Aprovado projeto que convalida incentivos fiscais

0

O ex-governador Albano Franco considera como uma grande vitória dos Estados, notadamente do Norte-Nordeste, a aprovação pela Câmara dos Deputados, na última quarta-feira, do Projeto de Lei Complementar 54/2015, que convalida os incentivos fiscais dados pelos Estados para atração de empresas. Ele que fez articulações no âmbito da Confederação Nacional da Indústria (CNI), para aprovação da matéria, reconhece a importância desse instrumento para a redução das desigualdades regionais. Albano também lembrou que, quando governou Sergipe, teve oportunidade de, através de incentivos fiscais, trazer dezenas de indústrias para o Estado, que geraram desenvolvimento e milhares de empregos. Ele aproveitou para parabenizar também o empenho do governador Jackson Barreto e o apoio da bancada federal sergipana na aprovação do referido projeto de lei.

Se não tem dinheiro, não tem Forró-Caju

O aracajuano escancara suas críticas ao Prefeito da Capital, Edvaldo Nogueira, porque ele ainda não sinalizou se vai ter, ou não, o Forró-Caju a grande festa de todos os anos no São João. Ele espera algum apoio do governo federal, mas mesmo isso não se justifica a ida de vereadores a Brasília sob a desculpa que vai tentar liberar os 2 milhões de reais que a Prefeitura precisa para pôr o Forró-Caju nos trilhos. Se a Prefeitura não tem dinheiro para comandar a festa, entregue os pontos, é o melhor a fazer. É curioso como os políticos estão fazendo esforços para conseguir o dinheiro para o Forró-Caju. Se fosse para qualquer outra coisa importante contaria o prefeito com a solidariedade de toda essa gente?

Ainda não é o fim da recessão…

O Presidente Temer está a comemorar o fato de que o Brasil, depois de um bocado de tempo, registrou um aumento de um por cento  nas suas contas mensais. Ótimo: um por cento é, claro, melhor do que zero. Mas, será que este resultado vai se refletir meses afora: este mês o resultado foi ajudado pela agricultura, mas nem sempre é possível se repetir bons números na área agrícola. Tanto que os setores mais responsáveis do País não acreditam que isso possa ocorrer. O que quer dizer que a recessão ainda não está razoavelmente superada. Mas diante das dificuldades políticas que Temer enfrenta no momento, esse um por cento veio a calhar…

Royalties foi de quase 6 milhões de reais

O pagamento de royalties de petróleo e gás natural, para o Estado, no mês de maio do corrente ano, foi de R$ 5,7 milhões, valor referente à produção do mês de março. No comparativo com o mês imediatamente anterior, abil desse ano, o repasse teve pequeno recusou de 0,3%. Já na comparação com o mês de maio do ano passado, a redução ficou em 1,3%. Essas variações são em termos nominais, ou seja, sem considerar o efeito da inflação no período. Nos cinco primeiros meses de 2017, o pagamento dos royalties superou os R$ 31, 6 milhões em Sergipe, representando um acréstimo de 16,9%, em relação o montante acumulado no mesmo período de 2016. No mês analisado, o município de Pirambu continua recebendo o maior montante, entre todos os municípios sergipanos, recebendo quase R$ 6 milhões. Enquanto isso, os municípios de Japaratuba e Divina Pastoram receberam R$ 993 mil e R$ 808 mil, respectivamente. Outros municípios, como Areia Branca, Itaporanga, Siriri e Carmopólis, receberam R$ 733 mil, R$ 684 mil, R$ 681 mil e R$ 678 mil, respectivamente, referente à extração de petróleo e gás. 

Cauda de animais é mutilada

O suplente de vereador Herbert Pereira dá guarida à denúncia de um jovem do interior: “Está ocorrendo no interior do Estado e está se espalhando em todas as regiões. Os donos de gado de corrida mutilam a cauda dos animais. A cauda é a defesa do animal contra a mosca, mutuca e o mosquito. Eles estão fazendo isso para dificultar o Vaqueiro pegar  reses na corrida. O que está deixando muita gente revoltada”. O que causa indignação é o modo como o rabo é arrancado: amarra-se nele um elástico bem apertado, que prende o sangue e vai entrando na carne aos poucos, à medida que o rabo vai necrosando com o passar dos dias, até cair. Isso dói, gera inflamação e faz o animal sofrer muito até a cauda cortar por completo.

Para os irmãos Batista, o crime compensa

Saiu barato para os donos do grupo JBS o crime de corrupção. Após promoverem a maior compra de políticos (1.800, no total) da história mundial, incluindo presidentes da República, e após acordo de delação foram embora, impunes e totalmente imunes. Não serão obrigados nem mesmo a usar tornozeleiras. Apenas pagarão multa de R$ 225 milhões, cerca de 1,7% dos R$ 12,8 bilhões que arrancaram do BNDES nos governos do PT. Mas eles ganharam com a declaração. Operação de âmbito às vésperas da delação-bomba, sob investigação da CVM, rendeu à JBS o dobro do valor da multa de R$ 225 milhões. Com o acordo, os donos da JBS se livram de cinco investigações criminais, sobre falcatruas diversas. E ainda podem afirmar que são “ficha limpa”. A JBS valia R$ 4 bi e passou a valer RR 170 bilhões, após subornarem todo mundo. Agora é só usufruir, no exílio dourado, pelo resto da vida.

   …e para encerrar…

NÃO SOU – Um aviso à Polícia Federal: não sou amigo de Michel Temer, esse que ocupa a presidência da República. Não sou e nunca fui. Nem o conheço. Como o critério hoje para prender um bocado de malandro, que fez moradia na política brasileira, é ser amigo do homem, quero esclarecer desde logo: não sou amigo dele em hipótese nenhuma…

ALMOÇO – A reunião-almoço do Rotary Club de Aracaju-Norte, a partir do meio dia no hotel Quality, vai ser para reverenciar a memória do Sr. Augusto Prado Leite, falecido há quinze dias atrás. Familiares do rotariano falecido estarão presentes ao almoço. Ele foi associado a este clube por quase 50 anos…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários