A política urbana

0

O fenômeno da migração do campo para a cidade chegou definitivamente à política. Dois terços do eleitorado de Sergipe está no interior, mas quase todos os eleitos no ano passado para a Assembléia Legislativa e o Congresso são aracajuanos — se não de nascimento, por adoção. Maria do Carmo Alves, que se reelegeu para o Senado com 468.546 votos, nasceu em Cedro de São João mas tem a vida toda ligada à cidade de Ignácio Barbosa. Dos 32 deputados sergipanos que serão empossados quinta-feira — oito federais e 24 estaduais —, pelo menos 26 são de Aracaju, têm base eleitoral ou, no mínimo, uma vinculação muito forte com a capital. A maioria tem residência em Aracaju. Sete deles estréiam na Assembléia e três, na Câmara Federal

 

Deputados federais

 

Eduardo Amorim (PSC) – 115.466 votos – Itabaiana/Aracaju – Médico, irmão do genro de João Alves Filho e empresário Edvan Amorim, foi secretário da Saúde. Responde por improbidade administrativa. Ocupa o primeiro cargo eletivo.

 

Jackson Barreto (PTB) – 100.366 votos – Santa Rosa de Lima/Aracaju – Funcionário público, tem uma história longuíssima na política, que remonta a 1972, quando se elegeu vereador de Aracaju. Foi eleito prefeito da capital duas vezes. Elegeu-se deputado federal pela primeira vez em 1978. Assume o quarto mandato na Câmara Federal.

 

Albano Franco (PSDB) – 97.019 votos – Laranjeiras/Aracaju – Empresário, é ao lado do senador Antônio Carlos Valadares e de Jackson um dos políticos com mandato mais experientes. Elegeu-se deputado estadual em 1966, foi senador em dois mandatos e governador eleito também duas vezes. É a primeira vez que chega à Câmara.

 

Antônio Carlos Valadares Filho (PSB) – 85.450 votos – Simão Dias/Aracaju – Filho do senador Antônio Carlos Valadares, é um neófito na política. O pai o fez candidato para derrotar o primo, Pedrinho Valadares.

 

José Carlos Machado (PFL) – 68.334 votos – Itabaiana/Aracaju – Engenheiro civil e empresário, foi deputado estadual em dois mandatos e agora chega ao segundo mandato de deputado federal.

 

Mendonça Prado (PFL) – 56.192 votos – Aracaju – Advogado, genro de João Alves, foi vereador de Aracaju. Chega ao segundo mandato de deputado federal.

 

Jerônimo Reis (PFL) – 54.000 votos – Lagarto – Empresário, ex-prefeito de Lagarto, filho do velho deputado Artur Reis, foi deputado estadual eleito em 1986 e deputado federal nas duas eleições seguintes. Em 1998, fez o filho Sérgio Reis deputado federal. Voltou a disputar a Câmara Federal na última eleição.

 

Iran Barbosa (PT) – 41.850 votos – Aracaju – Professor, líder sindical, aliado dileto da deputada estadual Ana Lúcia Menezes, foi vereador de Aracaju. Primeiro mandato de deputado federal.

 

Deputados estaduais

 

André Moura (PSC) – 38. 778 votos – Pirambu/Aracaju – Filho de Reinaldo e Lila Moura, ex-prefeito de Pirambu em dois mandatos. Eleito pela primeira vez deputado estadual, está sub judice, acusado de corrupção eleitoral. Aguarda julgamento.

 

César Mandarino (PSC) – 33.955 votos – Itaporanga D’Ajuda/Aracaju – Proprietário rural, ex-prefeito em dois mandatos, casado com a ex-vice-governadora Marília Mandarino. Primeiro mandato de deputado.

 

Adelson Barreto (PSB) – 33.587 votos – Aracaju – Radialista, ex-vereador em dois mandatos, teve votos suficientes para deputado federal em 1998, mas não se elegeu. É o segundo mandato de deputado estadual.

 

Augusto Bezerra (PFL) – 30.267 votos – Aracaju – Professor, ex-vereador de Aracaju, eleito para o terceiro mandato de deputado estadual. Também está sub judice.

 

Ana Lúcia Menezes (PT) – 30.021 votos – Aracaju – Professora, eleita para o segundo mandato, a líder do magistério assumirá o cargo de secretária de Inclusão e Desenvolvimento Social, abrindo a vaga para a primeira suplente da coligação, Tânia Soares (PC do B), ou o segundo suplente, Gilmar Carvalho (PSB).

 

Antônio Passos Sobrinho (PFL) – 28.554 – Ribeirópolis/Aracaju – Proprietário rural, presidente da Assembléia até quinta-feira, elegeu-se deputado estadual pela primeira vez em 1994, quando o pai, Francisco Modesto dos Passos, retirou-se da longa vida política. Foi prefeito de Ribeirópolis.

 

Rogério Carvalho (PT) – 26.208 votos – Aracaju – Médico, ex-secretário de Saúde de Aracaju nas duas gestões de Déda, elegeu-se para o primeiro mandato de deputado. Secretário de Saúde do Estado desde o dia 1º de janeiro, abrirá vaga para outro suplente da coligação: Gilmar Carvalho ou Marcos Vander Costa da Cunha (PSB).

 

Susana Azevedo (PSC) – 24.958 votos – Aracaju – Advogada, ex-vereadora de Aracaju, a ainda jovem deputada é experiente. Foi eleita para o quarto mandato.

 

Arnaldo Bispo (PFL) – 24.682 votos – Itabaiana – Empresário, irmão do ex-deputado e ex-prefeito de Itabaiana Luciano Bispo, foi eleito para o segundo mandato.

 

Luiz Mitidieri (PSDB) – 24.652 votos – Boquim/Aracaju – Médico, foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1986, reelegeu-se em 1990, afastou-se da política e só voltou a reeleger-se em 2002. Vai para o quarto mandato.

 

Venâncio Fonseca (PP) – 23.874 votos – Boquim/Aracaju – Advogado, irmão do deputado federal não reeleito Cleonâncio Fonseca, está na Assembléia desde 1991, tendo ficado sem mandato de 1999 a 2002, quando voltou a se eleger. Quarto mandato.

 

Celinha Franco (PFL) – 22.414 votos – Aracaju – Proprietária rural, é irmã do ex-deputado e prefeito de Nossa Senhora do Socorro, José Franco. Vai para o segundo mandato.

 

Zeca Ramos da Silva (PSC) – 21.135 votos – Aracaju – Empresário, vereador por dois mandatos, ex-presidente da Câmara Municipal. Primeiro mandato de deputado.

 

Valmir Monteiro (PSC) – 20.912 votos – Lagarto – Empresário, eleito para o segundo mandato.

 

Armando Batalha de Góis (PV) – 20.063 votos – Aracaju/São Cristóvão – Empresário, filho dos ex-vereadores Batalhinha e Madalena Góis, ex-prefeito de São Cristóvão em dois mandatos. Também é novato na Assembléia.

 

Paulo Hagenbeck Filho (PT do B) – 19.183 votos – Laranjeiras/Aracaju – Filho do prefeito de Laranjeiras, Paulinho da Varzinhas, eleito para o primeiro cargo público.

 

Ulices Andrade (PSDB) – 19.129 votos – Canhoba/Aracaju – Engenheiro civil e empresário, é o mais experiente dos atuais deputados estaduais, reeleito para o quinto mandato. A experiência e a oportuna aproximação com o governador Marcelo Déda (PT) o credenciam à presidência da Assembléia, cargo que assumirá na quinta-feira.

 

Angélica Guimarães (PSC) – 19.077 votos – Aracaju – Médica e empresária, eleita para o segundo mandato.

 

Garibalde Mendonça (PMDB) – 18.145 votos – Aracaju – Engenheiro civil e empresário, ex-pupilo do senador Almeida Lima, ex-presidente da Emurb. Terceiro mandato de deputado estadual.

 

Francisco Gualberto (PT) – 16.799 votos – São Cristóvão/Aracaju – Funcionário da Fafen e sindicalista, ex-vereador de Aracaju, ficou na suplência de deputado estadual até a cassação do curto mandato de Antônio Francisco, condenado pelo assassinato do titular Joaldo Barbosa. Tem fama de encrenqueiro e o reconhecimento necessário para eleger-se para o segundo mandato.

 

João Joaquim dos Santos, dito João das Graças (PT do B) – 16.589 votos – Graccho Cardoso – Empresário, tornou-se conhecido por dar um tiro na bunda de um primo e adversário. A Comissão de Ética da Assembléia reduziu o crime à condição de mera traquinagem. Segundo mandato.

 

Maria Conceição Vieira Santos (PT) – 15.629 votos – Japaratuba/Aracaju – Professora, ex-vereadora de Aracaju, chega à Assembléia pela primeira vez.

 

Mardoqueu Bodano da Silva (PL) – 15.117 votos – Aracaju – Pastor evangélico da Igreja Universal, homem ligado ao também pastor e ainda deputado federal Heleno Silva, assume o segundo mandato de deputado.

 

Wanderlê Dias Correia (PTB) – 14.878 – São Cristóvão – Professor, irmão do prefeito de São Cristóvão, Zezinho da Everest, é um dos estreantes.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários