Privilégio vetado

0

Em boa hora, a Câmara de Aracaju aprovou o veto do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) ao projeto que concedia a jornalistas, radialistas e publicitários o direito à meia-entrada em eventos culturais e esportivos. Concebida certamente para bajular as três categorias, a ridícula proposta iria estimular as casas de espetáculo a aumentar o preço dos ingressos visando recuperar a perda com a descabida concessão. Ademais, por que só os comunicadores teriam direito à meia-entrada? Como cidadãos, em que estes profissionais são diferentes dos demais trabalhadores? Os próprios sindicatos dos jornalistas, radialistas e publicitários deveriam ter sido os primeiros a se posicionar contra o tal projeto. Em vez de concordar – como fizeram – com esse tipo de esmola politicamente incorreta, as três entidades de classe deveriam defender salários justos, que permitam ao profissional de comunicação pagar suas despesas sem precisar de “jabás” disfarçados de favores e custeados pelo contribuinte. Homem, vôte!

Calado como resposta

O Tribunal de Contas de Sergipe acaba de punir a ex-prefeita de Riachão do Dantas, Gerana Gomes Costa (PTdoB), com multa de R$ 6,2 mil. Motivo: a distinta deu calado como resposta aos vários pedidos de informações feitos pelo TCE sobre a administração daquele município. Gerana é a mesma que teve o mandato cassado, em 2018, por ter forjado uma pesquisa na campanha eleitoral de 2016. Misericórdia!

Marcação serrada

E o portal de notícia O Antagonista resolveu pegar no pé do senador Rogério Carvalho (PT). A última do site bolsonarista foi denunciar que o político sergipano gasta R$ 9 mil mensais com o aluguel de uma caminhoneta. Carvalho explicou que o carro é usado pelo gabinete em Sergipe, sendo a despesa custeada legalmente pela cota para o exercício da atividade parlamentar. Então, tá! Outro dia, o mesmo portal fez um barulho dos diabos porque Rogério usou a grana dessa mesma cota para comprar um bolo de fubá por R$ 31. Marminino!

G4 escafedeu-se

Alguém sabe por qual motivo o chamado G4 da Assembleia deixou de fiscalizar com alarde as ações governamentais? Composto pelos deputados estaduais Kitty Lima (Cidadania), Georgeo Passos (Cidadania), Rodrigo Valadares (PTB) e Samuel Carvalho (PPS), o grupo sumiu do mapa sem maiores explicações. Línguas afiadas juram que três dos quatro “mosqueteiros” deram um tempo no barulho para não incensar a pré-candidatura de Rodrigo Valadares a prefeito de Aracaju. Homem, será?

Fica pra depois

Não será dessa vez que a vereadora aracajuana Emília Corrêa (Patriota) terá o presidente Jair Bolsonaro (PSL) como companheiro de partido. O capitão de pijama tentou se filiar à legenda de Emília, porém queria substituir toda a direção. A exigência foi rechaçada por Adilson Barroso, fundador e presidente nacional do partido. Em 2017, Bolsonaro chegou a assinar ficha de filiação ao Patriota, porém bateu em retirada rumo ao PSL justamente por não ter conseguido substituir a executiva nacional da legenda. Crendeuspai!

Projeto rasteira

O líder do governo na Assembleia, deputado Zezinho Sobral (PSD), liberou a bancada para votar como quiser no absurdo projeto proibindo promotores de concorrerem ao cargo de procurador-geral de Justiça. A propositura é vista por alguns deputados como um retrocesso sem tamanho, pois dos 151 integrantes do Ministério Público de Sergipe, apenas 31 poderiam disputar a PGJ. Segundo o deputado Georgeo Passos (Cidadania), o projeto deixa clara a intenção de excluir da próxima disputa no MPE, determinados adversários do atual procurador-geral Eduardo D’Ávila. Cruzes!

Vídeo condenado

Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, está entre os que condenaram o vídeo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no twitter sobre o leão e as hienas. Segundo o jurista sergipano, o desprestígio generalizado às instituições “me causou mais do que estranheza, causou profundo desagrado”. Carlos Britto disse, ainda, ter ficado “muito contrariado, entristecido, preocupado com esse episódio de generalizado desprestígio às instituições democráticas”. Danôsse!

Cereja do bolo

São Cristóvão tem características políticas peculiares. Quarta cidade mais antiga do país, o município já tem uma lista de pré-candidatos a prefeito para o pleito de 2020: Marcos Santana, Adilson Júnior, Capitão Samuel, Coronel Rocha, Betão do Povo, Gedalva. O prefeiturável Betão comentou as pré-candidaturas e disse que Samuel pode apoiá-lo: “Se meu nome tiver mais forte, ele me apoia”, frisou. Esta informação é do site Primeira Mão.

Socorro ambiental

O deputado federal Laércio Oliveira (Progressistas) pretende direcionar recursos federais para ajudar os municípios atingidos pelo óleo derramado no Atlântico. Ele incluiu uma emenda neste sentido na Medida Provisória regulamentando o Fundo que receberá recursos de multas ambientais. Segundo Laércio, sua emenda visa permitir que o dinheiro público socorra os estados e municípios nordestinos afetados pela maior tragédia ambiental já registrada no Brasil. É vero!

Autógrafo na cadeia

O secretário da Casa Civil do Rio de Janeiro, André Moura (PSC), tem uma chance de ouro para ir visitar o ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB) no presídio carioca Bangu Um. O motivo para reencontrar o velho amigo seria pedir ao ilustre presidiário para autografar o recém-lançado livro “Deus tenha misericórdia dessa nação, a biografia não autorizada de Eduardo Cunha”. A visita também serviria para os dois ex-deputados federais colocarem as conversas políticas em dia. Vixe!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Notícias, em 20 de fevereiro de 1932

Comentários