Idoso de Aquidabã recebe doses diferentes da vacina contra covid-19

0
Os dois idosos que receberam doses diferentes da vacina já estão sendo monitorada pela UFS (Foto: SES)

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) já está fazendo o acompanhamento de outro idoso que recebeu duas doses de imunizantes diferentes contra a covid-19 em Sergipe. O segundo caso aconteceu no município de Aquidabã e o idoso tem 90 anos.

De acordo com professor Lysandro Borges, da Departamento de Farmácia da UFS e coordenador da Força-Tarefa Covid-19 da UFS, a equipe já está acompanhando esse idoso, assim como a idosa de Aracaju, que também recebeu doses diferentes da vacina.

O professor explica que estudos sobre a aplicação de doses diferentes de vacinas já estão em andamento no país e que afirma que o risco é baixo. “Os riscos são mínimos, pois o princípio das vacinas é a exposição ao antígeno, ou ao RNAm, que estimula a célula humana a produção de proteína S (spike). Na Europa já estão sendo feitos estudos de misturas de vacinas. No Brasil, em Manaus pela Fiocruz e Roraima”, esclarece.

Professor Lysandro Borges explica que o estudo da mistura de duas doses já acontece no Brasil (Foto: UFS)

O acompanhamento será feito pela produção de anticorpos neutralizantes induzidos pela vacina. De acordo com Lysandro, o município também irá prestar assistência avaliando os sintomas dos idosos, caso ocorra.

“Objetivo é verificar a presença de anticorpos neutralizantes, mas precisamos lembrar que a imunidade vacinal também depende do linfócito T, que é a célula que está presente na imunidade celular. Então, nós vamos avaliar as duas linhas: imunidade celular e a imunidade humoral diante da exposição à vacina”, explica Lysandro.

A tendência é, se mais casos aparecerem, que a universidade encampe essa pesquisa nos seus laboratórios para verificar, então, se pode ser feita essa mistura entre dois tipos de vacinas.

Entenda

A idosa de 75 anos recebeu a primeira dose no dia 15 de março da Coronavac em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em Aracaju no conjunto Augusto Franco. No dia 5 de abril, retornou à UBS para tomar a segunda dose, só que recebeu uma dose da Astrazênica.

A Secretaria de Saúde de Aracaju (SMS) informou que aconteceu um erro no momento da triagem, mas que esse foi um caso isolado.

O Portal Infonet não conseguiu contato com a Prefeitura de Aquidabã. O Portal Infonet permanece à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Karla Pinheiro com informações da UFS

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais