Vacinação tem grande impacto na redução de óbitos e internações em SE

0
Mércia Feitosa, secretária da SES, e Waneska Barbosa, da SMS (Fotos: SES)

As internações e óbitos por Covid-19 desaceleraram nos últimos meses em Sergipe. O resultado reflete o avanço da vacinação contra a Covid-19 no estado, iniciada há exato um ano. O efeito da cobertura vacinal no número de pacientes internados foi apresentado, nesta quarta-feira, 19, pela secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, durante entrevista coletiva à imprensa.

À medida que a campanha de imunização ganha maior proporção, gradativamente, o número de pessoas ocupando leitos na rede pública e privada vem demonstrando redução. No mês de abril do ano passado, o número de internados vítimas da Covid-19 atingiu a marca de 861 pacientes, já em dezembro, quando o estado atingiu 76,56% da população com, pelo menos, uma dose da vacina e 65,81% com as duas doses, o número de pacientes internados chegou a 9 durante todo o mês.

O avanço da vacinação também teve forte impacto no número de óbitos no estado. Em abril do ano passado, o número de mortes por covid, foi 773. Em dezembro, foram registrados 14 óbitos.

Para a secretária Mércia Feitosa, mesmo diante do atual momento, em que a positividade em relação ao coronavírus cresce, a população, em sua maioria, está desenvolvendo a versão mais branda da doença. “A ciência, a cada dia, nos mostra a importância da vacinação, o cenário satisfatório tem revelado isso. A Secretaria de Estado da Saúde está monitorando as portas de entrada das urgências, afinal, a partir delas é que temos a noção de como a Covid-19 afeta a nossa população. Não queremos sofrer novos impactos em nossa rede hospitalar, nosso objetivo é proporcionar melhorias na rede. Além disso, estamos estimulando a realização de novas ações junto aos municípios para proteger os sergipanos”, destaca a gestora.

Desde o início da campanha, já foram aplicadas mais de três milhões, seiscentas e vinte e uma doses de vacinas contra a Covid-19. Cerca de 77% da população já tomou uma dose da vacina e pouco mais de 68% completou a cobertura vacinal, em Sergipe.

A secretária de Saúde de Aracaju, Waneska Barbosa, que na ocasião também representou o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), durante a entrevista à imprensa, falou dos desafios que ainda estão sendo enfrentados em relação à vacinação. “Nós passamos por duas grandes ondas e sentimos um forte impacto em toda rede hospitalar, o nosso desafio sempre foi correr com a vacinação e ainda continua sendo. São dois anos e sabemos que é difícil o engajamento da população, mas o poder público não pode enfrentar e superar essa realidade sozinho. Nosso propósito maior é alcançar quem ainda não recebeu o reforço da segunda dose, ir atrás das pessoas e mostrar que elas precisam se vacinar para estarem protegidas. Nesse momento de casos voltando a acontecer, o público de idosos ainda é a nossa preocupação por se tratar de uma população que sofre muito com os efeitos da doença.” explana Waneska.

Reconhecimento

A secretária Mércia Feitosa fez um agradecimento especial a todos os profissionais da saúde. “São dois anos vivenciando a pandemia e os trabalhadores de saúde ainda são os atores principais, pois, estão na linha de frente. São profissionais que foram abnegados, por isso, eu quero fazer um agradecimento especial a todos os trabalhadores da Saúde que atuam em cada município sergipano, que estão dando o melhor em nossos equipamentos de saúde, nos laboratórios… A todos vocês, muito obrigado por tudo”, fala com gratidão.

Fonte: SES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais