Como os assistentes de voz pretendem mudar nossas vidas

0

Para a maioria de nós, a melhor automação seria possuir um assistente que atende a sua ligação, antecipa todas as suas necessidades e toma medidas quando necessário. Agora essa automação está disponível graças a assistentes de inteligência artificial, também conhecidos como assistentes de voz.

Como os assistentes de voz pretendem mudar nossas vidas
Como os assistentes de voz pretendem mudar nossas vidas (Foto: Pixabay)

Os assistentes de voz ocupam pequenos espaços (geralmente uma pequena caixa que cabe na palma da mão) e podem executar uma variedade de ações depois de ouvir uma palavra ou comando de ativação. Eles podem acender as luzes, responder a perguntas, tocar música, fazer pedidos on-line, etc.

Cada vez mais setores da economia como saúde, educação e principalmente a indústria automotiva, estão encontrando uso para a tecnologia de reconhecimento de fala, isso se tornará uma constante em nossas vidas, talvez você já esteja utilizando e nem saiba, e por isso, elaborei abaixo algumas informações úteis para caso se interessem sobre o assunto.

Assistentes de voz populares

O Siri da Apple se tornou o primeiro assistente virtual digital a ser padrão em um smartphone quando o iPhone 4s foi lançado. A Siri migrou para o mundo dos alto-falantes inteligentes quando o HomePod estreou no comecinho de 2018.

O Google Now (que se tornou o Google Assistant) vem já instalado na plataforma Android. O mesmo também funciona no iOS da Apple, mas infelizmente possui sua funcionalidade limitada.

Em seguida, surgiram os alto-falantes inteligentes e com isso nomes como “Alexa” e “Hey Google” se tornaram parte de muitas conversas domésticas. O Alexa da Amazon faz parte de uma conceito muito mais tecnológico para ambientes inteligentes ao contrário (pelo menos até o momento) do Assistente do Google que opera na Página inicial do Google e te ajuda com pesquisas.

Por padrão, a maioria dos assistentes de voz tem sintetizadores com um som feminino, embora o usuário possa alterá-las para outras vozes. Muitas pessoas se referem a “Siri”, “Alexa” e “Cortana” por exemplo como “ela” e não “isso”, o que de certa forma é muito curioso.

O futuro dos assistentes de voz

O número de pessoas que utilizam assistentes de voz deve aumentar. De acordo com estudos recentes realizados por um portal americano chamado “Voicebot” quase 10% das pessoas que não possuem um assistente de voz inteligente planejam comprar um. Se isso for verdade, a base de usuários desse segmento crescerá bastante nos próximos anos, principalmente por se tratar de inúmeras possibilidades inovadoras, quem sair na frente com certeza terá um enorme oceano azul pela frente de oportunidades.

Vale a pena investir?

Principalmente, por ser uma tecnologia recente, você conseguirá realizar tarefas básicas por enquanto. Pesquisando na internet é fácil encontrar diversas possibilidades para utilização. Mas com certeza, com o passar dos anos, com novas atualizações e lançamentos de novas ferramentas se tornarão dispositivos fundamentais em nosso cotidiano. Vale muito a pena se familiarizar e para quem possui aquela visão de mercado, uma excelente oportunidade de negócio, por que não?

Comentários