Remédio para hanseníase ainda não tem previsão de chegada em SE

0
Ainda não existe uma data exata para o retorno da distribuição do medicamento (Foto: Freepik)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou nesta terça-feira, 29, que a ‘poliquimioterapia’, fundamental para tratamento da hanseníase, ainda não está disponível para distribuição em Sergipe. O medicamento é fornecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a todos os países endêmicos, incluindo o Brasil, através do Ministério da Saúde.

A SES havia informado em nota que, excepcionalmente, no ano de 2020, ocorreu um desabastecimento a nível mundial, impactando no abastecimento da rede SUS. A previsão de recebimento, segundo o Ministério da Saúde, seria até o final deste mês de dezembro. Mas até o momento não há uma confirmação sobre a chegada do remédio.

Ministério da Saúde

Em nota, o Ministério da Saúde informou que está em constante contato com a OPAS e OMS para que as remessas sejam entregues no Brasil ainda em dezembro deste ano, com imediata disponibilização aos estados. A recomendação dada pelo MS é de que os pacientes com hanseníase sejam orientados a aguardar a chegada do medicamento.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais