Centro de Nefrologia: JB e Almeida tem 15 dias para manifestação

0
Centro de Nefrologia foi “inaugurado” no dia 5 de abril (Foto: arquivo Portal Infonet)

O juiz Francisco Alves Júnior, da 6ª Vara Cível, estabeleceu um prazo de 15 dias para que o ex-governador Jackson Barreto e o ex-secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, se manifestem – com documentos e justificações – sobre a ação civil pública movida por improbidade administrativa pelo Ministério Público do Estado de Sergipe em decorrência da inauguração do Centro de Nefrologia do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse).

A inauguração do Centro de Nefrologia do Huse ocorreu no dia 5 de abril, mas no dia seguinte, constatou-se que o local ainda estava em obras e, portanto, sem oferecer atendimentos aos pacientes. Mesmo após a sua ativação no dia 17 de abril, o Centro passou dias com o elevador desativado.

O MP ouviu os gestores à época, assim como diversas testemunhas, e chegou à conclusão de que Jackson e Almeida cometeram ato de improbidade administrativa e inauguraram espaço apenas para promoção pessoal e de autoridades envolvidas.

JB, por meio do twitter, disse que ficou surpreso com o posicionamento do MP, já que o ex-secretário Almeida Lima declarou ter sido o responsável pela confusão que houve quanto ao funcionamento do Centro de Nfroligia. JB disse também que considero ‘descabida e injusta’ a inclusão do seu nome na ação, sobretudo quando se inicia um processo eleitoral no qual é candidato. Almeida Lima, em declarações à imprensa, havia dito que não via equívocos na inauguração.

por Verlane Estácio

Comentários