Candidatos irresponsáveis

0

Apesar dos alertas sobre o crescimento de casos da Covid-19 em Sergipe, candidatos e candidatas continuam atraindo o povo para grandes aglomerações, muitas delas em ambientes fechados. Um verdadeiro convite para o corredor da morte. Estes políticos são uns irresponsáveis, pois todos sabem do elevado grau de infecção e da letalidade do coronavírus. Os eventos políticos ficam ainda mais perigosos porque muitos candidatos distribuem bebidas alcóolicas, visando estimular a empolgação dos eleitores que, entorpecidos, trocam apertos de mãos e se abraçam, geralmente sem usarem máscaras. Apesar do grande número de vídeos postados nas redes sociais expondo as criminosas aglomerações, sabe-se apenas de medidas isoladas das autoridades na tentativa de impedir a contaminação em massa e, consequentemente, o aumento de mortes pela Covid-19. Até parece que para a maioria dos políticos apenas o voto interessa. Para estes mequetrefes, A vida dos cidadãos só importa até o dia da eleição. Depois, basta as autoridades lamentarem em notas na imprensa o crescimento das fúnebres estatísticas, enquanto os eleitos provam as roupas de gala para a solene festa de diplomação. Só Jesus na causa!

Briga de foice

Não chamem para o mesmo palanque o candidato a prefeito de Aracaju, delegado Paulo Márcio (DC), e o presidente do partido dele, Airton Costa. O prefeiturável acusa o dirigente político de trabalhar contra ele, pois deseja apoiar o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Costa se defende, acusado Márcio de querer entregar a legenda aos bolsonaristas. Por causa de briga entre os dois, o DC vai reunir os candidatos a vereador, hoje, para decidir se continua no palanque do delegado até o dia da eleição. Misericórdia!

Bem na fita

A sergipana de Symone Christine de Santana Araújo teve seu nome aprovado, ontem, pela Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado para a diretora da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Desde 2009, Symone Araújo é diretora do Ministério de Minas e Energia. Engenheira química formada pela Universidade Federal de Sergipe, a futura diretora da ANP possui mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFS e doutorado em Ecologia, Conservação e Manejo de Recursos Naturais pela Universidade de Brasília. Como dizem os colunistas sociais, bola branquíssima para a doutora Symone!

Novo imortal

A Academia Sergipana de Letras elegeu, ontem, Guilherme da Costa Nascimento como o novo imortal. Filho do presidente da ASI, Anderson Nascimento, o candidato vitorioso teve 17 dos 27 votos. O eleito vai ocupar a cadeira do jornalista e poeta Amaral Cavalcante, que morreu em junho passado, vítima da Covid-19. No último da 5, o médico José Geraldo Dantas Bezerra foi eleito para a cadeira 29, que pertencia ao poeta Estácio Bahia. A ASL ainda não marcou as posses dos dois novos acadêmicos. Então, tá!

Enfim, juntos

A vereadora Emília Corrêa (Patriota) gravou um vídeo para externar o seu apoio ao candidato a prefeito de Aracaju, Rodrigo Valadares (PTB). Na pré-campanha, a parlamentar chegou a se insinuar como prefeiturável, depois ameaçou apoiar a delegada Danielle Garcia (Cidadania), mas acabou fechando com o petebista. Satisfeito com a chegada de Emília ao seu palanque, Rodrigo Valadares disse que “utilizaram de mentiras e artimanhas para nos afastar, mas quando o propósito é de Deus, nenhum ataque prospera”. Amém!

Lara impugnada

Candidata à reeleição, a prefeita de Japaratuba, Lara Moura (PSC), foi impugnada pelo juiz eleitoral Juiz Rinaldo Salvino do Nascimento. O magistrado se fundamentou num pedido feito pelo Ministério Público, com base em condenação da postulante pelo colegiado do Tribunal de Contas da União. Em 2016, Lara Moura também teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral. A sua defesa recorreu contra a decisão, ela participou do pleito com um registro precário, se elegeu e tomou posse. Marminino!

E o reajuste?

Será que até as eleições, o governo de Sergipe concederá um merecido reajuste salarial aos servidores? Tomara que o governador Belivaldo Chagas (PSD) direcione parte de suas últimas bondades para estes miseráveis, que há anos recebem com salários de fome. Outro dia, um internauta exagerado escreveu que, para completar o raquítico contracheque da galera, o governo deveria incluir os servidores no programa Bolsa Família. Que horror!

Web versus TV

A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegando na internet do que na frente da TV. Segundo a Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, as pessoas passam, em média, quatro horas e 59 minutos por dia usando a internet durante a semana, e quatro horas e 24 minutos/dia nos fins de semana. Já a média de tempo assistindo à TV fica em quatro horas e 31 minutos/dia nos dias de semana, e quatro horas e 14 minutos aos sábados e domingos. Aff Maria!

Voto contra

E o senador Alessandro Vieira (Cidadania) já protocolou voto em separado pela rejeição da indicação de Kassio Nunes Marques para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal. Segundo o cidadanista, o dito cujo “não preenche de modo satisfatório os requisitos do notável saber jurídico e de reputação ilibada”. Vieira também revela que Kassio Marques “tem contra si mais de 25 representações no Conselho Nacional de Justiça por excesso de prazo, para além de um pedido de providências e uma reclamação disciplinar”. Crendeusapai!

Me dá um dinheiro aí!

A grande maioria dos candidatos a vereador começa a perceber que o sonho da eleição é bem mais distante do que eles imaginavam. Os suplicantes caíram na real ao serem informados que o prometido dinheiro do Fundo Eleitoral é pra poucos. Só os “medalhões” dos partidos estão recebendo essa grana, tão importante para custear uma campanha. Descapitalizados e sem apoio das legendas, muitos pretendentes se preparam para bater em retirada. Estudam virar cabos eleitorais bem remunerados dos candidatos com bala na agulha e dispostos a pagar bem pelos “votos” dos concorrentes desafortunados. Coisas da política!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 28 de agosto de 1915

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários