Dois pesos

0

Ao tempo em que fazem barulho contra a hibernação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), em Laranjeiras, a classe política e grande parte da imprensa silenciam sobre a paralisação da Fábrica de Laticínios Sabe, em Muribeca. Parlamentares federais acabam de agendar uma reunião com a presidência da Petrobras para exigir a reabertura da Fafen. Alegam, com razão, que a hibernação gerou desempregos, aumentando a crise econômica de Sergipe. Estes mesmos políticos nada dizem, por exemplo, sobre os cerca de 300 empregados da Sabe que, desesperados, aguardam uma posição da direção da empresa. Ora, por que a hibernação da estatal Fafen mobiliza tanta gente, enquanto a suspensão das atividades da Sabe não merece qualquer destaque na imprensa? Esta dubiedade de comportamento permite concluir que a expressão bíblica “dois pesos e duas medidas” se encaixa aqui como uma luva. Marminino!

Exagerou na dose

E o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) exagerou nas críticas ao prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Contrariado porque na programação de aniversário de Aracaju não constava um show gospel, Rodrigo soltou os cachorros no comunista: “Edvaldo representa o que há de mais atrasado, arcaico e ruim na política”. Será que tanta raiva de Nogueira foi porque na disputa pela prefeitura este derrotou o ex-deputado Valadares Filho (PSB), que vem a ser primo do deputado exagerado? Misericórdia!

Justiça de luto

O desembargador Manuel Pascoal Nabuco D’Ávila será sepultado, às 17h desta terça-feira, no Cemitério Colina da Saudade, em Aracaju. Aos 81 anos, o magistrado faleceu em Salvador. Nascido em Riachuelo, Pascoal Nabuco foi prefeito de Estância. Posteriormente, ingressado no Ministério Público de onde saiu, em 1996, para ser desembargador. Casado com a conselheira aposentada do Tribunal de Contas, Izabel Nabuco, o desembargador deixa um casal de filhos. Descanse em paz!

Quaraquaqua 

Vira e mexe, o Tribunal de Contas de Sergipe critica e promete punir prefeitos com salários superiores a R$ 30 mil. De fato, é um absurdo ver gestores de municípios pobres abocanhando tanta grana. O problema é que quem ganha um xibilhão, como os conselheiros do TCE, não tem moral para chamar os prefeitos de marajás. É o sujo falando do mal lavado. Cruz, credo!

Notícia boa

O Grupo Maratá transferiu de Itaporanga para Estância o projeto de construção de um moderno complexo frigorífico. A mudança de endereço decorreu da demora do governo estadual em terminar a futura rodovia SE-235, com apenas 52 quilômetros e ligando Itaporanga a Itabaiana. Batizando de “Seo Zé”, o empreendimento custará R$ 80 milhões, vai gerar 600 empregos diretos e abater 600 bois por dia. A Maratá prevê que, a partir do início das obras, o frigorífico ficará pronto em, no máximo, 18 meses. Maravilha!

Futuro incerto

Os seis senadores do PT decidiram não assinar a CPI da Lava Toga concebida pelo senador Alessandro Vieira (PPS). Contando com 29 assinaturas, a proposta deverá ser protocolada nesta terça-feira. Tem gente apostando uma mariola de goiaba como a CPI terminará no vinagre, a exemplo do que ocorreu com requerimento idêntico, também apresentado pelo delegado Alessandro. Homem, será?

Crise braba

É grave a crise da Polícia Militar de Sergipe. Segundo o coronel Rocha, há 10 anos a corporação não faz reformas em suas unidades, não compra armamentos, munição e coletes balísticos. O militar denuncia, ainda, que o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) não tem condições físicas para receber novos soldados. No mesmo tom do coronel, a deputada estadual Kitty Lima (Rede) denunciou que a segurança pública em Sergipe “respira por aparelhos”. Crendeuspai!

Pista dupla

O governador Belivaldo Chagas (PSD) está confiante na “estadualização” da BR-235, no trecho entre Aracaju e Itabaiana. Reunido, ontem, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, Chagas informou que o processo de manifestação de interesse por parte de Sergipe já foi finalizado. A ideia do governo estadual é fazer uma parceria com a iniciativa privada para duplicar o trecho de 70 quilômetros, visando melhorar o tráfego de veículos entre a capital e Itabaiana. Aguardemos, portanto!

Desconto garantido

O Sindipetro de Alagoas e Sergipe obteve liminar determinando que a Petrobras não suprima da folha de pessoal os descontos das mensalidades dos empregados filiados ao sindicato. A juíza substituta Luciana Doria de Medeiros Chaves afirma que a supressão dos descontos, de forma abrupta e sem prazo razoável para adequação, “poderá deixar o sindicato sem a arrecadação de sua quase única e exclusiva receita”. Esta informação é do jornal Valor Econômico.

Derrapagem

O Ministério do Turismo meteu as mãos pelos pés ao homenagear Aracaju pelos 164 anos como capital de Sergipe. A princípio, colocou uma foto da Praia do Forte (BA) como sendo de Aracaju. Advertida, a comunicação do Ministério substituiu a imagem por uma foto de São Cristóvão, primeira capital de Sergipe. Finalmente, se penitenciou pela barbeiragem: “Pedimos desculpas pelo equívoco”. Também, o ministro Marcelo Álvaro Antônio só tem tempo para descascar “laranjas”. Homem, vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte, em 29 de maio de 1886

Resumo dos jornais

Comentários