SE tem casos suspeitos de reinfecção por nova variante da Covid-19

0
Amostras foram enviadas para Fiocruz (Foto: SES)

Mais de 30 amostras de sergipanos já foram enviadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen/SE) para o laboratório especializado de pesquisa de vírus Fiocruz. As amostras foram enviadas para que o laboratório de referência faça a análise de sequenciamento genético para detectar se essas pessoas foram reinfectadas pela nova variante da Covid-19.

De acordo com o Cliomar Alves, superintendente do Lacen, essas pessoas não tem histórico de viagem, mas atendem aos critérios para a testagem genética. “São pessoas que tiveram testes de PCR positivos para a Covid-19 num período maior que 90 dias e que a carga viral está alta. Há pessoas testando positivo em menos de 90 dias, mas esses casos não representam necessariamente uma reinfecção, pode ser a reincidência do vírus que ainda está no organismo, e por algum motivo essa pessoa volta a apresentar sintomas. Por isso, as amostras suspeitas são de pessoas que testaram positivo duas vezes em mais de 90 dias”, explica.

Cliomar conta que a Fiocruz não deu um prazo para enviar os resultados das amostras, mas o Lacen já pediu celeridade ao Ministério da Saúde. “Ontem tivemos uma reunião com o Ministério da Saúde e fizemos esse pedido porque nós precisamos saber porque estamos recebendo tantas amostras em nosso laboratório de pessoas que já tiveram a Covid-19 testando positivo novamente”, diz.

O superintendente explica que durante a reunião com o Ministério da Saúde, um pesquisador do Estado da Bahia confirmou que a variante encontrada na África é muita mais contagiosa do que a cepa que circula no país. “Pode ser que uma nova variante já esteja circulando no Estado e reinfectando as pessoas que já tiveram a doença. Precisamos saber com que estamos lidando”, finaliza.

Nova variante da Covid-19

Foi confirmado na última quinta-feira, 14, a presença no Amazonas de uma nova variante do Covid-19, a mesma identificada recentemente no Japão. Uma mulher moradora de Manaus foi reinfectada pela nova variante. Novas cepas da Covid-19 foram detectadas também no Reino Unido e na África do Sul. Estudos iniciais apontam que essas novas cepas são mais contagiosas.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais