Mundo cão

0

A violência cresce de forma acelerada e sem controle. O cidadão assiste atônito a ousadia dos criminosos, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido. É frágil a segurança pública, nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite que assassinos desfrutem da liberdade como pessoas comuns. A maioria dos suspeitos de praticarem todo tipo de crimes permanece pouco tempo atrás das grades. Esta facilidade em sair da cadeia torna o criminoso mais ousado e disposto a matar por qualquer ou sem nenhum motivo. E esta sensação de impunidade assusta os cidadãos de bem que, sem alternativa, se enclausuram em suas casas, enquanto os bandidos circulam normalmente pelas ruas a procura da próxima vítima. Santo Cristo!

Leite derramado

Fechada desde fevereiro passado, a Fábrica de Laticínios Sabe firmou um acordo com os cerca de 300 empregados. Ficou acertado no Ministério Público do Trabalho que a galera vai receber o que tem direito em parcelas: 30% serão pagos na próxima sexta-feira. O restante do débito trabalhista será quitado em setembro, outubro, novembro e dezembro deste ano. Donos da Sabe, o ex-governador Albano Franco (PSDB) e o filho Ricardo Franco tentam torrá-la nos cobres. Vixe!

Preso irrequieto

Mesmo preso, o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (Podemos), continua fazendo política. Pesquisa encomendada por ele aponta seu irmão Adaltro (Podemos) como o mais cotado na disputa pela prefeitura de Capela. Feita pela Dataplan, a consulta popular também apurou que 73% dos capelenses querem a liberdade de Sukita. O ex-prefeito cumpre pena de 13 anos por crime eleitoral. Homem, vôte!

Amigos do rei

Ganha uma mariola de goiaba quem souber quantos conselheiros existem nas estatais e autarquias estaduais e qual o custo deles para os cofres públicos de Sergipe. À boca miúda, comenta-se que alguns apadrinhados participam de mais de um conselho, comparecem a apenas uma reunião mensal e embolsam uma grana razoável. Enquanto essa turma faz a festa, lambuzando-se com o dinheiro do povo, o servidor estadual passa fome literalmente. Cruz, credo!

TCE incompetente

O Tribunal de Contas de Sergipe não tem competência para proibir o governo estadual de pagar vantagem financeira aos policiais reformados. A conclusão é do desembargador Rui Pinheiro. O magistrado revogou a decisão do TCE que impedia o pagamento do benefício aos militares da reserva sob o argumento de que a decisão do governo feria a Lei de Responsabilidade Fiscal. Marminino!

Faltas punidas

O pepista Laércio Oliveira está entre os cinco deputados federais que acumularam os maiores descontos em salários por terem faltado às sessões deliberativas da Câmara. Levantamento feito pelo portal G1 mostra que 271 dos 529 deputados federais faltaram sem justificativa a uma ou mais sessões em que há votações nominais ou simbólicas. O G1 informa que, somados os descontos, a Câmara deixou de pagar mais de R$ 1,1 milhão aos parlamentares faltosos no primeiro semestre deste ano. Crendeuspai!

Fundo do poço

A situação de Sergipe é deveras periclitante. Falta dinheiro para pagar em dia a folha de pessoal, a saúde está na UTI e, de tantos buracos, as estradas que cortam o estado mais parecem tábuas de pirulito. Claro que muito disso é consequência da grave crise econômica que assola o Brasil, porém se o governo estadual não adotar medidas para aumentar a arrecadação, Sergipe chegará ao fundo do poço rapidamente. Misericórdia!

Lucro de bodega

O anúncio da venda de ações normativas do Banese movimentou, ontem, a sessão da Assembleia. O deputado Iran Barbosa I(PT) propôs a realização de uma audiência pública para discutir a transação. Já o emedebista Zezinho Guimarães se disse preocupado com o futuro do banco, que só tem 20% de empresas em sua carteira de clientes: “O Banese teve R$ 19 ou R$ 20 milhões de lucro. Isso é lucro de bodega”, fustigou. Danôsse!

Sem política

E o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse não admitir política partidária na educação. A afirmação foi feita durante a posse de 260 novos diretores de escolas estaduais, todos escolhidos através de processo seletivo. Esta é a segunda vez que o estado adota este tido de seleção. A primeira foi em 1997, no governo de Albano Franco (PSDB).

Arrocho condenado

Hoje é dia de paralisação nacional. Organizado pelas centrais sindicais, o movimento paredista visa protestar contra o desmonte da educação pública e em defesa do direito à aposentadoria e das garantias sociais. Os professores da rede estadual aproveitam para protestar contra a recusa do governo em reajustar o piso salarial da categoria em 4,17%. Certíssimos!

Um novo museu

As antigas instalações do Instituto Parreiras Horta, em Aracaju, vão abrigar o Museu Médico de Sergipe. No local também serão instaladas as sedes da Academia Sergipana de Medicina e da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, seccional de Sergipe. Os representantes destas entidades estão pedindo aos deputados federais e senadores que apresentem emendas parlamentares visando garantir os recursos necessários à reforma daquele prédio histórico. Legal!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Tribuna, em 20 de junho de 1931

Resumo dos jornais

Comentários