Pelo caos, parece que furacão Katrina passou por toda Orla de Aracaju

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

“No último feriado resolvi retornar a um velho circuito de bicicleta. Desta vez convidei meu filho. O velho percurso começou do antigo Farol da Coroa do Meio. Fomos devagar e passando por todos os equipamentos esportivos e culturais até chegarmos ao ponto final – as ruínas do banho doce. Fiquei a me perguntar se o furacão Katrina havia passado pela orla de Aracaju, por tamanha falta de zelo – equipamentos quebrados, bares e restaurantes favelados, passeios favelados – Quem são os responsáveis pela manutenção? Qual tamanha irresponsabilidade?”

O depoimento desabafo do leitor – que o blog vai preservar o nome – é algo que sente quem transita na orla de Atalaia diariamente, seja para trabalhar em algum estabelecimento ou caminhar, correr, pedalar ou passear com a família pelos lagos e equipamentos instalados em toda sua extensão.

É verdade que alguns equipamentos quebrados, como bancos e lixeiras, são fruto do vandalismo. A Sedurb, pasta do governo responsável pela manutenção gasta muito dinheiro mensalmente para recuperar equipamentos por culpa de alguns vândalos. Mesmo tendo um batalhão da PM na Orla, o de turismo, o policiamento ostensivo é falho. Não só para prender os vândalos, mas também para coibir o número de assaltos.

Porém, a responsabilidade maior é da Emsetur e da SPU. De uns meses para cá tudo piorou. A fiscalização praticamente sumiu. O que se vê é o espaço público tornando-se particular com todo tipo de ambulantes que resolvem “tomar um lugar” e colocam em definitivo seus reboques adaptados e minis food truck. Até poço artesiano clandestino existe, cuja água é usada para lavar utensílios e cozinhar para os turistas. Imagine se isso sair na imprensa nacional.

E a Orla, é hoje, tem o aspecto mesmo da passagem de uma tempestade. O furacão Katrina não é um fenômeno natural e sim o fruto do descaso do poder público com o principal cartão postal de Sergipe.

Arquivo público: reinaugurado em janeiro até hoje o elevador não funciona. Quem fiscaliza? Reinaugurado em 28 de janeiro deste ano, com recursos das Centrais Elétricas do Estado de Sergipe (CELSE), o Arquivo Público de Sergipe tem um sério problema. Desde a reinauguração o elevador não funciona. A CELSE gastou cerca de R$ 900 mil na reforma do prédio. Qual foi a firma que fez o serviço e o órgão que atestou a conclusão da obra, com seu respectivo responsável técnico? Não fizeram uma grande reforma sem incluir o elevador. E a CELSE o que acha disso? Quem atestou? Mesmo se tratando de recursos privados foi uma obra num prédio público e merece a fiscalização dos órgãos competentes.

Centro de Aracaju com quase nenhum policiamento preventivo Comerciantes do centro de Aracaju reclamam que nestes dias de intensa movimentação o policiamento preventivo quase não aparece. As viaturas da PM só aparecem quando acionadas por conta das ocorrências. Ontem teve um incidente em frente ao Banco do Brasil aí aparecem muitas de uma vez só, depois somem.

Juíza determina anulação da eleição da Câmara de Itabaiana Está anulada a eleição da Câmara Municipal de Itabaiana, ocorrida no dia 26 de outubro de 2017. Convocada pelo então presidente José Teles de Mendonça, a eleição, que definiu a atual mesa diretora, que tem na presidência a vereadora Ivoni Andrade, foi marcada por muita turbulência jurídica. A anulação foi determinada pela juíza Taiane Danusa Gusmão Barroso Sande, da 2a Vara Cível da Comarca de Itabaiana, acatando argumentos do vereador Carlos Vagner Ferreira, o Vaguinho de Vado, que apontou ilegalidades na resolução da Câmara que antecipou a eleição para compor a mesa diretora para o biênio 2019/2020. Toda matéria da Infonet aqui.

 Tesouro Nacional bloqueia FPM de 19 municípios sergipanos Infonet: A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) fez o bloqueio dos repasses dos recursos decorrentes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para 19 municípios sergipanos .As informações estão contidas no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), o sistema contábil oficial responsável pelo processamento, controle e execução financeira, patrimonial e contábil do Governo Federal. Os motivos do bloqueio não foram divulgados, mas seria decorrente de alguma irregularidade observada na gestão municipal. A STN orienta os prefeitos a buscar informações e orientações junto ao órgão representante no Estado para que as medidas possam ser adotadas no sentido de regularizar a situação e, dessa forma, os recursos sejam desbloqueados. O Portal Infonet está à disposição dos prefeitos. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Propriá. Suspiro da Deso: disjuntor de energia vem sendo desligado por vandalismo A empresa Deso informou ao site Propriá News, por meio da assessoria de comunicação, que o possível motivo do suspiro da Estação de Bombeamento EE07 ter escorrido o líquido para o rio São Francisco no último fim de semana, foi o fato do disjuntor de energia, administrado pela empresa Energisa, ter sido desligado. Com isso, a falta de energia desarmou a chave geral fazendo que a bomba não   funcionasse. Toda matéria aqui. 

Recadastramento 2019 dos profissionais de leiloaria Órgão responsável por coordenar a matrícula e o cancelamento de leiloeiros oficiais, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) deu início, neste mês de novembro, ao Recadastramento 2019 dos profissionais de leiloaria.

Documentos atualizados Os leiloeiros que têm interesse de continuar matriculados na Jucese, e, desta forma, exercer regularmente a profissão em Sergipe, devem apresentar presencialmente, na Secretaria-Geral da Junta Comercial, os documentos atualizados dos requisitos de matrícula até o dia 13 de dezembro. Aqueles que não efetuarem o recadastramento na Jucese poderão ser destituídos da função, mediante processo administrativo instaurado pela Junta Comercial. *Saiba mais*: https://www.jucese.se.gov.br/index.php/2019/11/19/4446/

 

SMTT define esquema de trânsito na Orla para final de campeonato de futebol A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Aracaju (SMTT) definiu um esquema de trabalho para garantir a organização do tráfego de veículos e segurança viária na avenida Santos Dumont, na Orla da Atalaia, no próximo sábado, dia 23. A via é tradicional ponto de manifestações esportivas e poderá reunir torcedores antes, durante e depois da partida de futebol entre Flamengo e River Plate.

Bloqueio Agentes de trânsito da SMTT farão um bloqueio da avenida Santos Dumont, no sentido Norte, às 15h, em toda a extensão da Passarela do Caranguejo – ou seja, do cruzamento com a rua Deputado Clóvis Rollemberg até o cruzamento com a Napoleão Dórea. Já o sentido Sul será interditado às 17h30.
Esquema O diretor de Trânsito da SMTT, Thiago Alcântara, explica que o esquema de trânsito organizado para o sábado é um trabalho preventivo. “O Flamengo tem uma torcida expressiva em Aracaju e a final do campeonato de futebol deve mobilizar os torcedores. Por isso, estamos nos antecipando para atuar na organização do trânsito na Orla. Frisando que este é um trabalho preventivo”, ressalta.
Ruas interditadas Por causa do bloqueio na Santos Dumont, o acesso à avenida pela rua Bráulio Costa também estará fechado. Durante os bloqueios, os condutores podem utilizar rotas alternativas, como a Niceu Dantas e a Francisco Rabelo Leite. A previsão é de que as vias sejam liberadas por volta das 23h30.
Segurança A operação contará com a atuação estratégica da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), por meio da Guarda Municipal de Aracaju, que reforçará a segurança nos terminais de integração, apoiará a ação dos agentes de trânsito e manterá suas equipes em atenção para as necessidades que possam surgir.

 

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018                                                                   

I Congresso Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial de SE A Associação Brasileira de Engenheiros Mecânicos Industriais – Secção Sergipe, ABEMEC-SE, visando disseminar o conhecimento de novas tecnologias e contribuir para o desenvolvimento regional e local, irá realizar nos dias 28 e 29 de novembro próximo o “1º Congresso Estadual de Engenharia Mecânica e Industrial de Sergipe”, cujo tema é: “Engenharia, novas tecnologias e sustentabilidade”. O Congresso foi concebido para ser um evento acadêmico-profissional, destinado aos profissionais de engenharia das modalidades mecânica, metalúrgica, naval, aeronáutica e industrial, empresários da área e a professores e alunos de graduação e pós-graduação em engenharia.
Haverá 4 palestras, 10 minicursos, e apresentação oral de trabalhos técnicos por engenheiros, professores e alunos, proporcionando além do aprimoramento de conhecimentos, grande oportunidade de “network” aos profissionais atuantes nessa área.O local de realização do evento será o Centro Universitário Estácio de Sergipe, e terá como tema da palestra magna de abertura (28/11): “Estratégia nacional para a ciência e tecnologia e inovação”, a ser proferida pelo Brigadeiro Dr. Maurício Pazini Brandão, secretário de Tecnologias Aplicadas do Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação. Nesta noite teremos ainda uma segunda palestra com o título “Indústria 4.0”, a ser proferida pelo MSc. Rodrigo Rocha Pereira Lima, Superintendente do Instituto Euvaldo Lodi – Núcleo Regional de Sergipe.No dia seguinte (29/11) teremos mais duas palestras: “Gás natural, criogenia, tecnologias correlatas e perspectivas para a indústria nacional”, proferida por Marco Tulio Rodrigues, diretor da Golar Power, seguida pela exposição “Turbinas à gás e tecnologias correlatas da Termoelétrica de Sergipe – CELSE”, apresentada pelo seu gerente de projetos, Marylam Sales. Para inscrições e informações detalhadas da programação do evento, visite o portal da Associação, no endereço www.abemec-se.com.br, ou contate-nos pelo e-mail abemecse@gmail.com.

 

I Semana da Engenharia de Sergipe. Será realizada no Quality Hotel Aracaju, de 04 a 6 de dezembro a I Semana de Engenharia de Sergipe. O evento é uma realização do Clube de Engenharia de Sergipe, ASEOPP, SEBRAE e ASEEST.  Todos os detalhes em: https://www.sympla.com.br/i-semana-da-engenharia-de-sergipe__719792

 

 

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK

Justiça Federal esclarece alvarás na Zona de Expansão

Tendo em vista as recentes notícias dando conta de que a Justiça Federal proibiu a emissão de alvará para obras de qualquer natureza na Zona de Expansão de Aracaju, inclusive dentro de condomínios fechados devidamente regularizados, a 1ª Vara Federal de Sergipe esclarece o alcance da sentença proferida pela Juíza Federal Telma Maria Santos Machado nos autos da Ação Civil Pública n. 0002637-41.2009.4.05.8500, que tem por objeto solucionar os problemas de drenagem e esgotamento sanitário de toda a região sul do município de Aracaju, a partir das avenidas Senador Júlio César Leite e Heráclito Rollemberg até o Mosqueiro (Rio Vaza Barris).

Na sentença foram acolhidos parcialmente os pedidos formulados pelo Ministério Público Federal (MPF), para, dentre outras determinações, condenar o município de Aracaju a não expedir alvarás ou licenciamentos para construção de imóveis residenciais e/ou comerciais enquanto não existentes e em operação sistemas de drenagem e de coleta e tratamento de esgoto sanitário.

Na mesma sentença foi ratificada a liminar anteriormente deferida, na qual foram excepcionadas circunstâncias suficientes para excluir o licenciamento do alcance da vedação imposta naqueles autos, consoante item ‘II.3 – Da tutela de urgência’, as quais foram igualmente estendidas para a condenação final do município de Aracaju.

Dessa forma, diferentemente do que está sendo divulgado, não se encontra vedado o licenciamento de toda e qualquer obra na Zona de Expansão de Aracaju, e, mesmo com a prolação da sentença de mérito, não houve alteração da vedação de licenciamento existente desde o deferimento da medida liminar, em 2009.

Nos termos expostos no item ‘II.3 – Da tutela de urgência’ da sentença prolatada, não está vedado o licenciamento daquelas obras cujo pedido de alvará de construção tenha sido protocolado antes do deferimento da medida liminar, em 12/06/2009; daquelas obras situadas na Sub-bacia da Atalaia, que sejam contempladas por redes de coleta de esgotamento sanitário e de drenagem; dos empreendimentos comerciais geradores de quantidade mínima de dejetos; das frações privativas de terrenos ou lotes de condomínios e loteamentos que se encontram devidamente regularizados, entre outras hipóteses devidamente discriminadas naquele item.

Ainda se esclarece que durante todo o trâmite da Ação Civil Pública em questão, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) informou nos autos diversas situações de obras/empreendimentos que inicialmente estariam alcançados pela vedação de licenciamento imposta, mas que os responsáveis adotaram soluções de drenagem e de esgotamento sanitário compatível com a situação e localização dos mesmos, tendo sido a referida empresa pública autorizada a licenciá-los, se atendidas as normas urbanísticas, a exemplo de condomínios, postos de combustíveis, centro comercial tipo shopping center, que encontra-se em construção naquela área, dentre outros.

SINDIJOR E STERTS Debaterão Na Alese MP Que Acaba Com Registro Profissional

Representantes dos Sindicatos dos Jornalistas, Radialistas, Publicitários e Secretários, profissões historicamente regulamentadas por leis federais, se reuniram na manhã desta terça-feira (19), no Sindicato dos Radialistas de Sergipe, para debater e definir medidas a serem tomadas para barrar os artigos da Medida Provisória (MP) 905/2019, que desobriga o registro profissional para o exercício dessas e de outras profissões.

Considerada um retrocesso e um ataque às profissões regulamentadas, os sindicatos farão no dia 29 deste mês, às 15h, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), um debate sobre a medida do governo Bolsonaro.

A ideia dos organizadores é reunir profissionais da comunicação, estudantes, professores e demais categorias prejudicadas com a MP do governo, além de deputados estaduais, deputados federais e senadores, e construir um Fórum em Defasa das Profissões Regulamentadas, a fim de buscar o compromisso público, principalmente dos parlamentares, contra a aprovação da Medida Provisória que já está em vigor.

Para o tesoureiro do Sindicato dos Radialistas de Sergipe, Fernando Cabral, a medida do governo visa precarizar a comunicação e acabar com as profissões que desempenham um relevante serviço à sociedade.

“Uma medida absurda que prejudica nossa profissão, pois além de permitir que qualquer um seja radialista sem nenhuma qualificação profissional, dificulta a fiscalização. Já que não será necessário o registro como vamos identificar quem não tem formação na área do Radialismo? Não bastasse o governo Temer ter rebaixado nossa regulamentação com o fim de dezenas de funções, ainda aparece Bolsonaro com mais um ataque. Vamos resistir”, diz Cabral.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Sergipe (SINDIJOR-SE), Edmilson Brito, a Medida Provisória não ataca apenas os jornalistas, mas também o produto da atividade jornalística: a notícia.

“Infelizmente, o governo de Jair Bolsonaro constrói uma narrativa, desde sua posse na Presidência da República, para deslegitimar a atuação dos jornalistas no exercício profissional. Agora, utiliza essa MP para, mais uma vez, atacar a profissão, os jornalistas e o produto da atividade jornalística: as notícias. Um retrocesso e um brutal ataque à democracia e a liberdade de imprensa que não aceitaremos”, observa Brito.

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Rádio e Televisão (FITERT) condenaram a Medida Provisória e já articulam audiência com os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Em conversa com a presidente da FENAJ, Maria José Braga, o ex-deputado federal Aldo Rebelo, que é jornalista profissional, informou que o deputado federal Rodrigo Maia e o senador Davi Alcolumbre criticaram o ataque às profissões regulamentadas e afirmaram que o fim dos registros profissionais não passará no Congresso. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por exemplo, considerou a proposta inaceitável.

Em Sergipe, os senadores consultados pelo SINDIJOR, Alessandro Vieira e Rogério Carvalho, criticaram a MP e garantiram mobilizar os demais senadores para derrubar os artigos prejudiciais aos jornalistas e radialistas, bem como aos demais profissionais.

Além de Edmilson Brito (presidente do SINDIJOR) e Fernando Cabral (secretário geral do STERTS), também participaram da reunião o diretor de comunicação e imprensa do SINDIJOR, Paulo Sousa, que também é diretor Institucional da FENAJ, e o vice-presidente do STERTS, Alex Carvalho. A presidente do Sindicato dos Secretários e Secretárias de Sergipe, Maria da Conceição Travares Santos, também prestigiou a reunião.

 

PELO TWITTER         

                                                                                                                   

 www.twitter.com/andretrig Como assim não é possível acabar c/desmatamento e queimada porque “é cultural”? Andar s/cinto de segurança também era “cultural” até punir motoristas s/cinto. Matar mulheres em legítima defesa da honra era “cultural” até a Justiça corrigir esse entendimento. Eu hein! #outracoisa

www.twitter.com/ Bob_Fernandes Não tô entendendo nada. Tô em Brasília e tá todo mundo falando dum tal… Tic-Tac-Tic-Tac…

www.twitter.com/BlogdoNoblat A obra destruída na Câmara pelo coronel Tadeu, deputado do PSL de São Paulo.

 

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia

“Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com um pão, e, ao se encontrarem, trocarem os pães, cada um vai embora com um. Se dois homens vêm andando por uma estrada, cada um com uma ideia, e, ao se encontrarem, trocarem as ideias, cada um vai embora com duas.” Provérbio Chinês.

 

 

 

 

 

Comentários