Coronavírus: sobe para cinco o número de casos confirmados em Sergipe

0
Aracaju tem cinco casos confirmados de coronavírus (Foto: FreePik)

O governador Belivaldo Chagas e o prefeito Edvaldo Nogueira confirmaram no início da noite desta segunda-feira, 16, que subiu para cinco o número de casos confirmados de coronavírus em Sergipe.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que os quatro novos casos envolvem três homens e uma mulher, que estão clinicamente bem e em isolamento domiciliar. São eles: uma mulher de 31 anos, que chegou dos Estados Unidos e teve contato com caso confirmado; um homem 34 anos, que teve contato com paciente de São Paulo; um homem de 41 anos, que retornou da Espanha; e um homem de 60 anos com histórico de viagem para Brasília.

Alem dos cinco casos confirmados,  Sergipe tem nove casos suspeitos (4 de Aracaju, 2 de Itaporanga D’Ajuda, 1 de Propriá, 1 de Itabaiana e 1 de Santa Luzia do Itanhi) e 12 descartados.

Coronavírus em SE

O primeiro caso de coronavírus em Sergipe foi confirmado no último sábado, 14. Trata-se de uma mulher de 36 anos, que chegou da Espanha no dia 9, apresentando alguns sintomas da doença, mas sem febre. No dia 12, ela procurou um hospital particular, onde foram realizadas a notificação e a coleta para os testes. A paciente está em isolamento domiciliar, cumprindo o período de quarentena e está bem clinicamente.

Restrições

Com o aumento no número de casos confirmados, o Governo de Sergipe a Prefeitura de Aracaju adotaram novas medidas para restringir a circulação de pessoas.

A partir de agora, estão suspensos os eventos, que reúnam público igual ou acima de 100 pessoas, em espaços abertos, e 50 pessoas em espaços fechados.

As aulas nas escolas, faculdades e universidades públicas e particulares estão suspensas por 15 dias. Atividades em cinemas, teatros e afins também não poderão mais ser realizadas.

Bares e restaurantes poderão funcionar desde que respeitem a distância de 2 metros de uma mesa para a outra.

A recomendação é que iniciativa privada e as instituições religiosas tomem medidas restritivas a aglomerações.

 

por Verlane Estácio com informações da PMA

Comentários