TCE pede que Estado de Sergipe não paralise cirurgias oncológicas

0
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu impedir que as Secretarias Municipal e Estadual de Sergipe paralise as cirurgias oncológicas (Foto: Portal Infonet)

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu impedir que as Secretarias Municipal e Estadual de Sergipe paralisem as cirurgias oncológicas. Segundo informações do Procurador-Geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, a medida visa dar mais celeridade à questões que envolvam o tratamento de oncologia realizado em Sergipe.

Ainda segundo o procurador, haverá também uma investigação para averiguar possíveis desvios de recursos públicos. “Vai ser criado uma tomada de contas especial para apurar indícios de prejuízos ao erário nas questões que envolvem contratos com o Hospital de Cirurgia”, informa João Augusto.

O procurador informou que a decisão visa dar uma melhor qualidade de vida aos pacientes oncológicos. “Determinou-se também que se faça uma melhor regulação das cirurgias, quer seja quanto a fila, quer seja quanto as pessoas que deverão ser submetidas a cirurgias reparadoras”.

Ainda de acordo com o procurador, foram determinadas providências para que se evite a suspensão de cirurgias. “Estavam ocorrendo muitas suspensões de cirurgias por motivos diversos. Também ficou decidido a redução do tempo de espera para que o paciente possa começar o tratamento após 60 dias do diagnóstico de câncer”, acrescenta.

João Augusto explicou ainda que a medida demonstra a importância que alguns órgãos públicos dão as pessoas em tratamento de câncer. “Vários órgãos de controle estão tomando providência para que o atendimento oncológico seja melhorado no estado de Sergipe”, afirma.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários