.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES, Sheyla Maria Teixeira Lima, o homem já chegou a Sergipe sem risco de transmissão. “Ele é residente de Areia Branca, mas a contaminação foi em São Paulo e lá foi tratado passando por todo o período de transmissibilidade fora do Estado. Nós computamos este caso porque é um sergipano e, apesar de não ter se contaminado aqui, passamos a informação para o município de Areia Branca”, revelou.

Ainda segundo Sheyla, a SES continua monitorando todos os casos e orienta os municípios a procederem imediata notificação em casos suspeitos, bem como o bloqueio vacinal e a realização de exames de sangue, urina e orofaringe nas pessoas. O boletim epidemiológico do sarampo divulgado pela SES nesta terça-feira evidencia que, até o momento, são 48 casos notificados, três confirmados, 30 descartados, 15 em investigação e nenhum óbito foi registrado.

O Sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbitos, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.

por Verlane Estácio
com informações da SES

Comentários