Brejo Grande (SE): Potencial turístico ainda preservado

0
Prainhas de águas doces e límpidas na foz do São Francisco é parada para banho e contato com a natureza

Diz o dito popular que quem conhece a foz do rio São Francisco, na divisa entre os estados de Sergipe e Alagoas, mais precisamente em Brejo Grande (SE), confirma que Deus é Brasileiro. Se a máxima é uma lenda e não pode ser confirmada, afirmar que o Divino foi caprichoso e generoso com a região não é difícil. Distante 137km de Aracaju, localizado no território do Baixo São Francisco, com uma população de apenas 8.322hab (Estimativa IBGE 2017), Brejo Grande é cenário de beleza e privilegiado com ilhotas fluviais e exuberante diversidade da fauna e flora brasileira. O município tem um grande potencial turístico ainda preservado.

Lavadeiras mantém a tradição de colocar a roupa para quarar à beira do Velho Chico

Na sede municipal, no atracadouro, o turista pode fretar embarcações que vão desde catamarãs, veleiros e pequenas embarcações, neles inclusos serviços de bar e algumas comidinhas. O passeio proporciona um cenário desenhado por matas ciliares, contrastando com vegetação litorânea e dunas, em meio às águas doces e esverdeadas do Velho Chico. Um espetáculo natural singular de um dos principais destinos turístico sergipano: a foz do São Francisco.

Ofício das lavadeiras mantém tradições vivas

À primeira vista de quem se depara com a magnitude do rio é entrar em contato com personagens seculares do dia a dia da população ribeirinha: as lavadeiras à beira-rio, que, diariamente, enchem de cor às margens do rio.

Dunas e esportes radicais

O ofício de lavar roupa ainda é resguardado por centenas de senhoras na região ribeirinha do Baixo São Francisco. Elas acordam cedo, com o raiar do “sol do Chico”, pega o sabão negociado com a patroa e parte com as trouxas de roupa na cabeça para à beira-rio. Juntos com elas, mantêm-se a tradição de “bater a roupa” na pedra e deixá-la “quarar”. O colorido das roupas na pedra secando ao sol é um cenário de encher os olhos à beira das águas esverdeadas do Velho Chico. A paisagem é emoldurada por crianças que brincam na água e embarcações típicas desta região.

Águas tranquilas e esverdeadas

A parada para o banho, o surfe nas dunas e a compra de artesanato em barraquinhas móveis incrustadas num banco de areia são inerentes a programação do passeio.  E mais um dito popular se faz presente, quando na parada para banho, populares avisam que o visitante deve comprar a imagem de São Francisco vendida nas barraquinhas de artesanato e banhá-la nas águas do rio, ou seja, “benzer e batizar” e fazer três pedidos. O santo agradecerá realizando todos eles.

Parada para banho entre Sergipe e Alagoas

Mais adiante, o farol do Cabeço é o símbolo de resistência da região. Em alguns passeios o farol não é mais visto por conta do avanço das águas do oceano, que cada vez mais transforma parte do leito do rio de água doce em água salgado do mar. O farol fica dentro da água e possui apenas uma ponta descoberta.

Parada para banho entre Sergipe e Alagoas resguarda cenários de beleza

As praias fluviais e dunas, além de restingas de mangue, também são atrações da localidade, como as do povoado Terra Vermelha e Saramém, além de Ponta dos Mangues.

Povoados e dunas móveis abrigam paisagens de encher os olhos

O município de brejo Grande é para quem gosta do contato com a natureza, de deixar o templo fluir sem pressa e para quem quer apreciar a boa mesa a base do caranguejo, do siri, do aratu e da tilápia, da carapeba.

Dicas de viagem

Há agências de viagem que fazem passeios de um dia para a localidade, os denominados “bate e volta”. É uma boa sugestão para quem não gosta de se preocupar em dirigir e procurar pontos de apoio, mas, por vezes, é cansativo. Passa-se um bom tempo na estrada.

É bom contratar uma agência de viagem para fazer a reserva com antecedência e até mesmo verificar os restaurantes locais. Caso não contrate os serviços de uma agência, procure fazer os passeios com embarcações com o visto da Capitania dos Portos. Segurança é essencial.

Há poucas instalações de hospedagem na localidade. Pertinho de Brejo Grande, no Povoado Betume, em Neópolis, o Privê Rio Belo é uma boa opção com conforte e segurança.

Pôr do sol pertinho do povoado Saramém

Para chegar a Foz do São Francisco partindo de Aracaju, segue-se pela BR 101 até o posto da Polícia Rodoviária Federal.  No trevo da PRF, entra à direita pela SE 304, no sentido Neópolis. Percorrendo a estrada, passa por Japoatã entra à direita novamente e segue a SE 202, sentido Pacatuba- Brejo Grande.

Potencial ainda resguardado com paisagens primitivas

Para chegar a Saramém é preciso utilizar a estrada que vai ao Povoado  Brejão  e seguir em frente até alcançar às margens do Rio São Francisco. A entrada do povoado situa-se alguns quilômetros antes da sede de Brejo Grande.

Palha do ouricuri vira arte pelas mãos dos moradores

A palha do ouricuri é a matéria-prima mais comum para a confecção de chapéus, bolsas, cestas e objetos de decoração. O artesanato tem sido uma alternativa econômica na região, até mesmo com a formação de cooperativas e associações, com o objetivo de participação de feiras e eventos.  A palha do coqueiro ainda verde também é bastante utilizada na confecção de objetos decorativos no geral

Siri em Brejo Grande é encontrado em bares e restaurantes

Gastroterapia

São famosos os siris (típico crustáceo parecido com o caranguejo, de cor mais azulada e com casco achatado, que vive em água salgada) e o guaiamum (crustáceo de carne com sabor mais adocicada que a do caranguejo e que vive em áreas de várzea).

Camarão na crocância da farinha panko

O guaiamum cada vez menos encontra na base de bares e restaurantes por estar em extinção.  A culinária baseia-se nos pratos com crustáceos e mariscos. Os doces caseiros e cocadas também são vendidos em Brejo Grande. Bar e restaurante Carapeba é uma boa dica para ter o contato com a boa mesa são franciscana (79) 3366-1069.

Leia mais:

Monumento Natural do Angico (SE): ecoturismo, Cangaço e Velho Chico

Hidrelétrica de Xingó: lazer e dose de conhecimento

Siga no Instagram

Facebook

 

Comentários