Vigilância Sanitária orienta ambulantes sobre alimentos juninos

Na última sexta-feira, 10, e sábado, 11, as ações aconteceram na Rua de São João e Centro de Criatividade. (Foto: SES)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Vigilância Sanitária, tem realizado sistematicamente orientações aos comerciantes nos eventos juninos da capital. Na última sexta-feira, 10, e sábado, 11, as ações aconteceram na Rua de São João e Centro de Criatividade.

A fiscalização tem caráter educativo, os comerciantes que estão vendendo alimentos durante as programações dos eventos, receberam dos fiscais, recomendações sobre preparo e acondicionamento dos produtos. “A finalidade é conscientizar, os vendedores e as pessoas em geral, sobre o consumo de alimentos que estejam de acordo com o que estabelece as medidas sanitárias, ou seja, refrigerados e armazenados da forma correta. Desse modo, evitar que aconteça algum surto alimentar com comidas ou bebidas nesses eventos”, explicou Paulo Thiago dos Santos, gerente da área de cosméticos e saneantes da Vigilância Sanitária da SES.

O gerente relatou que algumas situações foram recorrentes nas fiscalizações aos vendedores ambulantes. “O que é mais comum é a utilização inadequada de gelo de consumo e também do gelo de conserva. Além da não utilização de sachês de ketchup e maionese, pois, o ideal é que ofereçam aos clientes os sachês e não as bisnagas com esses tipos de molhos. Esses recipientes são inadequados e, geralmente, ficam expostos por um longo período. Quando mal refrigerados, os conteúdos dessas bisnagas podem causar problemas de saúde”, alerta Paulo Thiago.

De acordo com o representante da Vigilância Sanitária, a receptividade na Rua de São João e Centro de Criatividade foi positiva. “Os comerciantes até agradecem a nossa presença, pois, sempre levamos informações úteis, tais como a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’S) adequados e a não utilização de adornos ou bijuterias que possam cair no alimento e contaminá-lo, dentre outras”, ressalta.

A Vigilância Sanitária esteve presente em todos os eventos promovidos pela Fundação de Cultura  e Arte Aperipê (Funcap) e continuará atenta à comercialização de produtos alimentares no Gonzagão e no Arraial do Povo da Orla de Atalaia. Para melhor orientar os vendedores ambulantes, restaurantes e os consumidores, foi criada uma cartilha sobre como comprar, cuidar, fazer e consumir os alimentos comercializados em festas, shows, bares e lanchonetes. O material de comunicação está abaixo disponibilizado, confira!

Fonte: Ascom/SES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais