Data Vênia

0

* Fausto Leite

Menu das decisões políticas só em março.

O menu da sucessão eleitoral está posto à mesa e será servido em março de 2022.

O governador Belivaldo na briga pela sucessão prefere o nome de Edvaldo Nogueira, pois assim assume a frente da prefeitura de Aracaju, considerando que a vice-prefeita Catarina Feitosa é indicação sua. Dessa forma Belivaldo continuaria mandando e daria adeus aos seus planos de voltar para a roça em Simão Dias.

Caso não consiga emplacar a opção alagoana, sua segunda pedida será Fábio Mitidieri, que saiu na frente na corrida eleitoral e já está bem maturado, com boa aceitação entre os eleitores.

O terceiro nome seria o do deputado Laércio Oliveira que já tem gosto e preparo político suficiente para enfrentar uma disputa desse cacife, quiçá mais que os primeiros para concorrer à governadoria do Estado.

Outro ponto é que a combinação dos nomes – Edvaldo, Fábio e Laércio – terá que ter o aval do cheff da cozinha política – o conselheiro Ulisses Andrade, que avalia igualmente a disponibilização do seu nome na disputa e promete definir sua posição até março.

Na reunião da ”comilança” política, todos os convidados do governo decidiram apoiar o candidato a ser indicado como prato principal, o que poderá causar um verdadeiro sarapatel de coruja e sobra de iguarias para a oposição.

Difícil imaginar Edvaldo Nogueira, com seu jeito ímpar de fazer política, apoiar Fábio Metidieri ou Laércio Oliveira. Mais fácil ao nosso prefeito seria digerir o nome de Ulisses Andrade, de sabor mais leve e harmônico.

Da mesma forma, complicado acreditar que Fábio Mitidieri venha a apoiar os nomes de Edvaldo, Laércio Oliveira e Ulisses Andrade para o governo, a menos que, no caso deste último, receba indicação para o TCE na vacância do mesmo. Para ir com Edvaldo a conversa seria mais apimentada, pois Edvaldo quando chega ao poder esquece dos acertos prévios; quanto a Laércio, não tem tempero que dê liga com Mitidieri.

Sem sombra de dúvidas, o nome mais propenso ao apoio indistinto aos candidatos é o de Laércio Oliveira. Laércio é um político sereno, de sabor agradável e pega bem em qualquer dos pratos apresentados, agregando fortemente seu cabedal político à chapa de qualquer um dos candidatos, contanto que lhe garantam uma vaga no Senado que é o que pretende desde as eleições passadas.

Da mesma forma Ulisses Andrade, pois a princípio não mais precisa da política eleitoral. Será conselheiro pelo menos por mais uns 10 anos. O filho vai para o quarto mandato de deputado estadual. Caso não seja o escolhido pelo grupo, apoiará os demais, apenas sob a exigência de que mantenham seus cargos no governo.

No final das contas, vemos que o cardápio da situação continua o mesmo desde o governo Déda, não tem sequer um ingrediente novo. Em alusão às tradições de Natal, nossas opções políticas estão para as urnas assim como nosso velho e bom chester, salpicão, e espumante estão para a ceia natalina. Desta feita cabe aos sergipanos continuar a engolir os mesmos nomes ou ousar em mudar o menu. Reflitam!!

MIÚDAS

… Valmir de Francisquinho vive seu melhor momento político. Aparece à frente nas pesquisas para governo do Estado ou para deputado federal. Lidera nas pesquisas para deputado estadual, mesmo sem dizer se é candidato a qualquer dos cargos. E ainda é o mais procurado para compor a chapa de vice-governador seja pelos pretensos candidatos da situação e/ou da oposição. O mais relevante de todo assédio político que vem sofrendo nos últimos meses é que o povo sergipano também quer vê-lo como candidato ao governo, pois representaria a verdadeira mudança da trajetória política de Sergipe.

… Rogério Carvalho puxou o freio de mão em sua peregrinação ao governo do Estado nos últimos 30 dias. Porque será? Uns dizem que o PT está irritado com suas últimas votações em favor do Governo Federal. Outros falam que tem a ver com questões referentes à Fundação Hospitalar. Alheios comentam que ele não consegue apoio, salvo os dos Valadares – Pai e Filho – que nas últimas empreitadas não se deram muito bem. Mas os marqueteiros mais vivos dizem que ele, através da esposa, a jornalista Candice Matos – que agora assina por Candice Carvalho, está melhorando sua imagem como homem público e de família para apagar o passado de homem briguento e impaciente. Acompanhemos assim o novo estilo de Rogério e vejamos no que isso vai dar.

… Eduardo Amorim disse em uma emissora de rádio que pretende ser candidato ao governo. Isso mostra que é um homem de visão, pois vê com muita perspicácia o vácuo da oposição e o fato de que os sergipanos não suportam mais o grupo político atual e sua alternância de poder. Eduardo, sem sombra de dúvidas, seria o candidato “raiz” da oposição, pois o grupo do PT ainda participa deste governo e foi o precursor dos afluentes políticos. Seria sim uma boa pedida para quem realmente quer mudar.

… Luciano Bispo já disse que não tem mais interesse de ser candidato a deputado estadual. “Estou cansado”, desabafou o deputado em uma solenidade. Na última reunião política colocou seu nome à disposição para compor como vice na chama majoritária, tendo o nome aclamado pelos presentes.

… Eliane Aquino já decidiu que vai disputar uma vaga para a Câmara Federal a pedido do ex-presidente Lula. Agora o PT tem três possíveis candidatos a deputado federal: João Daniel, Márcio Macedo e Eliane Aquino. O fato é que o partido só elegerá um deputado federal e, ao que tudo consta, será João Daniel, pois falta a Eliane grupo político e o espólio de Déda já não está tão bem como em outrora.

… O ex-senador Valadares (Valadares pai) passa bem depois de uma complicada cirurgia cardíaca que o tirou dos palcos políticos nos últimos 15 dias. Deve ter alta ainda esta semana e não se sabe se vai ficar em São Paulo ou vem recuperar-se em Aracaju. Desde já rogamos pela sua recuperação plena.

… Valdevam Noventa continua como único candidato declarado ao senado. Com um jeito simples e objetivo de fazer política, roda semanalmente todos os interiores do Estado procurando fazer alianças e atender suas promessas com políticos e lideranças locais. Destaca-se como único parlamentar a ter enviado emendas para todos os municípios de Sergipe, sem distinção.

… O professor Wilson, como é carinhosamente conhecido no mundo empresarial sergipano, leia-se VIDAM, vem mostrando aos hoteleiros sergipanos que turismo se faz com criatividade e coragem e não apenas com o socorro estatal. Quando assumiu o antigo Radisson e o transformou em Vidam revitalizou o hotel que hoje recebe e entusiasma um grande número de turistas. Trouxe para o ambiente turístico diversas inovações, como o Vidam Náutico, um novo conceito de day use. Está prestes a realizar o melhor reveillon do mundo como ele próprio define e termina o ano com eventos do porte de Alexandre Peixe e Negra Cor no rooftop sky do hotel. O professor Wilson, que começou sua trajetória profissional no magistério, atualmente dá aula de turismo em nosso Estado,sucesso!!!.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais