Buraco sem fundo

0

Com a economia no fundo do poço, Sergipe terá grandes dificuldades para sair do atoleiro em que lhe meteram. Sem dinheiro nem mesmo para pagar em dia os salários dos servidores e com um baita rombo na previdência, o estado já compromete mais da metade de sua receita anual com uma mega dívida. Para agravar a crise, grandes empresas, como a Petrobras, reduziram drasticamente seus investimentos por aqui, enquanto centenas de outras menores simplesmente fecharam as portas, aumentando o terrível exército de desempregados. O governo chora miséria, mas não abre mão de contratar apadrinhados para bem pagos cargos em comissão. Também não possui uma consistente política de redução dos gastos e de arrecadação de impostos, faz vistas grossas para o contrabando e não vai atrás de novos investimentos. Em vez disso, os governistas preferem fechar acordos eleitorais na tentativa de se perpetuarem no poder. Lastimável!

Socooooorro!

Com taxa de homicídios de 48,77 para cada 100 mil habitantes, Aracaju é a sétima cidade mais violenta do Brasil e a 25ª do mundo. O levantamento feito pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal do México foi publicado pela revista Exame. Um consolo é que pior do que Aracaju em criminalidade estão Natal, Fortaleza, Belém e a vizinha Maceió. Crendeuspai!

Contrato de risco

Faltando quase 19 meses para as eleições, o prefeiturável Gilmar Carvalho (PSC) jura já ter um nome para cuidar da Saúde de Aracaju. Segundo ele, o escolhido já aceitou o convite e prometeu revolucionar o setor. Tudo isso, claro, se Gilmar for mesmo candidato a prefeito e, principalmente, se vencer a eleição. Alguém precisa alertar Carvalho para não colocar o carro diante dos bois, pois o apressado, geralmente, come cru. Marrapaz!

Preconceituoso

E para marcar a passagem do Dia do Jornalista, o sindicato da categoria em Sergipe cunhou a frase “Jornalista só com diploma”. Ué, e os escribas não graduados nas faculdades de comunicação estão impedidos de praticar a profissão? Bem que os “sem diplomas” poderiam se desfiliar do Sindijor e mandar sua diretoria catar coquinho. Ôxe!

Consolação

O comando do MDB sergipano deverá ficar mesmo com o deputado federal Fábio Reis. Já a presidência do diretório da legenda em Aracaju poderá ser entregue ao ex-governador Jackson Barreto. Alguns emedebistas acham que esse cargo de consolação fará bem a JB, principalmente quando começarem para valar os debates sobre as eleições municipais. Então, tá!

Queimando dinheiro

Bem que a Prefeitura de Aracaju poderia reavaliar o repasse de R$ 100 mil que faz para o Sergipe e o Confiança. Diante do papelão desses dois timecos no Campeonato Sergipano, essa grana do contribuinte seria melhor aplicada em outra coisa. Ademais, não é vantagem nenhuma para a Prefeitura queimar o dinheiro do povo para ter a sua marca estampada nas camisas dos pernas de pau proletários e vermelhinhos. Homem, vôte!

Missa de 7º Dia

A Missa de Sétimo Dia em sufrágio da alma de Francisco Batista Cardoso, o Cardoso da antiga Escola Técnica, será nesta segunda-feira, às 19 horas, na Igreja do Salesiano, em Aracaju. Prestigie!

Petista ouvido

E o senador Rogério Carvalho (PT) disse que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ouviu o seu conselho de exonerar o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Semana passada, ao ouvir o incompetente Vélez prometer mudar os registros históricos sobre a ditadura, Carvalho sugeriu a exoneração do ministro. O petista torce para que o capitão de pijama também abandone a infeliz ideia de alterar a história do famigerado golpe militar de 64. Deus de ouça!

Banda afinada

A Filarmônica Santa Cecília, de Brejo Grande, acaba de receber novos instrumentos musicais. Autor da emenda de R$ 100 mil que garantiu a compra do material, o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) disse que seu sonho é ver todos os municípios sergipanos com bandas de música. Segundo o tucano, estes novos instrumentos vão permitir que os jovens de Brejo Grande continuem aprendendo música. Legal!

Cara, crachá!

Os partidos políticos devem enviar, até sexta próxima, as relações atualizadas de seus filiados à Justiça Eleitoral. As listas devem conter a data de filiação e os números dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados às legendas estiverem inscritos. Se os dados dos filiados não forem enviados dentro do prazo, a filiação da última relação remetida à Justiça Eleitoral permanecerá inalterada. Ah, bom!

De olho na Prefeitura

E a vereadora Emília Corrêa (Patriota) se desmancha em sorrisos quando lhe indagam se é prefeituravel: “Fico feliz em ser cogitada como candidata à prefeita, porem ainda não foi batido o martelo”, desconversa. A parlamentar, contudo, incorpora o discurso de pré-candidata ao dizer que “os aracajuanos estão cansados de promessas não cumpridas”. Aff Maria!

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Maruinense, em 19 de julho de 1891

 

 

 

 

 

 

Resumo dos jornais

Comentários