PMA tem 48h para decidir se aceita conciliação com o Sindimed

0

 

Sindimed pediu audiência de conciliação (Foto: Sindimed)

O desembargador Diógenes Barreto estabeleceu nesta segunda-feira, 6, um prazo de 48h para que a Prefeitura de Aracaju (PMA) se manifeste quanto ao pedido do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed) para a realização de uma audiência de conciliação.

Os médicos que atuam no Município de Aracaju estão em greve desde o dia 20 de julho. A categoria pede reajuste salarial, a criação de uma tabela única dos médicos e também esclarecimentos quanto à contratação de pessoas jurídicas para a prestação de serviços nas unidades de saúde.

A PMA havia ajuizado ação para que a Justiça considerasse a greve abusiva e decretasse o retorno da categoria às atividades, mas o desembargador José Diógenes Barreto deu um prazo ao Sindimed para que se manifestasse sobre a greve, apresentando ata da assembleia, a cópia do estatuto do sindicato e comprovação da manutenção do funcionamento em cada uma das unidades de saúde em que há paralisação.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que vai se posicionar sobre o assunto quando for notificada oficialmente da decisão, e ressaltou que independentemente de ação judicial, pretende corroborar para fazer com que o serviço de saúde volte a funcionar em sua normalidade.

O Sindimed fará um ato nesta terça-feira, 7, a partir das 8h, na Câmara de Vereadores, e uma assembleia na quinta-feira, 9, a partir das 8h, na sede do Sindimed.

por Verlane Estácio

Comentários