Plástico: modo correto e higiênico e usá-lo

0

O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. (Fernando Pessoa)

Saiba como guardar alimentos sem o risco contaminá-los pelo contato com embalagens plásticas

A batata do plástico está assando,antes onipresente nas cozinhas, o material está perdendo espaço para o vidro, o aço inoxidável e a cerâmica depois de pesquisas mostrarem que substâncias do produto podem causar infertilidade masculina, puberdade precoce e até câncer de próstata.Hoje é quase impossível se livrar por completo do uso do plástico em contato com os alimentos, mas reduzir esse uso é altamente recomendável.
Em contato com a comida, o material sofre um desprendimento de moléculas, que migram para o alimento.

A vigilância sanitária estabelece normas de controle para a indústria, mas quem consome muito enlatado, por exemplo, acaba se expondo a quantidades maiores do que as recomendadas, segundo Maria Brito Sanches, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia em Santa Catarina.

O interior das latas tem uma resina plástica que afasta a ferrugem. Para reduzir a ingestão de partículas do material, só diminuindo o consumo desses produtos.
Vasilhas de cozinha, filmes plásticos e garrafas de água também podem ser fontes de contaminação. Por isso não tem o menor sentido beber água engarrafada,pois com toda a certeza ela fica muito tempo exposta à embalagem.

Tipos de plástico

Uma das substâncias tóxicas mais conhecidas é o BPA (bisfenol A), utilizada na fabricação do plástico tipo policarbonato.

O BPA tem a estrutura química semelhante à do hormônio feminino estrógeno e, por isso, é acusado de causar puberdade precoce e infertilidade masculina. Há alguns anos, seu uso é proibido em mamadeiras no Brasil, mas não há proibição para outros produtos.
O consumidor não costuma ser informado sobre o material da embalagem, no entanto existem tipos de plástico que sabidamente são prejudiciais, como o policarbonato, mas outros ainda são vistos como seguros, como o polietileno e o propileno.Um truque para saber que tipo de material é usado é checar o símbolo de reciclagem que fica na embalagem. Se dentro do símbolo tiver o número sete, é provável que o material tenha bisfenol A.

Mesmo os plásticos livres de BPA podem trazer problemas devido à presença da dioxina, substância tóxica formada quando o plástico é aquecido. Portanto o que é importante é não esquentar o material: Plástico não foi feito para ser aquecido nem para guardar alimentos quentes.pois a resina que o forma é líquida e, quando aquecida, muitas partículas se desprendem e contaminam a comida.

Os substitutos

Materiais alternativos e principais cuidados na hora de armazenar comida

Papel

Alguns compostos do filme plástico são solúveis em gordura e podem contaminar os alimentos,portanto substitua-o por papel alumínio para sanduíches e saquinhos de papel para frutas

Novos

Lavagens sucessivas e aquecimento aumentam o nível de liberação de partículas do plástico na comida,por isso, nada de usar vasilhas velhas, arranhadas, opacas e com marcas de talheres ou de queimadura

Tampas

Muitas vasilhas de vidro têm tampas de plástico, o que e não impede o seu uso desde que não toquem a comida nem sejam aquecidas,salientando que durante o aquecimento, o vapor com partículas soltas pode invariavelmente entrar em contato com o alimento.

Reutilize

Uma das grandes vantagens do plástico é o preço,portanto para fazer substituições sem gastar muito, reaproveite potes de geleia, latas de biscoito e porcelanas que antes eram usadas apenas para servir a uma única vez.

Uma semana de paz, harmonia e tranquilidade.

Comentários