Ordem unida no Congresso

0

O projeto de Previdência dos militares prevê para eles mais bônus do que ônus. Elaborada nos quartéis e enfiada goela abaixo da equipe econômica, a proposta aumenta a contribuição previdenciária e o tempo de aposentadoria. Em troca, propõe a concessão de adicionais, vantagens, correções e tratamento diferenciados aos de farda. Para mostrar que não estão de brincadeira, os generais comandantes das três forças botaram o presidente Jair Bolsonaro (PSL) a tiracolo e foram à Câmara Federal entregar o projeto aos deputados. Ficou evidente que os tutores fardados do capitão-presidente não aceitarão que deputados e senadores modifiquem para pior a proposta escrita na caserna. Em sua maioria comprometido com as grandes empresas, o Congresso deve transferir para a sociedade civil os prejuízos causados pela benevolente reforma previdenciária dos militares. Portando, é bom a classe trabalhadora ficar atenta e reagir contra este crime de lesa-pátria antes que seja tarde demais. Cruz, credo!

Valmir fica

O prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), vai permanecer no cargo até segunda ordem. Ao negar um novo pedido de afastamento do gestor, feito pelo Ministério Público, a juíza Taiane Danusa Gusmão Barroso Sande disse não acreditar “que os fatos narrados nesta ação voltem a se repetir”. Afastado da Prefeitura no final de 2018 e só tendo reassumido no último dia 13, Valmir é acusado de fazer mau uso do dinheiro público. Vixe!

Aperte o cinco

O governo de Sergipe está concluindo um pacote de medidas duras na tentativa de reduzir a crise econômica. A triste notícia de que o povo precisará apertar o cinto ainda mais foi dada pelo próprio governador Belivaldo Chagas (PSD). Após chorar miséria por mais de uma hora no plenário da Assembleia, o “Galeguinho” disse que o pacote de maldade não tardará a chegar ao Legislativo para receber o amém da bancada governista, maioria na Casa. Misericórdia!

Mãos ao alto

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou requerimento do senador Rogério Carvalho (PT) propondo um debate sobre o Pacote Anticrime do governo federal. O petista se diz preocupado com as propostas concebidas pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. Rogério teme que o estado policial previsto pelo projeto, aumente ainda mais a população carcerária e retire direitos individuais assegurados na Constituição Federal. Homem, vôte!

Papeis ao vento

Cópias de projeto de Lei e requerimentos foram encontradas, ontem, largadas na praça ao lado da Câmara de Aracaju. Em nota, o Legislativo informou que “não existe nenhuma orientação para que documentos sejam descartados a esmo no centro da cidade”. E a nota também afirma que a Câmara “não exclui a possibilidade de papéis inutilizáveis descartados no lixo, possam ter sido recolhidos por coletores de recicláveis”. Ah, bom!

Direita, volver!

“Pátria amada Brasil chegou em Sergipe”. Assim a professora Jovanka Leal encerrou seu discurso de posse na Superintendência de Patrimônio da União. No início da solenidade, a empossada, funcionários do SPU e convidados cantaram o Hino Nacional. Além de amigos da nova superintendente, prestigiaram o evento representantes do Exército e da Marinha. Só faltou a moça ordenar um “Ordinário, marche”. Cala-te boca!

De olho nas rodovias

E o deputado federal Bosco Costa (PR) propôs a realização de uma audiência pública na Câmara para discutir as obras de infraestrutura da BR-101 em Sergipe e a cessão ao estado da BR-235, trecho entre Aracaju e Itabaiana. O deputado Valdevan Noventa (PSC) vai aproveitar a audiência pública para defender a recuperação da ponte da Cachoeira, no município de Estância que, segundo ele, precisa de reparos emergenciais urgentes. Então, tá!

Liminar atendida

O Tribunal de Justiça de Sergipe já cumpriu a liminar do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), adequando o pagamento dos servidores comissionados. Por conta da determinação do Conselho, a função CC-2 foi atingida com um corte de 40% sobre a gratificação. O presidente do TJ, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho, informou que todas as remunerações dos servidores foram recalculadas na forma que o CNJ entende ser a correta. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Fantasmas incomodam

E o vereador aracajuano Vinícius Porto (PSDB) foi ouvido no processo que apura a contratação de servidores “fantasmas” pela administração do ex-prefeito João Alves Filho (DEM). O tucano testemunhou em favor do ex-vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB), acusado de ter contratado apadrinhados que recebiam sem trabalhar. Além de Machadão, são réus no processo a ex-secretária municipal de governo, Marlene Calumby e cinco “fantasminhas”. Danou-se!

Multiplicando CC’s

O governo de Sergipe encontrou uma forma para garantir a mordomia dos apadrinhados. Em um único decreto publicado no Diário Oficial, o Executivo transformou 29 cargos de comissão em 46. Ao revelar a tática, o deputado estadual Georgeo Passos (Rede) advertiu que somente os encargos aumentam a folha de pessoal consideravelmente. No entender do parlamentar, tal manobra só se justifica se o governo estiver com dificuldade para contemplar com CC’s todos os apaniguados. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 12 de março de 1908

Resumo dos jornais

Comentários