Acabe também a Lei Seca

0

Para transformar o nosso criminoso trânsito numa balbúrdia generalizada, só faltou este governo militar incluir o fim da Lei Seca no tenebroso projeto alterando o Código de Trânsito. Sem qualquer estudo científico para fundamentar as mudanças, a proposta aumenta de 20 para 40 o limite de pontos acumulados em um ano para que o motorista perca a habilitação; amplia a validade da carteira de motorista de cinco para 10 anos; extingue multa para quem não protege as crianças nas chamadas cadeirinhas; acaba a exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais, entre outros absurdos. Tomara que os congressistas não aprovem tamanha barbaridade. Ressalte-se que este malfadado projeto só beneficia os motoristas infratores, a exemplo da família do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que em apenas cinco anos recebeu mais de 40 multas de trânsito, acumulando 129 pontos nas carteiras de habilitação da prole. Misericórdia!

Ônix mal visto

A Câmara de Vereadores de Aracaju aprovou uma moção de repúdio contra o ministro da Casa Civil Ônix Lorenzoni. Tudo porque o falastrão mentiu descaradamente ao dizer que nenhum curso da Universidade Federal de Sergipe foi avaliado com nota cinco. Na entrevista que o dito cujo concedeu à Globo News ficou evidente a sua intenção de desgastar a imagem da UFS. A moção repudiando o ministro mentiroso foi aprovada por maioria de votos. Bem feito!

Nem aí!

O jornalista Ancelmo Gois revela no jornal O Globo de hoje, que o ex-deputado federal André Moura (PSC) é unha e carne com o presidiário Eduardo Cunha (MDB). Gois cita o sergipano para mostrar que o governador Wilson Witzel (PSC) tem prestigiado o presidente do PSC, pastor Everaldo, responsável pela indicação de Moura como secretário do governo fluminense. Indiferente às críticas, André festeja o fato de já ter conseguido liberar R$ 108 milhões para o governo do Rio: “Iniciamos com o pé direito”, comemora. Então, tá!

Mudança na Sefaz

A Caixa Econômica Federal acaba de emprestar ao governo de Sergipe seu ex-superintendente no estado, Marco Antônio Queiroz. Com a liberação, o moço deve assumir a Secretaria da Fazenda, em substituição a Ademário Alves, que deixou a pasta no começo de março. Desde então, a Sefaz vem sendo tocada interinamente por seu superintendendo Marcos Vinicius Nascimento. O governo ainda não anunciou quando será a posse de Marcos Queiroz. Aguardemos, portanto!

Soltem os bichos

A depender da deputada estadual Kity Lima (Cidadania) o governo de Sergipe fecha o Zoológico de Aracaju. Segundo a parlamentar, os animais encarcerados no Parque da Cidade vivem estressados por serem mantidos em espaços pequenos, “bem diferentes do habitat natural”. Kity lembra que no mundo inteiro os zoológicos estão sendo extintos: “Sergipe precisa acompanhar essa mobilização internacional”. Certíssimo!

Contra o trabalhador

E o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) jura que os trabalhadores pobres serão as grandes vítimas da Medida Provisória alterando as regras de concessão de benefícios do INSS. Ele entende que ficará mais difícil para o trabalhador obter êxito nos recursos visando assegurar direitos adquiridos. Carvalho também revela que, ao depender das prefeituras para ter acesso à aposentadoria, o trabalhador rural corre o risco de ser vítima do viés ideológico do gestor de plantão. Misericórdia!

Mais barato

O preço do gás de cozinha deve cair em Sergipe. É que o governador Belivaldo Chagas (PSD) autorizou a mudança do cálculo da cobrança do ICMS sobre o produto, reduzindo em 9% o valor de referência. A expectativa do governo é que a modificação derrube o preço do botijão de 13 quilos de R$ 78 e R$ 80 para algo em torno de R$ 63 e R$ 65. Com essa boa notícia, as donas de casa vão botar mais água no feijão sempre que chegar mais um para o almoço. Vixe!

Rumo à greve geral

O Sindicato dos Bancários de Sergipe vai decidir, segunda-feira próxima, se participará da greve geral convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 deste mês. A paralisação nacional visa protestar contra a nefasta reforma da Previdência, o crescente desemprego e as maldades do governo Bolsonaro contra a educação pública. Só Jesus na causa!

Banco dos réus

O Tribunal Regional Eleitoral manteve a condenação de João Marcelo Montarroyos Leite (PSDB), candidato derrotado a prefeito de Nossa Senhora das Dores em 2026. O moço foi condenado porque afrontou a legislação ao contratar um trio elétrico durante a campanha eleitoral, além de ter omitido o aluguel do veículo na prestação de contas. Com esta decisão, João Marcelo continuará inelegível, mas tem direito de recorrer contra a condenação. Homem, vôte!

Apaga velinhas

A Lei da Ficha Limpa, que tornou mais rígidos os critérios de inelegibilidade para os candidatos, completou nove anos ontem. Desde a sua homologação, a Justiça Eleitoral impediu a candidatura de políticos cassados, condenados em processos criminais e dos que renunciaram os mandatos para evitar um possível processo de cassação. A Lei da Ficha Limpa é fruto de um movimento popular visando barrar o acesso a cargos eletivos de candidatos com a “ficha suja”. Marminino!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 31 de janeiro de 1915

Resumo dos jornais

Comentários