Sindimed mostra preocupação com médicos internados com Covid-19

0
Médicos estão em corrente de oração pelos médicos que estão internados com a Covid-19(Foto: Valelo Pardo/Pixabay)

O anúncio da pandemia do novo coronavírus mudou a vida da população ao redor do mundo. Hábitos antes considerados normais como visitar amigos e familiares ou apenas fazer compras, se tornaram ‘impedimentos’ para evitar a proliferação do vírus.

João Augusto Oliveira, presidente Sindimed (Foto: Portal Infonet)

No entanto, com a pandemia, os profissionais da área da saúde estão trabalhando arduamente para combater a Covid-19 e salvar vidas. Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos de Sergipe (Sindimed), João Augusto Oliveira, diversos profissionais já adquiriram a doença.

“Infelizmente tem sido numa crescente o número de médicos em internamento. Isso repercute nas escalas médicas gerando desfalques nas assistências. Não temos números exatos mais já ultrapassou mais de uma dezena de uma só vez”, conta.

Sobre os médicos que continuam na linha de frente do combate a Covid-19, João Augusto destaca que sempre existe uma apreensão devido ao avanço da doença. “Sempre existe e continuará tendo a apreensão, devido à gravidade da doença e da enorme transmissividade. Isso é natural. Uma preocupação super a mais com as medidas de proteção se faz necessário”, destaca.

Orações

Ainda de acordo com João Augusto Oliveira, demais profissionais médicos estão em corrente de oração para o restabelecimento da saúde dos colegas internados. “O que tenho visto nos grupos médicos e do Sindicato, é a preocupação e oração crescente para a melhora dos colegas, pois nunca vivenciamos uma realidade dessa, e vendo colegas quem não se imagina de repente, estar internado em UTI, entubado. Isso gera naturalmente uma comoção e uma preocupação inerente ao ser humano que tem sensibilidade”, conta.

por Aisla Vasconcelos

Comentários