Coronavírus: PMA monitora 38 pessoas que tiveram em outros países

0
Lacen faz análise de vírus respiratórios (Foto: SES/Arquivo)

A Prefeitura de Aracaju está monitorando 38 pessoas que tiveram contatos com pacientes que apresentam sintomas de infecção por coronavírus (COVID-19) ou que, recentemente, visitaram outros países, onde já foram registrados casos de transmissão local. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), apesar de não apresentarem sintomas suspeitos e não estarem em processo de isolamento domiciliar, essas pessoas ficarão monitoradas por um período de 14 dias, tempo considerado para a incubação da doença.

Em Sergipe, há apenas dois casos suspeitos, que estão sendo acompanhados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). No total, já foram registrados cinco casos de pacientes que apresentaram sintomas semelhantes à infecção pelo COVID-19. Mas, na maioria dos pacientes, a presença do coronavírus já foi completamente descartada, conforme a SES.

Dois casos são considerados suspeitos de infecção em Sergipe. Ambos pacientes residem em Aracaju e estão sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. Trata-se de um jovem de 20 anos, que recentemente chegou de Milão, na Itália, onde reside. Ele apresentou febre, tosse e dor na garganta e está sendo avaliado desde a sexta-feira da semana passada, 6.

Há também uma mulher, de 28 anos, que recentemente visitou alguns países europeus. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, ela passou por Paris, Amsterdã, Londres e fez uma conexão prolongada em Roma, desembarcando em Aracaju com sintomas semelhantes ao coronavírus e segue acompanhada pela equipe de saúde do município.

Descartados

Os outros três casos suspeitos já foram descartados pela Secretaria de Estado da Saúde. O primeiro caso suspeito que surgiu em Sergipe foi de uma mulher que chegou gripada da Itália. Os exames realizados pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) no estado do Rio de Janeiro apresentaram resultados negativos para o coronavírus.

Uma outra mulher, de 26 anos, que reside em Itabaiana, chegou dos Estados Unidos recentemente com os sintomas de gripe. Ela reside sozinha na cidade de Itabaiana e foi acolhida pela equipe técnica de saúde da prefeitura local. Conforme informações da assessoria de imprensa da prefeitura, a mulher passou pelo processo de isolamento domiciliar. Os exames realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) acusaram a presença do Influenza tipo B.

O outro caso também descartado pela Secretaria de Estado da Saúde foi de um homem de 37 anos, que desembarcou em Sergipe procedente de Singapura. Ele chegou com febre, tosse e cefaleia. Os exames laboratoriais acusaram a presença do Influenza tipo A.

Nesses casos, quando o Lacen identifica a presença desses vírus no organismo humano, o coronavírus é imediatamente descartado. Conforme explicações da Secretaria de Estado da Saúde são procedimentos regulares, em atendimento ao protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde. Só seguem para exame na Fiocruz, os casos em que todos os resultados relativos a todos os outros vírus respiratórios analisados pelo Lacen são negativados.

 

por Cassia Santana

 

 

 

Comentários