Clínica abandonada vira depósito de marginais

0
Seringas e medicamentos injetáveis espalhados no chão (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

A Clínica Santa Maria, que prestava atendimento a pacientes psiquiátricos em Aracaju, faliu e o imóvel foi “estupidamente abandonado” como classificou o coordenador de Vigilância Sanitária do Município, Ávio Britto.

Moradores do bairro Siqueira Campos mobilizaram jornalistas para denunciar a situação, revelando que o imóvel foi abandonado há cerca de três meses e relataram os transtornos aos quais são obrigados a conviver devido ao abandono do imóvel. Uma equipe de Vigilância Sanitária do Município foi mobilizada e constatou as denúncias.

Por compartimentos do imóvel foi encontrada grande quantidade de medicamentos diversos com prazo de validade variado – vencido e até a vencer – além de seringas descartáveis sem uso, aparelhos para introdução de medicação vaginal, muitas roupas e o almoxarifado completamente destruído, com documentos de pacientes espalhados por diversos compartimentos.

Vândalos atearam fogo em compartimento interno

Os moradores concederam entrevistas a diversos meios de comunicação, mas muitos preferiram omitir a identidade temendo reação dos marginais, que, segundo a comunidade, costuma se reunir no local para consumir drogas. “Ontem [quinta-feira, 19] mesmo, eles botaram fogo aí dentro. É muito vandalismo”, comentou o corretor de imóveis rurais Ricardo da Silva. “Cheguei por volta das 17h e todo mundo era só o que comentava. É muito vandalismo que acontece aí dentro”, informou.

Na manhã desta sexta-feira, 20, um dos moradores das proximidades flagrou um casal que transformou um dos compartimentos no pavimento superior em dormitório. “Sempre é assim. Tem uns três meses que a clínica foi abandonada e tomada pelos noiados”, comentou o morador, que preferiu o anonimato.

Surpresa

Medicamentos dentro do prazo de validade também foram encontrados

Devido às denúncias transmitidas pela radialista Magna Santana, na Liberdade FM, o coordenador de Vigilância Sanitária do Município de Aracaju, Ávio Britto, mobilizou a equipe e se dirigiu ao local na manhã desta sexta-feira, 20, e ficou chocado com a situação que encontrou o imóvel. “Sabíamos que a clínica tinha fechado, mas não que estava nesta situação”, confessou o coordenador. “A clínica foi estupidamente abandonada”, classificou Britto, considerando que os proprietários da casa de saúde não adotaram as medidas legais para evitar aquela situação.

Mesmo fechada, a clínica, segundo Ávio Britto, deveria ser dotada de segurança para evitar a invasão de vândalos e também coibir que os medicamentos e os documentos ficassem expostos em local de fácil acesso. Ele informou que a equipe está fazendo inspeção no local para notificar o proprietário e também mobilizar outros órgãos da Prefeitura de Aracaju para recolher os entulhos e incinerar todos os medicamentos, seringas e roupas que estão espalhados em vários compartimentos do imóvel abandonado.

Almoxarifado: documentos espalhados

O Portal Infonet tentou contato com proprietários da clinica, mas não obteve êxito. O coordenador da Vigilância Sanitária do Município informou que, pessoalmente, já manteve contato com o proprietário da clínica, que passou informações completamente diferentes daquela realidade. Segundo Ávio Britto, o proprietário negou a falta de segurança no local e também disse que não havia medicamentos espalhados no imóvel. Ao coordenador, com quem teve contato por telefone, o proprietário teria revelado que as seringas ali encontradas teriam sido levadas por usuários de drogas, que teriam invadido e depredado o imóvel.

O Portal Infonet permanece à disposição dos proprietários. Informações podem ser encaminhadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

Comentários