O Brasil continua parado. 2019 já foi para o brejo

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Os números econômicos dos quatro primeiros meses do ano de 2019 mostram que o Brasil está parado. Foi-se a expectativa de milhões de brasileiros que esperam um ano de 2019 bem melhor do que os últimos anos.

Os resultados dos números da indústria brasileira reforçam o pessimismo. Enquanto isso o Brasil saiu da lista dos 25 países mais confiáveis para investimentos. As trapalhadas semanais da família Bolsonaro com os próprios aliados, somado a uma reforma da previdência que se vier terá os efeitos ao longo prazo na economia. A reforma servirá apenas este ano para acalmar o mercado e quem sabe uma retomada real apenas a partir de 2020.

O Brasil, que tinha uma expectativa de melhora no inicio do ano hoje tem o cenário invertido e em abril liderou a piora no clima econômico na América Latina. Entenda: o Brasil não é o pior país, houve piora nas expectativas de consumo e de investimento do Brasil, conforme a Sondagem Econômica da América Latina, parceria da Fundação Getúlio Vargas (FGV) com o instituto alemão IFO.

O lado menos ruim é que os economistas entendem que a inflação está controlada mesmo chegando – segundo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – no acumulado em 12 meses a 4,99% em abril, taxa que será a maior desde janeiro de 2017.

Se esperava mais do atual presidente da República. É preciso que ele incorpore a liturgia do cargo, deixe de lado as picuinhas semanais com aliados nas redes sociais e encarne a responsabilidade de comandar uma Nação como o Brasil. Quem sabe é pedir muito para quem não tem respeito a democracia.

Menores tomam conta da orla E o Juizado de Menores e as áreas de assistência social da Prefeitura de Aracaju e do governo do Estado abandonaram a orla de Atalaia. Principalmente aos fins de semana menores tomam conta vendendo balas e abordando os turistas e frequentadores. A maioria pede para pagar um “lanche porque não comeu ainda.” Um belo cartão postal da omissão do poder público.

Solidariedade a Toinho de Dorinha E o ex-prefeito de Poço Verde, Toinho de Dorinha que é servidor está sendo perseguido pelo atual governo. “Tenho a alegria de dizer que, sendo servidor publico estadual e federal, passei nos governos de Augusto Franco, João Alves, Valadares, Albano, Marcelo Déda e Jackson Barreto sem ser perseguido. Será que eu mudei?”, publicou Toinho nas redes sociais que foi transferido do local que trabalha há muito tempo.

Solidariedade ao coronel Rocha O blog presta solidariedade ao coronel Rocha, Cidadania 23, que foi candidato a deputado federal e como mora em São Cristóvão esta organizando o partido no município e pretende levar uma proposta de mudança de verdade para a prefeitura local. Já tem gente desesperada. Fazer política séria não é fácil.

Renovação dos quadros no Cidadania 23 de São Cristóvão Veja a nota assinada pelo Coronel Rocha, Presidente da Comissão Executiva Municipal do partido em São Cristóvão que deixou muita gente desesperada: O Diretório Municipal do Partido Cidadania 23 – São Cristóvão, em comum acordo com a direção estadual do partido, na pessoa de seu presidente, Senador Alessandro Vieira, informa aos Sancristovenses que está em processo de renovação de seus quadros, visando apresentar uma proposta sólida de melhoria da qualidade de vida dos nossos munícipes.

Renovação dos quadros no Cidadania 23 de São Cristóvão II Renovação dos quadros no Cidadania 23 de São Cristóvão O Cidadania 23 sendo oposição ao governo municipal, apresenta-se como alternativa futura ao projeto político-administrativo desenvolvido pela atual gestão. De forma respeitosa, agradece o convite para participar da Frente das oposições formada recentemente em nossa cidade, todavia retira-se desta Frente para apresentar-se como uma terceira via à disposição dos cidadãos de São Cristóvão.

Renovação dos quadros no Cidadania 23 de São Cristóvão III Informamos que o Cidadania 23 encontra-se com as portas abertas para todas as pessoas, movimentos cívicos, sociais ou de renovação política, que comunguem com os nossos princípios e desejem ser protagonistas da história de nossa cidade, com mais participação, mais engajamento. São Cristóvão, 09 de maio de 2019.

Banese e o relacionamento com os clientes O blog recebeu a informação que alguns clientes do Banese estão denunciando o banco por conta de algumas agências – parece que são cinco – não têm mais o atendimento no caixa normal para realizar principalmente saques. A agência da Avenida Augusto Maynard é uma delas. Se o cliente desejar realizar um saque ou transferência de alto valor com urgência não faz.

Carmópolis: prefeito mora no povoado Aguada Ao contrário do que informou o blog no “Giro pelo Interior para 2020” na última sexta-feira, o prefeito de Carmópolis, Beto Caju, mora no povoado Aguada.Beto teve sua infância e adolescência na rua Ariosvaldo Souza, bairro Gentil Acioli Sobral em Carmópolis. Ele morava em Aracaju e viajou o Brasil todo por força da sua profissão como compositor. “Na campanha em 2016 Beto prometeu ao povo que se eleito, iria morar novamente em Carmópolis. Especialmente no Povoado Aguada. E cumpriu com a promessa. Beto Caju mora na avenida principal do nosso povoado com toda sua família, mesmo quando era vice-prefeito”, esclarece a nota.

Prefeitura de Aracaju deixa ambulantes invadirem calçadas no lado dos hotéis na orla No lado da orla da Atalaia onde o governo do Estado é responsável, através da Emsetur, os ambulantes não colocam suas mercadorias principalmente porque prejudicam os artesãos cadastrados na área. Do outro lado da Orla, onde ficam os hotéis a responsabilidade é da Prefeitura de Aracaju e os comerciantes não sabem mais a quem recorrer: diariamente as calçadas são tomadas por ambulantes de todos os tipos e nenhuma fiscalização da Prefeitura de Aracaju. Um absurdo! Será que se os ambulantes tomarem conta das calçadas do DelMar Hotel a Prefeitura se alertará?

Museu da Química promoverá mostra sobre a história científica e metrológica do ITPS O Museu da Química ou Centro de Memória da Ciência e da Tecnologia em Sergipe – que faz parte do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) – vai promover uma mostra sobre a história científica, tecnológica e metrológica da instituição. O evento faz parte da 17ª Semana Nacional de Museus e acontece entre os dias 15 e 17 de maio, no Shopping Riomar.

Acervo A mostra intitulada ‘Centro de Memória da Química em Sergipe: tradição e expansão científico-tecnológica da nossa gente’ levará ao público parte das peças do acervo do Museu da Química do ITPS, terceira instituição de pesquisa mais antiga do país, que abrigou a primeira escola de química e o primeiro curso superior de química em Sergipe.

Evolução tecnológica O objetivo da exposição é apresentar a evolução tecnológica dos equipamentos utilizados, pelas diversas gerações de químicos e pesquisadores, nas análises e nos serviços da metrologia (ciência da medição) ao longo dos 95 anos do ITPS. O evento também pretende levar os participantes a refletir sobre a importância social e científica do ITPS, demonstrando a evolução das pesquisas e seus impactos para o crescimento econômico do estado.

Esquete teatral A programação do evento conta ainda com o esquete teatral “Eu sou o ITPS”. Na apresentação, vivida pelos atores Amadeu Pereira da Silva Neto e Leonardo Leite de Andrade, o professor ITPS recebe um aluno para contar toda a sua trajetória, explicando os serviços tecnológicos executados em prol dos sergipanos, e a importância da química no cotidiano da população. A mostra estará aberta entre os dias 15 e 17 de maio, das 10h às 22h, no Shopping Riomar, 1º piso. O evento será gratuito e contará também com a participação de alunos das escolas públicas e privadas.

Ocupe a Praça homenageia artista Véio O Ocupe a Praça do dia 15 de maio homenageia um artista sergipano consagrado internacionalmente. O escultor Cícero Alves dos Santos, conhecido como ‘Véio’, foi um dos escolhidos em 2014 para participar da exposição comemorativa aos 30 anos da Fundação Cartier em Paris. Um ano depois, ele teve a sua obra exposta na Abadia de São Gregório, em mostra paralela à Bienal de Veneza. Em 2017, ‘Véio’ recebeu o Prêmio Itaú Cultural 30 anos, realizado para destacar artistas que impactaram o cenário cultural nas últimas décadas. No ano passado, ocupou os três andares do Itaú Cultural, em São Paulo, com a exposição “Véio a Imaginação da Madeira”.

Homenagem No próximo dia 15, ‘Véio’ vem a capital sergipana para ser homenageado pela Prefeitura de Aracaju, através do Núcleo de Produção Digital (NPD) Orlando Vieira, unidade vinculada à Funcaju. Essa será a primeira homenagem em Sergipe ao escultor, que estará presente para conversar com o público, a partir das 18h30, sobre o universo artístico dele. Ao lado de ‘Véio’, no Liquidifica Diálogos, Rafael Silva, Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e Seichele Barboza, chef de cozinha especializada em gastronomia sergipana, farão um rico debate sobre o arte contemporânea.

Vídeo No dia 15, terá também exibição de vídeo sobre Véio, inédito no Brasil, produzido pela Fundação Cartier para a exposição Histoire de Voir (Paris, 2012), além de vídeo que compôs a exposição no Itaú Cultural, ‘Véio a Imaginação da Madeira’. Para encerrar a noite de mais um Ocupe a Praça, acontecerá um “revaiver” do ‘Rock Sertão’ com a banda sergipana e também internacionalmente conhecida, a ‘Naurêa’, em sintonia total com o talento sergipano.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Prefeitura de Lagarto gasta mais de R$50 mil com empresa de turismo O portal O Bolo é Grande analisou a transparência da prefeitura de Lagarto e encontrou números intrigantes com relação a pagamentos feitos a uma empresa de turismo de Sergipe. Para início de conversa, explicaremos com detalhes como é subdividido o portal da transparência do município do agreste sergipano. Observando os dados cadastrados no portal, foram gastos com passagens aéreas R$ 18.336,62. O que é estranho a quem observa e avalia os dados apresentados é que foram empenhados na despesa municipal R$ 51.007,99 a uma empresa de turismo e de venda de passagens aéreas. Toda matéria aqui.

 

Jovem de 16 anos continua desaparecida Há cerca de um mês a jovem Ana Carla Santos Nunes está desaparecida. Além do Boletim de Ocorrência o desaparecimento foi informado ao Conselho Tutelar em Aracaju. A família continua desesperada sem notícias da jovem. Quem souber do paradeiro dela informar no número que consta na foto ao lado.

O Sofrimento de Seu Homero. Por Antônio Samarone: “A idade está agravando a minha impaciência. Para evitar aborrecimentos dirigindo, estou indo para a UFS de Uber. A semana passada peguei o carro de um conhecido de infância: Carlos Homero, contemporâneo do Colégio Murilo Braga. Fiquei em dúvida, mas arrisquei. Eu lhe conheço! Você não é o filho de seu Alípio, da Lagoa do Forno? Exatamente, disse ele. Puxei logo conversa. E aí, está gostando desse trabalho no Uber? Fazer o quê, não tive saída. E aí ele começou a me contar. Toda leitura aqui.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

DIÁRIO DE DELEGACIA – 10/05/2019.

A guia de exame no morto e o carimbo do delegado.Por Antônio Moraes*

Em um dos meus plantões noturnos na Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (DETUR), localizada na orla de Atalaia, em Aracaju, juntamente com meus demais colegas policiais civis, recebemos um pai e um filho que buscavam por um documento que os autorizasse a retirar o corpo de um familiar que estava no Instituto Médico Legal (IML). Pai e filho somente queriam providenciar um enterro para seu ente querido. Essa situação é, infelizmente, recorrente. Eu e meus colegas nada pudemos fazer. Dissemos que pai e filho deveriam ir até a Central de Flagrantes, situado no outro lado da cidade, para que um delegado pudesse assinar o referido documento.

O documento procurado é a guia de exame no morto. Esse documento é expedido pela Polícia Civil e dirigido ao Instituto Médico Legal (IML). Nele a autoridade policial solicita que seja realizada a devida perícia. Solicitada e realizada a perícia, o corpo pode ser liberado. Através dessa guia o IML passa a saber qual o registro policial foi feito acerca daquela morte. Isso, após a realização da perícia, autoriza-o a liberar o corpo para a família do falecido. Esse documento acompanharia o Boletim de Ocorrência no qual seria informado oficialmente à Polícia Civil a morte da pessoa cujo corpo deveria passar por uma perícia a fim de se determinar a causa de sua morte.

Pois bem. As feituras do BO e dessa guia de exame no morto não demandariam nenhuma formalidade extraordinária. Como dito acima, é situação corriqueira nas delegacias de polícia civil do Estado. Ocorre que os servidores do Instituto Médico Legal (IML) não aceitam guias de exame no morto assinada por agente ou escrivão de polícia civil. Só aceitam guias assinadas e carimbadas por delegado de polícia. A maior exigência é pelo carimbo do delegado.

Essa esdrúxula prática tem acentuado ainda mais o sofrimento das pessoas que, já abaladas pela morte de seus entes queridos, têm que se deslocar para outra delegacia a fim de encontrar um delegado de polícia. Isso é pior ainda quando a busca por esse documento se dá durante os plantões noturnos, de finais de semanas e de feriados.

BO e guia podem ser feitas em qualquer delegacia e por qualquer policial civil, independente do cargo, podendo depois ser encaminhadas cópias para a delegacia competente que deverá investigar o caso. Trata-se, portanto de mera diligência administrativa, sem qualquer conteúdo decisório ou opinativo.

A população não reclama por já estar em situação de vulnerabilidade no momento em que estão tomando as providências para o enterro de seus entes.

Urge que a Polícia Civil e a Secretaria de Segurança Pública, através de seus gestores, dialoguem com os gestores da Coordenadoria Geral de Perícias (COGERP) e do Instituto Médico Legal (IML) convencendo-os a orientar seus servidores subordinados a receber, não apenas as guias de exames no morto, como também, todo e qualquer documento assinado por agentes e escrivães, os quais, como os delegados, são autoridades policiais civis e agem no exercício da atividade policial civil.

Essa burocracia desnecessária precisa deixar de existir em homenagem ao povo sergipano destinatário que deve ser de um trabalho policial eficiente.

* servidor policial civil ocupante do cargo de escrivão de polícia civil de 1ª classe, lotado na DETUR e ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe.

ARTIGO 

Gente Sergipana – Dida Araújo (por Antônio Samarone)

Dentro do projeto “Sergipanidades”, da UFS, assisti a um documentário fabuloso sobre “Josa: o Vaqueiro do Sertão”.

Um trabalho de alto nível de Dida Araújo.

Uma relembrada no programa matinal da rádio difusora, “Festa na Casa Grande”, apresentado, tocado e cantado por Josa, de Simão Dias. “Hei boiada negra”! Os sergipanos da minha geração sabe do que estou falando…

Ouvir Josa cantando “Na sombra da jaqueira”. https://www.youtube.com/watch?v=qqzIXJYIyZk

No documentário, o jornalista Jairo Alves conta uma estória magnífica:

O programa Festa na Casa Grande, de Josa, começou a anunciar a presença de Luiz Gonzaga, ao vivo, para certa data.

No dia marcado, o auditório, os corredores, as escada, a rua José do Prado Franco, onde ficava a emissora, tudo super-lotado. Só de sanfoneiros (mais de 30), do estado todo, para assistir o Rei do Baião, no programa de Josa.

O programa era das oito as dez da manhã. E o povo em festa. As dez horas começava um programa da jovem guarda. O diretor avisou para Josa encerrar, pois o apresentador já estava esperando em outro estúdio.

E nada de Josa atender. O povo não deixava. O diretor cortou o som do auditório de Josa, e entrou o som da Jovem Guarda. Luiz Gonzaga se danou, jogou o chapéu no chão e disse: – “eles cortaram o som nas minhas ventas.”

Josa disse: vamos embora! Desceram as escadas da rádio Difusora tocando sanfona. Luiz Gonzaga e os outros sanfoneiros na frente, e o povo atrás. Invadiram o calçadão da João Pessoa e fizeram uma festa no meio da rua.

Um dia memorável. Pelos menos em Sergipe, Luiz Gonzaga era o maioral.

PELO TWITTER

www.twitter.com/FalaSergipe Quem é que fiscaliza preços nos supermercados de Aracaju? Estão pior que os postos de combustíveis. Agora a remarcação de preços é diária e na cara do consumidor, talvez para ir se acostumando. @tadinhodopovo

www.twitter.com/dilsonramoslima A Lava-Jato bem que podia montar uma ‘fase laranja’ em sua agenda de investigações. Mas não apostem nisso.

www.twitter.com/andretrig Difícil acreditar que uma proposta tão hostil ao meio ambiente tenha origem no ministério que deveria protegê-lo. Fauna, flora, espécies protegidas, recursos hídricos em risco. Constituição rasgada. Judicialização à vista!

www.twitter.com/Vasti01804100 O governo dos Bolsoloides estão vendendo 20 parques brasileiros. Ou nós reagimos ou não vai sobrar nada. Vender o parque dos Lençóis Maranhenses? Impensável!Nunca! Patrimônio brasileiro. Jericoaquara? Chapada dos Guimaraes? Inconcebível!                                                             

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“o problema do mundo de hoje é que as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas, e as pessoas idiotas estão cheias de certezas.” Bertrand Russell.

Comentários