Experimente Mudar

0

Que tal melhorar de vida? Boa idéia, não é mesmo? Diante do presente questionamento, o que vem à cabeça de cada um de nós? Bem, para melhorar a nossa situação imaginamos ser necessário que ganhemos mais dinheiro.

 

E para quê? Para que possamos adquirir mais bens, melhor moradia, melhor automóvel, fazer passeios, conquistar mais amigos… Não há como se contestar essa linha de raciocínio. Ela caminha na estrada da verdade, porém, não é a verdade absoluta.

 

Por vezes, vivemos num inferno astral, simplesmente porque não dimensionamos o quanto podemos fazer para evitarmos chegar a ele. Patinamos em sua lama por muito e muito tempo, sofremos e sofremos bastante. E continuamos. Quase sempre, a felicidade nem com dinheiro podemos conquistar. Sabe por quê? Porque ela não é transacionada, não é vendida nem comprada. Mas ela já é nossa, só que não percebemos. Ela está tão perto… Aliás, ela está dentro de cada um de nós. E somente nós mesmos podemos libertá-la.

 

No nosso coração há uma portinha cuja chave fica por dentro. Só nós mesmos podemos abri-la. Se não quisermos, nada acontece e continuaremos nos debatendo dentro dum círculo crescente de infelicidade. Contudo, como sabemos que nada pode subsistir ou melhorar, senão modificando-se, ouso sugerir que experimentemos.

 

Experimente dizer com mais freqüência: obrigado, desculpe, com licença, por favor. Cuide para que essas palavras saiam do coração e não simplesmente da boca para fora. Experimente…

 

Experimente falar num tom mais baixo e mais suave. Lembre-se, de que às vezes somos odiados ou amados de acordo com o tom da voz que empregamos.

Experimente sorrir.

 

Você sabe que o sorriso é a manifestação mais saudável da sua alma?

 

Conhece alguém que não tem brilho, usa aquele semblante pesado, “fechadão”. Parece que está sempre doente, de mau humor? Você gosta de se relacionar com estas pessoas? E você, por acaso, não é uma dessas pessoas? Se for, experimente. Sorria, já é um bom começo.

 

Experimente ouvir. Você já percebeu que escutamos muito mal? Também pudera, desde pequenino nos ensinam a falar, andar, a nos comportar. Mas, ninguém nos ensinou a ouvir. Nem nossos pais, nem as escolas nos deram lições neste sentido.

 

Você conhece alguma disciplina, por exemplo: “como escutar corretamente”, ou “como ouvir com mais atenção”? Perceba como você está ouvindo seu pai, seu filho, seu cônjuge. Experimente, dê mais atenção, ouça mais e melhor e, sobretudo, dê respostas audíveis, entendíveis. Converse. Experimente…

 

Experimente ser mais honesto. Todos nos achamos honestos. Mas, seremos mesmo? Você acha justo alguém desperdiçar água, jogar lixo na via pública, pisar na grama, mesmo vendo a “plaquinha” que diz ser proibido? Você normalmente usa o sinto de segurança, ou respeita a faixa de pedestre, mesmo que não haja um guarda do trânsito por perto?

 

De sã consciência, como está o seu procedimento nas pequenas coisas? Saiba que praticar pequenas infrações é desonesto. Acredite, por mais honesto que nos achemos, sempre podemos melhorar um pouco mais. Por exemplo: você inventa pequenas mentiras para se safar de alguma situação? Você engana a você mesmo e aos outros? Isso é desonesto.

 

Experimente…

 

Experimente amar.

 

Uma vez perguntaram a um grande chefe de cozinha. Mestre, diga-nos qual o tempero que você mais usa para fazer os seus deliciosos pratos? Ele respondeu, sem titubear: o amor.

 

Amar talvez seja a coisa mais fácil de fazer. Comece por amar a você mesmo e com pouco tempo você vai perceber que o amor se expandiu. Diga sem medo de magoar: Eu te amo.

 

Experimente…

 

Experimente entender erros, fraquezas e defeitos, seus e dos outros. Experimente não verbalizar aquilo que, com certeza, vai ferir alguém, mesmo que esta pessoa, circunstancialmente, esteja merecendo…

 

Experimente quebrar princípios, os seus princípios. Acredite, você nunca mudará ninguém sem antes mudar a você mesmo. E quando você segue princípios rígidos é impossível mudança…

 

Experimente compreender, valorizar, incentivar e, sobretudo, agradecer e agradecer…

 

Experimente construir mais e reclamar menos…

 

Experimente surpreender as pessoas, fazendo sempre um pouco mais do que aquilo que esperam de você.

 

Experimente andar mais limpo, bem vestido, cabelos e unhas arrumados, sapatos lustrados…

 

Experimente. A felicidade está dentro de você. Aliás, você é a própria felicidade. E essa felicidade não é comprada, mas sim conquistada.

 

Experimente melhorar a sua vida. Afinal viver na intolerância deve ser muito ruim. Experimente, você merece.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais