Matéria da TV Sergipe merece exibição nacional

0

Uma matéria veiculada  no dia internacional da mulher, realizada pela repórter Carla Suzanne com produção de Ana Paula Ferreira no Sergipe Notícias 1ª Edição merece repercussão nacional. As catadoras de Aratu invadem mangues com baldes e varas de bambu para caçar o crustáceo. O mais interessante é que homens não entram neste território, já que os aratus só se aproximam pela voz e canto destas mulheres catadoras e desbravadoras. A matéria foi uma das peças mais singelas e gloriosas que já vi em toda a minha vida. Mostrou a sensibilidade feminina diferente de tudo que foi veiculado sobre a mulher e nos remeteu aos mistérios que a própria razão desconhece.Mais que isso: é algo curioso, completamente novo, descoberto no interior de Sergipe, uma peça para um filme. Glorioso!

40 mulheres abalaram

A noite promovida pela cantora Amorosa no Cabala reunindo 40 vozes femininas foi um espetáculo. Como temos vozes raras! Seria interessante se a Secretaria de Estado da Cultura que tem à frente o comprometido com a causa cultural,  Carlos Alberto Santos,  produzisse um DVD com estas vozes. Mas a noite foi mesmo de Amorosa com uma visita à Vanuza “hoje eu vou mudar”. Interpretação e glória para Soyan, que interpretou um blues de tirar o fôlego de qualquer vivente. Destaque ainda para Ana do Forró, Ronise Almeida, Alice Nou, Criss Emmel e Iracema.

Nely e a Unit

A professora aposentada da UFS Maria Nely Santos continua na luta. Está a ensinar na Unit com a mesma paixão de sempre. Ministra a disciplina: História do Pensamento e Cultura Sergipana. O seu trabalho tem sido permanente em busca do reconhecimento do autor(escritor) sergipano.

Email de Marcelo Coelho

O colunista da Folha de São Paulo nos escreve: “Creio que o Janine tampouco participaria de uma sessão de tortura!”  Acerca do texto de Roberto Janine Ribeiro  que em certo parágrafo visualizava ou defendia(?) a prática de torturas medievais para crimes hediondos.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários