Blog previu: Sem gestão,orla se torna paraíso invasões.Culpa da Setur

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Desde o ano passado que o blog vem denunciando e alertando o descaso com a Orla de Atalaia que de longe parece aquela que já foi chamada da mais bonita do Brasil. Hoje é um cartão postal negativo onde qualquer turista que chega logo no primeiro momento percebe o descaso e a falta de gestão onde os espaços públicos, principalmente as calçadas estão tomadas por camelôs principalmente no período da noite.

A Orla de Atalaia antes da retirada dos fiscais pela Secretaria de Turismo, através da Emsetur, atendendo apelo político, tinha organização em diversos pontos principalmente nas calçadas cujos camelôs eram proibidos de colocar seus produtos. Antes que digam que são artesãos, mentira. Poucos deles são, pois a maioria vende mercadoria da China, inclusive diversos chapéus, saídas de praia, toalhas e outras peças, que o turista pensa que é daqui, mas são da China.

Na segunda-feira, 17, o blog publicou fotos de camelos que tomaram conta das calçadas do

Em frente a Feira do Turista, no fim da Orla, já próximo a orlinha da Coroa do Meio, os ambulantes estão montando barracas e enchendo de carrinhos a calçada.

outro lado, onde ficam os hotéis e a feira do turista. Hoje são fotos do lado da orla mesmo, que era fiscalizado pela Emsetur e hoje as calçadas estão tomadas. Todas tiradas no fim de semana que passou.

Sem os fiscais da Emsetur e com o vácuo criado onde a SPU diz que vai passar para a Prefeitura de Aracaju, mas até o momento nada, os camelôs, ambulantes, carros menores de food truck, reboques e tudo mais tomaram conta da Orla de Atalaia.

A verdade que tudo que está acontecendo tem a responsabilidade político partidária. A orla foi partidarizada e virou um negócio político. É só pedir a uma autoridade que você é liberado para fazer parte da muvuca criada. É só o início de 2020 um ano político onde os interesses privados e eleitorais estarão muito à frente dos interesses públicos.

A Orla hoje é o retrato do descaso do governo com o turismo. Divulga números pela imprensa de estimação sobre o turismo, quando na verdade estes números são insignificantes se comparados com os estados nordestinos.

Resultado das risadas mordazes de quem acabou com o Estado e criou o Ex-Estado de Sergipe.

 

Atenção Justiça Eleitoral! Tobias Barreto: hostilidade pré-eleitoral preocupa os cidadãos de bem Independente de posição partidária em Tobias Barreto que hoje tem dois grupos hegemônicos, o cidadão de bem tobiense está preocupado com o clima de hostilidade e acirramento político antes mesmo da campanha municipal se iniciar. O blog conversou com amigos dos dois lados depois que recebeu a informação e confirmou: é preciso que as autoridades competentes, por exemplo, o promotor eleitoral, inicie ações rapidamente para conter o acirramento. Pela primeira vez o clima está hostil e muita gente com receito que possa ocorrer alguma tragédia por conta da divisão que se encontra a cidade, algo nunca visto. Que as autoridades tomem as devidas providências. Antes que seja tarde demais.

Rede D` Or que comprou o Hospital São Lucas agora comprou o Hospital Aliança em Salvador E a Rede D`Or continua se expandido pelo Nordeste Maior conglomerado de hospitais privados do país, a Rede D’Or comprou 80% da operação do Hospital Aliança, em Salvador, por R$ 800 milhões. O empreendimento faturou R$ 440 milhões no ano passado. Em Sergipe a Rede D`Or comprou em 2018 o Hospital São Lucas.

49  hospitais Com operações no Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e Bahia, a Rede D’Or opera com 49 hospitais, sendo 48 próprios e um sob gestão. O grupo possui um total de 7,5 mil leitos e tem planos de chegar a 11 mil até 2022. Em Salvador, o Hospital Aliança é o terceiro investimento da Rede D’Or. A empresa é dona do Hospital São Rafael e tem participação societária no Hospital Cardio Pulmonar na capital baiana. (Valor).

Estranho: na contramão da inovação, Alese quer criar editora e ainda comprar máquinas alemãs? Será verdade? Primeiro que a Assembleia se tiver com dinheiro sobrando que devolva ao governo em forma de emendas para investimentos na saúde e recuperação das estradas tão criticadass pelos deputados, inclusive pela bancada do amém. Não tem sentido a Alese criar uma gráfica nos tempos atuais, onde até o Diário Oficial é eletrônico e as livrarias já estão inovando mostrando um catálogo de livros virtual.

Barra dos Coqueiros: alunas do Colégio Estadual Carlos Firpo vêm denunciando perseguições e assédios O blog foi informado e recebeu diversos prints de alunas do Colégio Estadual Dr. Carlos Firpo, localizado na Barra dos Coqueiros contra um professor. Segundo elas, as perseguições e assédios vêm desde 2016 quando já foram feitas várias denúncias sem êxito. Informam que o acusado já conseguiu até um atesto de laudo psiquiátrico para fugir das acusações. Se tem problemas não pode continuar lecionando. Aliás, o professor ameaça a todo o momento processar quem denunciá-lo. O caso já foi informado a DR-8 e, segundo as alunas, nada foi feito e agora vão denunciar na Delegacia das Mulheres e pode sobrar para a SEED. Como o blog não conseguiu descobrir se a DR-8 abriu algum procedimento, vai aguardar para divulgar o nome.

TRE-SE: atendimento só presencial na Rua Itabaiana, em Aracaju A partir do dia 02 de março de 2020, a Central de Atendimento ao Eleitor do Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe (TRE-SE), situada na Rua Itabaiana (AJU) NÃO oferecerá mais o serviço de agendamento pela INTERNET: o atendimento será exclusivamente presencial.

No CEAC Riomar somente atendimento pelo agendamento no site Também, a partir do dia 02 de março deste ano, no Posto de Atendimento ao Eleitor situado nas dependências do CEAC do Shopping Riomar, só poderão ser atendidos os cidadãos que realizarem previamente o agendamento pelo site do Sistema do CEAC.

Novo horário cartórios e zonas eleitorais Vale ressaltar que também há mudança nos horários de funcionamento dos Cartórios Eleitorais de Aracaju e do interior do Estado, a começar no dia 02 de março. Nos Cartórios Eleitorais e nas Zonas Eleitorais com sede na capital e na Central de Atendimento de Aracaju o horário de atendimento ao público será de 7 às 13 horas, e, de 8 às 14 horas, nas demais Zonas. Essas mudanças vigoram até o fechamento do cadastro no dia 06 de maio deste ano.

Memórias do Carnaval Sergipano Esse quarto filme do projeto “Memórias do Carnaval Sergipano”, idealizado por Dida Araújo,  faz uma homenagem ao cinegrafista Walmir Almeida. São dele as imagens históricas dos desfiles de blocos do carnaval de Aracaju e dos antigos bailes da Associação Atlética de Sergipe e  Iate clube de Aracaju no ano de 1962. Um detalhe marcante nesse material é a narração do jornalista Cid Moreira, ex-apresentador do Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão. Confira, deixe seu like, comente, compartilhe e se inscreva no canal da sergipanidade.

 

Oficina de Confecção de Bonecos de Espuma em Aracaju Através do Núcleo de Artes, da Assessoria de Artes e Eventos da Federação Espírita do Estado de Sergipe será realizada de 24 a 26 de abril deste ano uma Oficina de Confecção de Bonecos de Espuma no Hotel GO IN Aracaju. A oficina está dividida em 05 (cinco) turmas de 04 (quatro) horas de duração cada turma e será ministrada pelo artista espírita, Marcus Azuma – Curitiba/PR.

As turmas, dias e horários da Oficina Turma: Laura Amazona, 24/04/2020 (Sexta-feira) – 18h00 às 22h00; Turma: Eribaldo Prata, 25/04/2020 (Sábado) – 08h00 às 12h00; Turma: Bittencourt Sampaio, 25/04/2020 (Sábado) – 14h00 às 18h00; Turma: Martins Peralva, 26/04/2020 (Domingo) – 08h00 às 12h00 e Turma: Lívio Pereira, 26/04/2020 (Domingo) – 14h00 às 18h00.I Inscrições: Lote 01 – de 03/02 a 31/03/2020, R$ 30,00 (trinta reais); Lote 02 – de 01/04 a 26/04/2020, R$ 60,00 (sessenta reais). Inscrições e mais detalhes aqui: https://www.sympla.com.br/oficina-de-confeccao-de-bonecos-de-espuma__787650

 

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

ARACAJU. DELEPRÉCANDIDATAS. Por Fausto Leite: A “ronda” para capturar a chefia do executivo de Aracaju foi tema flagrante entre as delegadas Georlize Teles e Daniela Garcia que fizeram campanas nas emissoras de rádio. A leitura continua aqui.

Nota Pública PT/Estância Nós que fazemos a Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores em Estância, reunidos em 17 de fevereiro de 2020, vimos a público hipotecar total e irrestrita solidariedade ao Professor Rubens Marques de Sousa (Dudu), líder sindical e dirigente estadual do PT, devido a duas tentativas de atropelamento no dia de ontem a tarde, enquanto ele pedalava pelas ruas da cidade. A primeira tentativa se deu nas imediações da Rua Capitão Salomão e à segunda na Avenida Tenente Eloy, nas imediações do Auto Posto Centro. Ambas as tentativas foram praticadas pelo mesmo autor ainda não identificado. Aproveitamos a oportunidade para repudiar o ato de violência cometido contra o companheiro, ao tempo em que, exigimos uma apuração imediata e profunda pelos órgãos competentes, visando o total esclarecimento. Reafirmamos o nosso compromisso com os valores da democracia e da liberdade, e anunciamos em alto e bom som, que não nos calaremos diante de atos dessa natureza. Estância (SE), 17 de fevereiro de 2020. Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

ARTIGO

A (In)Segurança Pública de Sergipe e o abandono do Governo Belivaldo Por Adriano Bandeira*

“Falar em reajuste de salários dos servidores públicos seria brincar com o perigo”. Essa frase pronunciada no último dia 13 de fevereiro pelo secretário estadual da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, sinalizou aos profissionais da Segurança Pública, em especial aos policiais civis, mais um ano sem perspectivas positivas para os homens e mulheres que arriscam diariamente suas vidas no combate à corrupção, criminalidade e violência em Sergipe. Mesmo com a receita tendo aumentado, o Governo Belivaldo ainda não conseguiu o básico de uma gestão: a folha do pagamento do servidor dentro do próprio mês de pagamento. E mais: o pagamento devido das revisões inflacionárias.

A frase do secretário ora citado levou diversos policiais civis a procurarem o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) para expressar indignação, raiva, incerteza, revolta e desespero. Como policiais, compreendemos muito bem e na prática o significado do termo “brincar com o perigo” mencionada há poucos dias pelo Governo do menor estado do país e que conta com uma Polícia Civil que é referência nacional na qualidade técnica de seus trabalhos. São excelentes profissionais que hoje estão desmotivados, desvalorizados e que são obrigados a ouvir que a sonegação fiscal é um fator preponderante para justificar a ausência de reajuste salarial decente aos servidores públicos.

Pois bem. Brincar com o perigo é duvidar da capacidade de mobilização e união dos profissionais da Segurança Pública. Brincar com o perigo é Sergipe continuar sendo destaque nacional anualmente entre os lugares mais violentos do Brasil. É o Governo continuar fingindo que conta com Políticas Públicas sérias voltadas para a pasta. É acreditar que um Governo comprometido com a sociedade não deva priorizar a Segurança Pública. É querer jogar o servidor público contra as demais categorias de trabalhadores para justificar a má gestão nas despesas do estado. Brincar com o perigo é acreditar que os policiais civis e demais servidores públicos irão suportar toda duração do Governo Belivaldo sem reajuste salarial, sem revisões inflacionárias, sem diálogo, sem lutas. Brincar com o perigo é massacrar justamente aqueles que são responsáveis por investigar e elucidar os crimes diários que ocorrem em nosso estado.

Abandono, descaso, má vontade ou inexperiência em gestão. Qualquer possibilidade aponta que Segurança Pública não é prioridade do Governo Belivaldo. A informação de crise financeira circula em todo o país, mas há estados que priorizam os serviços prestados ao cidadão e reajustam salários devidamente, a exemplo recente da Paraíba e Minas Gerais.

Os policiais civis, por exemplo, lutam por situações básicas na carreira por meio do sindicato e nenhuma resposta ainda tiveram: reposição inflacionária, fusão dos cargos da base da Polícia Civil, redução do tempo que o policial demora a ser promovido na carreira, além de auxílio alimentação e auxílio saúde, que os demais profissionais da área recebem e os policiais civis não.

Brincar com o perigo é trabalhar em uma profissão de alto risco e sair de casa sem saber se retornará aos seus familiares. É desconhecer os problemas financeiros e psicossociais que afligem os profissionais da Segurança Pública. Brincar com o perigo, por fim, é duvidar da capacidade do cidadão em perceber que Sergipe vem mudando para pior. Levante a mão aquele que se sente totalmente seguro vivendo aqui.

Seguimos na luta!

*Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe_
(www.sinpolsergipe.org.br )

DO BLOG ESPAÇO MILITAR

ASPRA/SE PARTICIPA DE AUDIÊNCIA PERANTE O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PARA TRATAR DA REALIZAÇÃO DE BLOQUINHOS E OUTROS EVENTOS SEM AUTORIZAÇÃO DA PMSE, E DE PAREDÕES DE SOM, E COBRA RESPONSABILIDADE DE OUTROS ÓRGÃOS SOBRE AUTORIZAÇÕES EM LOCAIS INADEQUADOS E FALTA DE FISCALIZAÇÃO. CONFIRAM AQUI AS MEDIDAS INICIAS ADOTADAS.

Na manhã da segunda, 18, foi realizada uma audiência perante o Ministério Público Estadual, através da Promotoria do Controle Externo da Atividade Policial, que tem à frente o Promotor de Justiça Dr. Deijaniro Jonas, para tratar da questão de autorizações para bloquinhos e blocos de carnaval e outros eventos festivos como micaretas, cavalgadas, vaquejadas, ressacas, arrastões, desfiles de escolas de samba, forroretas, casamentos caipiras, eventos esportivos, eventos folclóricos, shows comemorativos e eventos avulsos, além da questão de paredões de som, que são realizados em todo estado sem a autorização da Polícia Militar do Estado de Sergipe, após ofícios encaminhados pela ASPRA/SE (Associação de Praças Policiais e Bombeiros Militares de Sergipe) e pela própria corporação.

Compareceram inicialmente à primeira audiência realizada, o Coronel José Moura Neto, Comandante do CPMC, representando a PMSE; o Tenente-Coronel Stênio Gonçalo dos Santos Júnior, Subcomandante do CPMC; Geraldo do Nascimento Filho, vice-presidente da ASPRA/SE; Alex Santos Lima; presidente do conselho fiscal da ASPRA/SE; e o advogado Márlio Damasceno, assessor jurídico da ASPRA/SE.

O objetivo da audiência foi apurar diversos fatos relacionados a eventos realizados sem observar alguns critérios e sem a autorização da PMSE, como o caso ocorrido no último sábado com o bloco Mamãe Chego Já, onde o bloco recebeu autorização da Prefeitura Municipal de Aracaju para ser realizado em um local inadequado, ou seja, próximo ao Hospital Primavera, onde os pacientes necessitam do silêncio, além de ser uma região em construção, onde existem paus, pedras, arames farpados, que foram utilizados para agressão a desafetos durante as confusões, além da venda e não fiscalização de bebidas alcoólicas em garrafas de vidro, o que é inaceitável, face também servirem de armas, após quebradas, para lesionar outras pessoas, sem contar ainda a falta de fiscalização de vendas de bebidas a menores de idade.

Na audiência foram adotadas as seguintes deliberações: que se pesquisem junto as demais Promotorias de Justiça do Cidadão se existem procedimentos que tratam do presente mérito em andamento; que pesquise junto a outros Ministérios Públicos quanto à existência de procedimentos que tratam de igual matéria; que a Polícia Militar encaminhe relatório das últimas ocorrências e requerimentos relacionados ao presente tema, e que após, os autos do procedimento voltassem conclusos para designação de nova audiência.

Um fato que ficou notório na audiência realizada, é a necessidade de se tomarem medidas que obtenha as devidas autorizações de todos os órgãos para realização de eventos acima citados, e a responsabilização daqueles que realizam eventos sem todas as autorizações necessárias, pois assumem o risco em caso de alguma confusão ou baderna.

Em relação aos paredões e sons de mala em alto volume, devem ocorrer as devidas apreensões das aparelhagens sonoras, como já ocorre, e a responsabilização do proprietário, penalmente, pelo artigo 42 do Decreto-Lei nº 3.688/41, ou seja, perturbação do sossego alheio.

A ASPRA/SE deixou claro que continuará atenta no sentido de que os policiais militares, bem como a instituição Polícia Militar, não seja responsabilizada por algo que não lhe compete, e por eventos que são realizados sem a autorização da instituição e que depois geram confusões e badernas, além da falta de atuação dos conselhos tutelares na questão de venda de bebidas alcoólicas para menores. Os membros da associação aproveitaram também para agradecer ao Promotor de Justiça Dr. Deijaniro Jonas, pela presteza e atenção aos fatos denunciados pela entidade, e pela rapidez em marcar a primeira audiência, de outras, cujas normatizações servirão de parâmetro para eventos em todo estado, o que é de fundamental importância, bem como ao Coronel Neto e Tenente-Coronel Stênio, pela preocupação e defesa da tropa policial militar, para que a mesma não seja responsabilizada por fatos que não são de competência da corporação.

PELO TWITTER

www.twitter.com/abraji Os ataques aos jornalistas empreendidos pelo presidente são incompatíveis com os princípios da democracia, cuja saúde depende da livre circulação de informações e da fiscalização das autoridades pelos cidadãos. Confira nota da Abraji e da @CFOAB

www.twitter.com/SenadorRogerio É revoltante ouvir tais insultos de um presidente a uma profissional qualificada como a @camposmello. Pior, é que esta agressão só acontece pq ela tem coragem de denunciar o esquema de #miliciasdigitais de #FakeNews que o Bolsonaro teme que se torne público.Pq o medo, presidente?

www.twitter.com/SauloCoelhoAju O beetle little, também conhecido como bozo, insultou novamente a jornalista da @folha com insinuação sexual baixa e tosca. “Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim (risos)”. Aí vejo gente questionando qual o limite de ser. Não há limites! Se muitos e muitas, inclusive gente dos nossos círculos sociais e afetivos, não consideraram elogiar e enaltecer #torturador (em PRONUNCIAMENTO DE VOTO PARLAMENTAR!) a mais absurda e inaceitável extrapolação de limites humanos, o que mais poderia ser considerado como tal?

www.twitter.com/gugachacra A repugnante declaração de Bolsonaro sobre a Patricia @camposmello . Pior, ainda faz um comentário de duplo sentido em tom jocoso. Deploráveis tb as risadas ao redor. A Patricia fez reportagens do Taleban, ISIS e Ebola. Não serão os ataques que a calarão

www.twitter.com/GDimenstein Bolsonaro está rebaixando não apenas a figura do presidente. Mas da presidência.

www.twitter.com/GeorgMarques Os chilenos estão nas ruas lutando; na Colômbia, idem. Na França os trabalhadores lutam nas ruas, enquanto na Bolívia é na rua onde se protesta. Já aqui no Brasil a revolta coordenada se materializa em hashtags e textões nas redes sociais. P/ refletir: cabem ações mais incisivas?

 

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem“ Arthur Schopenhauer.

Comentários