Programa da Unicef visa diminuir evasão de 27 mil jovens da escola

0
Busca Ativa Escolar (Foto: Infonet)

O último Censo Escolar contabilizou que  27 mil adolescentes estão fora das salas de aula em Sergipe, o que motivou a Secretaria de Estado de Educação (SEED) aderir ao Plano Busca Ativa Escolar do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Para ajustar o plano a realidade local, ocorreu um encontro na manhã desta quarta-feira, 14, reunindo supervisores, diretores, gestores e secretários de Educação do estado e dos municípios sergipanos. A campanha ‘Lugar de Criança e Adolescente é na Escola’ tem o objetivo de combater o abandono e a evasão escolar.

Diretora do Departamento de Educação (DED), Ana Lúcia Lima Foto (Infonet)

Com a adesão e cooperação de todos os municípios sergipanos, o encontro – que só termina na próxima quinta-feira, 14, visa identificar crianças e adolescentes que se encontram fora da escola, utilizando estratégias de Busca Ativa Escolar. “A gente tem que saber onde esses meninos estão, pois muitos já eram para estar no ensino médio. Vamos fazer uma mobilização censitária mesmo, de porta em porta, para que esses estudantes sejam reintegrados. O objetivo é acompanhar  a evolução deles dando todo o suporte pedagógico”, conta a Diretora do Departamento de Educação (DED), Ana Lúcia Lima.

Chefe de Educação da Unicef no Brasil, Italo Dutra (Foto: Portal Infonet)

Para o Chefe de Educação da Unicef no Brasil, Ítalo Dutra, a parceria entre o estado e municípios faz com que a adesão ao projeto seja melhor trabalhado. “É um marco importante essa articulação entre a esfera estadual e municipal, no sentido de que possamos trabalhar juntos para não apenas abrir uma matrícula, mas ir atrás das crianças e adolescentes que estão fora da escola. A gente precisa trabalhar por uma escola que ajude os alunos a estar nela e aprendendo”, salienta.

Meta

De acordo com o Secretario de Estado da Educação, Josué Modesto, do ponto de vista estatístico 98,5% das crianças frequentam as escolas. Porém, a evasão escolar ocorre entre os adolescentes, pois apenas 55% dos jovens concluíram o ensino fundamental. “Nossa meta é que essas crianças e jovens concluam o ensino com êxito e efetiva aprendizagem”, fala o secretário.

Plataforma

A Busca Ativa Escolar é uma plataforma gratuita para ajudar os municípios a combater a exclusão escolar, desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto TIM.

A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, municípios e estados terão dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar.

por Adson Santana

Comentários