Meninos de Rua

0

Primeiro ponto a considerar: Muitos aí estão por conveniência. É melhor estar na rua, ganhando uns trocados do que estar em casa e ser obrigado a cuidar dos irmãos menores e ir à escola.

Segundo ponto a considerar: Erram aqueles que simplesmente lhes dão esmola, sem nada exigir em troca. A vida é uma eterna troca, nada nos vem de graça.

A obrigação do governo e da sociedade é transformar estes meninos em futuros cidadãos.

Medidas estruturais são necessárias para a solução do problema, entre elas destacam-se: Adoção de uma política agrícola que fixe o homem no campo – Dar às camadas de baixa renda, conhecimentos e os meios necessários para terem uma vida mais digna – Melhorar a distribuição de renda e de terras – Levar ao interior a infra-estrutura necessária.

Isto, por se tratar de resultados de longo prazo, somente poderá ser obtido num tempo futuro. O que fazer, no entanto, para resolver o hoje?

Alguns princípios deverão ser observados para tornar eficazes as medidas que deverão ser tomadas: a) Toda criança tem que ter acesso à escola. – b) todos têm que estar conscientes que, além do direito a usufruir, obrigações terão que ser cumpridas. – c) A sociedade é, em última instância, a responsável por toda a situação.

Estas crianças devem ser tiradas das ruas. Deverão durante todo o dia receber educação, alimentação, lazer, orientação profissional e, de alguma forma, dar algo em troca para que percebam que sua contribuição é fundamental para a construção de um futuro melhor.

Quartéis, igrejas, clubes e dependências governamentais poderiam ser utilizadas para tal empreendimento e os recursos financeiros necessários para a sua efetivação poderiam advir da sociedade. Exemplos desta participação da sociedade já existem em todo o país, a Fundação Abrinq, por exemplo.

Novos mandatos de deputados, senadores, governadores e presidente da república estão começando. Será que nós, finalmente, conseguiremos fazer com que presidente, governadores, deputados, senadores eleitos tirem os meninos e meninas da rua e os coloquem na sala de aula?

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários