SES abre I Jornada Estadual de Segurança do Paciente

0
Evento iniciou nesta segunda-feira, 1º (Foto: SES/Valter Sobrinho)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, abriu na manhã desta segunda-feira, 1º, a I Jornada Estadual de Segurança do Paciente, evento que tem como objetivo discutir a importância da implementação das práticas de segurança dentro dos serviços de saúde, estabelecidas em seis protocolos, a fim de minimizar riscos e danos aos usuários dos serviços de saúde públicos e privados. A jornada segue até amanhã no auditório do Centro Administrativo Senador Gilvan Rocha.

O evento, que conta com a presença da especialista em Regulação e Vigilância Sanitária da Anvisa, Cleide Ribeiro, foi aberto pela coordenadora do Núcleo Estadual de Segurança do paciente, Nirley Marques de Castro Borges. O secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, foi representado no ato pela diretora de Vigilância em Saúde, Mércia Feitosa, que afirmou ser o fortalecimento do cuidado ao paciente uma proposta do governo do Estado.

“Com esta jornada, iniciamos os trabalhos de fortalecimento da segurança do paciente, mas outras ações virão porque a gente enxerga a importância do cuidado seguro, que reduz os riscos a que eles podem estar expostos. Estamos vigilantes a esta situação, tanto que iremos aderir junto ao Conselho Nacional de Secretários de Estado da Saúde (Conass) ao curso de aperfeiçoamento da segurança do paciente”, adiantou a diretora.

A representante da Anvisa, Cleide Ribeiro, falou sobre a importância da Jornada.  “Hoje, 1º de abril, quando o Programa Nacional de Segurança do Paciente está completando seis anos, me sinto muito honrada em participar deste evento, dada a importância da temática. A gente percebe que a segurança do paciente vem ganhando força e destaque no país”, disse ela, afirmando que Sergipe tem crescido na política de segurança do paciente, embora compreenda que há um longo caminho ainda a percorrer.

Segundo ela, a Anvisa tem desenvolvido ações junto aos Estados para que a segurança do paciente seja incrementada, promovida, alcançado de uma forma mais ampla. Disse que ainda há muito a fazer, mas ao olhar pra trás percebe-se que muito já se fez. “Então, este evento é um marco, vamos mostrar o que já se fez e o que a gente pode construir dentro deste tema”, informou.

A coordenadora do Núcleo Estadual de Segurança do Paciente, Nirley Borges, está bastante otimista quanto à interação do público e às temáticas que serão debatidas nestes dois dias. “Estamos focando as discussões em tudo que envolve a segurança do paciente, desde os protocolos até a mudança de cultura, que precisa existir para que a gente consiga uma adesão dos gestores e dos profissionais de saúde ao programa”, disse.

Temas

Durante os dois dias serão discutidos temas como: Ações nacionais para a segurança do paciente em serviços de saúde; Experiência do Hospital de Cirurgia na implantação do Protocolo de Prevenção de Queda; Investigação de eventos adversos e eventos relacionados a óbito; Experiência do Huse na prevenção de lesão por pressão; Ações do Estado de Sergipe para a segurança do paciente em serviços de saúde.

Fonte: Ascom SES

Comentários