Médicos que substituíram cubanos em Sergipe alegam atrasos das bolsas

0

Alguns profissionais que ocuparam as vagas deixadas pelos cubanos no programa Mais Médicos, do Governo Federal, em Sergipe, estão enfrentado problemas com o pagamento da remuneração, intitulada de bolsas. O problema começou ainda no mês de dezembro, logo quando eles assumiram as vagas do programa. A falta de justificativas do Ministério da Saúde preocupa.

Confira a reportagem completa no vídeo:

Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde, por meio de nota, informou que não existe pendência nos pagamentos da profissional do Programa Mais Médicos, que aparece na reportagem. “Os pagamentos foram efetuados nos dias 18/01 e 10/02. Caso não esteja visualizando os créditos, a profissional deverá verificar com o gerente da conta, pois não há informação de rejeição bancária”, afirmou. O Ministério não disse nem explicou se está havendo outros atraso, conforme denunciaram os médicos.

A matéria foi editada às 8h15 do dia 15/02/2019 para acréscimo das informações prestadas pelo Ministério da Saúde
Comentários