Voluntários deixam de fazer doação de sangue por falta de material

0
Falta de bolsas para coleta suspendeu atendimento no Hemose (Foto: SES)

Voluntários que chegaram do interior do Estado para fazer doação de sangue foram obrigados a retornar às respectivas cidades por falta de material para fazer a coleta. A dona de casa Naiara Souza Santos, 28, possui um filho de 13 anos internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) passando por tratamento para combater um câncer nasofaringe, informa que o paciente está necessitando de plaquetas e os doares que ela conseguiu mobilizar não tiveram condições de fazer a doação por falta de bolsas para fazer a coleta.

Segundo Naiara Santos, pelo menos cinco pessoas que vieram de Nossa Senhora da Glória e de outras cidades próximas retornaram para casa sem fazer a doação. “Meu filho precisa de plaqueta e o banco de sangue do Huse não tem. Então, mobilizamos várias pessoas no interior que vieram e tiveram que retornar”, diz a dona de casa.

A assessoria de imprensa do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) confirmou a falta do material, justificando que a quantidade de bolsas adquirida por fornecedor no Estado de São Paulo não chegou a tempo. Segundo a assessoria, o atendimento para fazer a coleta foi suspenso por volta das 9h da manhã desta terça-feira, 14, e regularizado por volta do meio-dia quando as bolsas chegaram em Sergipe.

A assessoria informa que o Hemose lamenta este episódio e assegura que os pacientes não foram penalizados. Segundo a assessoria, o material coletado só liberado, após processamento, em torno de, no mínimo, 24 horas após a coleta,  para que os procedimentos sejam adotados para garantir um sangue livre de qualquer contaminação. Segundo a assessoria, a coleta já está normalizada e os pacientes não foram prejudicados.

Por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais