Sarampo: três casos são confirmados e 18 estão sob investigação

0
Outros 19 casos estão sendo investigados (Foto ilustrativa: SES/arquivo)

O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) confirmou três casos de sarampo no Estado até esta terça-feira, 11. Outras 18 suspeitas estão sendo investigados pela Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz, no Rio de Janeiro.

O primeiro caso de sarampo, confirmado no dia 16 de agosto, teve como paciente um adolescente de 16 anos. Já o segundo, atestado nessa última segunda-feira, 10, envolveu um parente do jornalista Victor Amaral. Ambos os pacientes haviam voltado do estado de Manaus, onde ocorre surto da doença. O terceiro caso se trata de uma mulher, que não teve o nome revelado, pela gerência do Lacen. 

Na próxima semana, essa terceira paciente passará por um segundo exame na Fiocruz, como explica o gerente do Laboratório de Imunologia e Biologia Molecular do Lacen, Cliomar Alves dos Santos. “Foram três casos confirmados aqui no Estado, só que ela precisa passar por um novo exame”. O resultado deve sair no início da próxima semana.

Vacinação

De acordo com o Ministério da Saúde, o sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) de Sergipe informou, ontem, que a campanha de vacinação segue até próxima sexta-feira, 14, para aqueles municípios que estão abaixo da meta mínima que é 95%. No estado, seis municípios continuam abaixo da meta. São eles: Cedro de São João – 91,22%, Nossa Senhora das Dores – 92,07%, Propriá – 91,61%, Aracaju – 89,34%, Gararu – 88,63% e Tomar do Geru – 84,09%.

A tríplice viral, que combate o sarampo, mas protege também contra a caxumba e a rubéola é de rotina, disponível nos postos de saúde para quem tem até 49 anos. Porém, o foco dessa campanha são as crianças.

por Jéssica França
Com informações da SES

Comentários