Professores da rede municipal realizam paralisação no dia 17

0
Ato acontece dia 17 (Foto: CUT)

O magistério municipal definiu em assembleia realizada pela categoria fazer uma paralisação das atividades na próxima quarta-feira, 17. A paralisação contará com um ato dos professores a partir das 7h30 no Calçadão da Laranjeiras.

De acordo com a categoria, os professores estão sofrendo com o achatamento salarial e desvalorização, a falta de diálogo com o prefeito, bem como o não cumprimento da lei federal que determina o reajuste salarial dos professores. 

Campanha Salarial

A categoria aprovou a campanha salarial unificada. Cerca de oito sindicatos municipais, incluindo o Sindipema, se unem para traçar estratégias por condições de trabalho dignas e reajuste salarial. Há uma agenda de atividades do Sindipema a ser realizada no decorrer deste mês. Além da paralisação no dia 17, já foi encaminhado resposta ao Ministério Público sobre o descumprimento da pauta de reivindicação.

No dia 18, está prevista uma ida ao Tribunal de Contas solicitar reunião para discutir sobre o reajuste salarial e estruturas físicas das escolas. Também será realizada reuniões com representantes de base e diretores escolares para expor os encaminhamentos quanto a retirada de direitos, como indeferimentos de processos da progressão por nova habilitação, congelamento de gratificações e a não incorporação da função gratificada na aposentadoria.

A próxima assembleia está marcada para o dia 26 de agosto, às 16h, na sede do Sindipema, onde será definido o retorno às aulas no segundo semestre letivo.

Prefeitura de Aracaju

A Prefeitura de Aracaju informa que o reajuste do piso salarial do magistério, instituído este ano pelo Ministério da Educação (MEC), foi de 4,17%, fixando o valor em R$ 2.557,74. Este é o vencimento inicial mínimo que deve ser pago aos profissionais da Educação Básica, com jornada de 40 horas semanais.

A Prefeitura de Aracaju tem cumprido a lei pois, atualmente, o professor que ingressa na rede recebe um salário de R$ 2.560,99, e a média salarial paga aos educadores é de R$ 3.230,16. Além disso, o magistério de Aracaju tem direito a 50% da jornada para a realização de Estudos (tempo dedicado a formação continuada dos profissionais) e atividades técnico pedagógicas fora da escola.

Fonte: CUT/SE

Comentários