Data Vênia

0
Fábio Henrique: “Não admitirei fake news”. (Foto: Assessoria parlamentar)

SOCORRO. AS OFENSAS COMEÇARAM. O direito eleitoral é repleto de ordenamentos jurídicos capazes de abolir quaisquer que sejam as manobras políticas, sejam elas positivas e negativas. Acontece que na cidade dormitória de Nossa Senhora do Socorro, onde qualquer pessoa se denomina “liderança política”, por mais esclarecidos que sejam os “opinantes” nas redes sociais não seguem de forma restrita a legislação eleitoral. O deputado federal Fábio Henrique, pré-candidato a prefeito, é um dos mais maculados nas redes sociais. Há dois meses atrás em uma postagem, FH disse que não admitiria esse modelo de política e prometeu ir à justiça o que barrou a impulsividade de muitos.

Padre Inaldo: “Vou ser reeleito”.

O atual gestor, padre Inaldo, como um bom pastor, mantém a língua presa e não ataca seus opositores de forma direta. Utiliza-se de terceiros e pequenas “lideranças” para alcançar seu objetivo voraz. Ultimamente tem cooptado ex-candidatos a vereador que tiveram entre 300 a 600 votos no pleito passado para o seu grupo e isso vem lhe dado bons lucros políticos, mas mesmo assim não consegue vencer a alta rejeição entre os munícipes. Socorro já foi comando por dois padres – frei Edson Luís Campos da Silva e Inaldo – sendo que o primeiro não teve êxito na reeleição. Edson Luís encontra-se em paradeiro incerto e não sabido, talvez essa também seja a saga de Inaldo que deve retornar à sua cidade natal – Colônia Leopoldina/AL – caso não seja reeleito.

Samuel Carvalho: “Socorro precisa mudar!”. (Foto: Alese)

Enquanto isso o digital influenser, deputado Samuel Carvalho, mantém seu jeito “bonzinho” de fazer política. Sempre com o sorriso nos lábios e extrema educação procura manter sua base eleitoral nos evangélicos da cidade que hoje atinge cerca 30% da população. Com a possibilidade de ter como vice na chapa o vereador Vagnerrogeris, liderança política do Conjunto Jardim, estão fazendo a dobradinha de policial bom e policial mau, ou sejam, enquanto SM faz o legal Rogeris, ex-policial militar, relembra os velhos tempos de mau e solta o verbo nas redes sociais, mesmo sendo um profissional do direito.

Enquanto isso, os candidatos “nanicos”, embora se movimentem muito nas redes sociais, falam o óbvio e não saem da mesmice. Rodam, rodam e continuam no mesmo lugar, com as mesmas pessoas, logo não têm muito a contribuir com município e quando os motores da política forem ligados, com certeza, servirão de combustível para os demais.

PROPRIÁ. IOKANAAN SANTANA SURPREENDE. O prefeito Iokanaan Santana (PSB), deu uma volta por cima quando trouxe para o seu agrupamento político o vereador Júnior de São Miguel que é considerado a maior liderança da cidade de ribeirinha, o vereador Pequeno do Conjunto Santa Maria, considerado o maior reduto eleitoral da cidade e Orlando do Tênis que resolveu retirar sua candidatura a prefeito para juntar-se ao grupo. Esta semana o deputado federal Valdevan Noventa também selou apoio ao prefeito e possivelmente o PDT de Fábio Henrique engrossará o caldo. Com 40 pré-candidatos a vereador sai na frente dos demais.

ARACAJU. EDVALDO NO PDT. Nos próximos dias o prefeito Edvaldo Nogueira separar-se-á de vez do PC do B, depois de longos anos de amor e paixão. É sabido que a saída de EN do “partidão” não é por falta de amor, mas sim por situação de conforto político causou-lhe uma espécie depressão política. Isso fez com que a conversa entre os “doutores” pedetistas – Carlos Lupy (Nacional) e Fábio Henrique (Estadual) – demorasse um pouco mais. Enquanto FH, mais perto de EN, funcionou como um psicólogo tendo encontros semanais mais demorados com o objetivo de minorar os problemas partidários, Lupy trabalhou com Ciro Gomes a psiquiatria para que a entrada de EN fosse sem traumas políticos. Com esse trabalho médico/político EN filia-se ao PDT de corpo, alma e saudável.

CEDRO DE SÃO JOÃO. SOBRINHA É CANDIDATA. O chefe do executivo, Neudo Alves, já decidiu em apoiar a sobrinha (Layana) para pré-candidata a prefeita do Cedro, muito embora venha sofrendo restrições dentro do próprio grupo que afirma que esta não estaria à altura de enfrentar Dr. Roberto, médico local, que goza do respeito dos munícipes. Possivelmente, no tempo certo, haverá um rompimento com a situação tendo até data marcada para a primeira e a segunda diáspora. Mesmo com uma administração regular, Neudo não consegue transferir seus votos para a jovem sobrinha distante do eleitorado.

PACATUBA. MAIS UMA SOBRINHA CANDIDATA. O prefeito Alexandre Martins é mais um dos tantos prefeitos que devem apoiar sobrinhos para sucessão. Depois de romper com algumas lideranças este já pôs o bloco na rua impondo como pré-candidata Manoela Martins. Sabiamente, como o poder é apaixonante, trouxe três vereadores oposicionistas para o grupo “Martins”. Já a oposição vem ferrenha com diversos candidatos como Vitalino, Diva (ex-prefeita), Pedro Bala (o Arrepiado), Luís de Neca entre outros. A sorte e estratégia de AM é baseada na divisão da oposição, entretanto nas redes sociais da urbe comentam-se que há possibilidade de uma junção entre estes.

TELHA. FLÁVIO DIAS VAI À REELEIÇÃO. A pequena Telha é uma cidade de “homens e mulheres de peia”, ou seja, corajosos em todos os aspectos e isso foi é ponto positivo da administração do prefeito Flávio Dias que nestes três anos muito fez pelos telhenses. Acontece que FD enfrenta um dos maiores empresários e administradores da região, Zé João que além de muito querido vem com força total para cima de Flavinho. Um município pequeno com uma briga de gigantes!

ARAUÁ. VAGUINER SILVA É 90. O presidente da câmara Vaguiner Silva, pré-candidato a prefeito de Arauá, tem o apoio irrestrito do deputado federal Valdevan Noventa que pretende entrar de corpo e alma na eleição do correligionário, pois acredita que o grupo que está no poder há anos e nada fez pela cidade. “A verdade é que sangue novo traz vida nova e desenvolvimento para a cidade”, disse Vaguiner.

(*) Fausto Leite é advogado, jornalista e professor, pós-graduado em Metodologia da Ciência, Direito Eleitoral, Direito Ambiental, Direito Processual Civil, Mestrando em Direitos Humanos, Mestre em Ciência Políticas e Governação Pública e Doutorando em Direito Constitucional. E-mail: faustoleite@infonet.com.br. Fone: 79 9.9838-8338.
O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários