Covid-19: oftalmologista explica como a doença afeta os olhos

0
Oftalmologista, Mayo Tavares, explica que o coronavírus é capaz de provocar alterações oculares.

Além dos sintomas mais comuns da Covid-19, como tosse seca, febre, cansaço, perda de olfato e paladar, há também outros sintomas que existem quando se contrai o vírus. Um deles é a ardência nos olhos, já relatado por alguns pacientes.

O oftalmologista Mayo Tavares explica que essas manifestações oculares durante a Covid-19 são variáveis. “Elas podem variar desde olho seco até irritação ocular, vermelhidão, sensação do corpo estranho, irritação maior com a claridade, até alterações na retina, onde há pacientes que perdem a qualidade da visão. Embora essa alteração seja mais por conta de uma alteração no cérebro do que uma alteração no olho”, explica o especialista.

As sequelas deixadas pelo vírus nestes casos são raras e devido a uma condição vascular. “As alterações oculares primárias, como olho seco, vermelhidão e conjuntivite não continuam depois da infecção. Podem continuar por um tempo, mas o esperado é que não siga com sequela ocular”, diz Mayo.

Ainda não há um dado preciso quanto ao número de pessoas que tiveram alterações oculares em decorrência do coronavírus. “São dados muito incongruentes. Tem estudo que mostra que todo mundo (que contraiu o vírus) teve alteração oftalmológica, tem estudo que mostra que um em cada cinco pacientes teve alteração. Um dado importante é que cerca de 20% dos pacientes que tiveram coronavírus apresentaram olho seco durante e depois da infecção”, afirma.

Tanto as pessoas que já possuem problema de vista, quanto as que nunca tiveram, podem ser afetadas por essas alterações oculares decorrentes da Covid-19. “Tem outro estudo que diz que pessoas que usam óculos infectaram-se menos que pessoas que não usam. Imagina-se que o óculos sirva como um protetor de barreira, diminuindo o contato da pessoa da mão com o óculos”, completa Mayo.

A orientação é para que pessoas que trabalham diretamente com pacientes que tem Covid-19, não utilizem lentes por conta do contato com os olhos que é involuntário. O coronavírus pode provocar também lesões na retina, mas que não pioram a visão e há a possibilidade da alteração ocular ser o único sintoma do paciente infectado pelo vírus.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais