OAB e Cofen recebem denúncia e vistoriam UPA Fernando Franco

0
Unidade de saúde é vistoriada depois de denúncias (Foto Ilustrativa: Portal Infonet)

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe, através da Comissão de Direitos Humanos, realizou visita em conjunto com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) na Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco, após receber denúncias de irregularidades na prestação do serviços em atendimento a pacientes com sintomas evidentes de Coronavirus (COVID-19).

Acompanhado pela representante do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) Irene Ferreira, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Sergipe, Robson Barros e os membros do Núcleo de saúde, Rodrigo e Welma, estiveram presentes na unidade de saúde onde foi constatada situação preocupante na Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco, envolvendo profissionais da Saúde em atendimento aos pacientes com sintomas sugestivos de Coronavirus.

Segundo Robson , os profissionais de saúde, relatam restrição de EPis necessários para o atendimento de pacientes com sintomas de COVID 19. O momento é de união de forças na prevenção e contenção do vírus.

Segundo Irene Ferreira, representante do COFEN além da restrição ao acesso de EPIs ser uma realidade, também há sérios problemas no fluxo de atendimento e não há definição clara em todos os membros das equipes dos procedimentos operacionais padrão, ou seja, o que deve ser feito, em determinada situação.

Outro aspecto relevante a ser apontado é queixa por parte dos profissionais é da falta de treinamento das equipes para lidar com a Covid19.

A OAB/SE ciente do grave problema encaminhou nesta segunda-feira, 6, relatório de constatação e pedido de providências, ao Ministério Público Estadual e ao Município de Aracaju. A OAB/SE acompanhará o desenrolar dos fatos e a implementação das medidas saneadoras, finalizou Robson Barros.

SMS

A  Secretaria da Saúde de Aracaju informou que desde a apresentação do Plano de Contingência vêm capacitando os profissionais de Saúde do município no enfrentamento à Covid-19. As equipes da Rede de Urgência e Emergência (REUE) receberam capacitação in loco, já as equipes da Rede de Atenção Primária (REAP), passaram por uma primeira capacitação na sede da Secretaria, treinamento que vem sendo realizado em novos encontros e terão nova etapa de treinamento a partir da semana que vem.

A SMS reforçou que desde fevereiro reuniu representantes dos hospitais públicos e privados da capital, bem como das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH’s) para apresentar o Plano de Contingência e passar as orientações acerca de como desenvolver o fluxo de atendimento.

Sobre os Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, a SMS reforçou que que não há falta e que vêm sendo disponibilizados regularmente nas Unidades de Saúde para todos os profissionais. Para manter as unidades abastecidas, a gestão utilizou-se de todos os meios previstos em Lei, inclusive a Requisição Administrativa. Novos processos de aquisição de materiais e insumos, sobretudo de EPIs, estão sendo regularmente fornecidos até o presente momento.

Com informações da OAB Sergipe 

A matéria foi alterada às 17h59 do dia 07/04 para acréscimo de nota enviada pela SMS.
Comentários