Huse: médicos paralisam por 24h por isonomia salarial

0

13 categorias aderiram a paralisação (Fotos: Portal Infonet)

O neurologista Tiago de Jesus aderiu a paralisação.

Médicos de 13 especialidades que prestam serviços ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) paralisaram suas atividades nesta terça feira, 8. Com isto, serviços como consultas ambulatoriais, eletivas e marcação não funcionam hoje, mas apenas o setor de urgência. Os profissionais protestaram em frente ao Palácio dos Despachos nesta manhã pedindo isonomia salarial entre as categorias.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Médicos (Sindimed), José Helton Silva Monteiro, o pedido de igualdade de salários já é de conhecimento do secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima e do governador Belivaldo Chagas."Hoje você tem médicos com a mesma carga horária, no mesmo local de trabalho, mesma categoria e com diferenças salariais. Existem casos que essa diferença chega a quase 10 mil reais. Essa divergência só vem crescendo entre os médicos, então nós queremos uma solução imediata”, afirma.

Além da isonomia salarial, os profissionais da saúde também esperam uma posição por parte do governador no que diz respeito aos atrasos salariais, que segundo José Helton, ocorrem com frequência. “O governo vem ao longo dos anos prorrogando o pagamento dos salários. O salário é para ser pago no último dia útil, passou a pagar no quinto dia útil e agora não respeita mais essa dará. O calendário para esse mês prevê o pagamento somente no dia 12. Os médicos não vão mais admitir esse atraso salarial” comenta.

Outra questão abordada durante a manifestação foi a demora para realização de um concurso para os médicos. “Há muito tempo nós não temos concurso público para médicos. O último concurso para a classe da saúde foi em 2002 para estatutários e em 2009 para celetista, então a gente pleiteia que haja um concurso para todos os servidores da saúde”, comenta o neurocirurgião Tiago de Jesus Menezes.

Aderiram a paralisação de hoje as seguintes categorias: Cirurgiões Plásticos, Oncologistas Pediátricos, Oncologistas Clínicos, Oncologistas Gerais, Hematologistas, Neurologistas, Clínicos Gerais, Neurocirurgiões, Nefrologistas, Anestesistas, Infectologistas, Médicos Plantonistas das UTIs e Radioterapeutas.

Os médicos farão uma nova assembleia às 19 horas desta terça-feira, onde poderão deflagrar uma greve por tempo indeterminado.

Governo

A assessoria de comunicação do Governo do Estado informou que o governador Belivaldo Chagas irá se reunir com a categoria no próximo dia 22 para discutir a situação.

por Yago de Andrade e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais