Quem colocará a camisa de força no aspirante a ditador Bolsonaro?

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

De início, o blog está completando 14 anos e jamais se curvou há tentativas de retaliações e intimidações. E continuará assim sem medo da milícia digital do presidente de plantão. Não abrirá mão de um jornalismo de verdade, que atua e sempre atuará em defesa das liberdades democráticas. Às vezes, alguns leitores questionam como dormem os “jornalistas” da imprensa de “estimação”, que renegam a profissão indelével, em troca de míseros salários, para agradar ao editorial do patrão.

Os quatro minutos usados em horário nobre nacional pelo aspirante a ditador Bolsonaro, na última terça-feira, merecem que sejam apagados da história política do país.
Um exemplo contra o que disse Bolsonaro é a Itália que, há um mês, tinha 17 mortos pelo coronavírus e o primeiro ministro, preocupado com a economia , criticou o fechamento de escolas e estabelecimentos. Com isso reabriu: hoje tem quase 7 mil mortos mortos.

Patético e irresponsável, Bolsonaro foi de encontro ao próprio ministro da saúde, Henrique Mandetta, e aos próprios atos dele. Se ele entende que tudo não passa de uma “”gripezinha” e a mídia está fazendo muito estardalhaço qual o motivo dele anunciar a compra de 22 milhões de novos kits testes de coronavírus? Uma das muitas incoerências de quem nunca teve condições de assumir o cargo presidencial e agora se vê quase sozinho tentando se segurar numa corda prestes a romper.

As medidas de isolamento vêm sendo pedidas pelo próprio governo federal, através do ministro Mandetta há vários dias. Ontem, 25, depois do discurso do presidente ele baixou a cabeça, cedeu a Bolsonaro e deixou a técnica de lado. O apego ao cargo foi maior que o juramento médico.

Na fase mais perigosa, nos próximos dias, o presidente quer todo mundo de volta às ruas.
O presidente e meia dúzia de lunáticos que vivem ao lado dele – inclua os filhos nesta meia dúzia – preferem passar para a sociedade que tudo está bem e que o Brasil não está enfrentando uma crise que todo o Mundo está passando. Como se o país fosse uma bolha separada de todos os outros e o coronavírus passará longe.

Não tem mais jeito. O Congresso Nacional precisa abrir o processo de impeachment, para que seja defenestrado e passe para a história como um pesadelo da história política do Brasil.
Resta saber; quem colocará a camisa de força no aspirante a ditador Bolsonaro? Que tal o ministro Mandetta?

Coronavírus: Argentina anuncia depósito de 800 reais para famílias de baixa renda na quarentena O aspirante a ditador, Jair Bolsonaro, deveria sim se preocupar com a população mais carente e ajudar de verdade. Não com R$ 200,00 como anunciou, mas com pelo menos R$ 800,00 como o presidente da Argentina está fazendo. Leia toda matéria aqui.

Quase 35% queda preço da gasolina em 2020 e não chega aos postos. A culpa é de quem? Das Distribuidoras ou dos postos? Cadê a fiscalização para pedir aos postos as médias de preços de venda e depois as de compra da gasolina? A investigação para descobrir a verdade é fácil Basta querer! Chegou a hora da sociedade organizada se mobilizar para cobrar de quem tem obrigação de fiscalizar para descobrir verdade: as distribuidoras não estão fazendo a redução correta? Ou são os postos? Ou será necessário que o consumidor comece a fazer Boletim de Ocorrência para que as autoridades despertem e fiscalizem? Já tem consumidores, como André Machado, mobilizando pelas redes sociais.

11 milhões para enfretamento do coronavírus Em release enviado à imprensa o senador Alessandro Vieira, Cidadania, informou que através do remanejamento de emendas de bancada serão destinados e liberados imediatamente 11 milhões de reais. “Do que me cabe definir sobre o remanejamento das emendas de bancada, fiz a destinação de R$ 5.472.152,55 para a prefeitura de Aracaju e de igual valor para o Governo de Sergipe.”

Emenda de R$ 8, 8 milhões Já o deputado federal Bosco Costa informou que após conversa com o governador Belivaldo Chagas e com o objetivo de reforçar as ações de combate ao coronavírus destinou para a saúde uma emenda de R$ 8.864.294,00. ”Reforcei meu compromisso. Não há como ignorar tudo que está acontecendo. A união de todos os brasileiros, nesse momento, fará a diferença. Fiquem em casa, tenham fé e cuidem dos seus. Em breve estaremos juntos novamente”, escreveu Bosco.

ICMS não prorrogado E a revolta era grande ontem em vários municípios, principalmente no Sertão sergipano porque chegou a data de pagamento do ICMS e o governo não prorrogou por conta das medidas de enfrentamento ao coronavírus.                                                                       

Peixe grande vendendo álcool em gel clandestino E o blog foi informado que um peixe grande, irmão de um assessor poderoso na esfera estadual foi preso e estava com um laboratório clandestino de álcool gel em Aracaju. O peixe grande foi quem conseguiu a proeza de montar recentemente um evento na orla, mesmo com a SPU barrando todas as feiras. O blog soube que um celular apreendido pode levar a outros crimes… Tem gente que esgotou o estoque de lexotan numa farmácia da Avenida Adélia Franco.

 

A Justiça não para! Conforme os dados levantados pela Corregedoria Geral de Justiça, de 16 a 24 de março, foram emitidas 5.749 sentenças, 4.165 decisões e 21.794 despachos. A AMASE parabeniza a magistratura pelo desempenho e por manter a Justiça ativa mesmo sem atuação presencial nessa luta contra pandemia de Coronavírus no Estado, no País e no Mundo.

Orientação “Nossos magistrados, bem como servidores, continuam trabalhando, dando seguimento à movimentação processual. Cada um do seu lar, conforme orientação das autoridades sanitárias, procurando dar o seu melhor. Acompanhando, diariamente, as demandas do Sistema de Controle Processual, do Sistema Eletrônico de Informações, o SEI, e também conferindo as informações que chegam por e-mail, dos mais diversos setores”, garantiu a Desembargadora Elvira Maria de Almeida Silva, Corregedora Geral do TJSE.

Contato Lembrando, ainda, que qualquer pessoa pode entrar em contato com o Judiciário sergipano, que disponibilizou a Central Telefônica 79 3226-3100. Através dela, as demandas são redirecionadas pelas telefonistas, que têm os contatos de todos gestores, ao setor competente.

“A Prefeitura de Lagarto precisa investir R$ 6 milhões na área da saúde, não em aluguel de máquinas”, diz o ex-deputado Sérgio Reis Em matéria veiculada pelo site “O Bolo é Grande” e preocupado com o crescimento de casos de COVID-19 no Brasil, o ex-deputado federal, Sérgio Reis, questionou durante o Programa Sergipe em Destaque, rádio FM Aparecida, ontem, 25, o fato da Prefeitura de Lagarto prevê gastar R$ 6 milhões com aluguel de máquinas.

Questionamento “Qual a necessidade da Prefeitura de Lagarto gastar R$ 6 milhões em locação de máquinas? O Brasil passa por um momento crítico com o coronavírus, é preciso investir integralmente na saúde, leitos, médicos, enfermeiros e agentes de saúde que estão diariamente em contato com a população, além de pagar insalubridade aos profissionais”, disse Sérgio.

Comércio desamparado O ex-deputado também alertou sobre os comerciantes que estão desamparados após o fechamento do comércio em Lagarto. “ O comércio está fechado, os comerciantes estão sendo afetados no ganha pão de cada dia, não tem comida na mesa da população, os trabalhadores precisam receber uma ajuda de custo da prefeitura”, alertou.

Acesso aos alimentos da merenda A merenda escolar foi outra pauta de Sérgio. “Por que a prefeita Hilda Ribeiro não decreta o acesso facilitado aos alimentos durante o período de suspensão das aulas decorrentes da pandemia de coronavírus? São crianças e famílias em situação de vulnerabilidade social”, questionou. “A má gestão da prefeita e a falta de solidariedade e compromisso social estão gerando desemprego e aumento da desigualdade social no município”, concluiu Sérgio Reis.

Provimento A Desembargadora Elvira Maria de Almeida Silva, Corregedora Geral do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), publicou, na última segunda-feira, 23/03, o Provimento nº 06/2020, que dispôs sobre a gestão e utilização dos valores depositados a título de medidas e penas alternativas, durante o período de pandemia pelo Covid-19.

Recursos A Corregedoria reuniu os valores das contas judiciais relativas às medidas e penas alternativas, que poderão totalizar o montante de cerca de R$ 4 milhões. Esse valor será utilizado para aquisição de materiais e equipamentos médicos necessários para ao combate da pandemia a serem utilizados pelos profissionais de saúde.

Credenciamento das Instituições Na mesma oportunidade foi publicado no Diário da Justiça o Edital 01/2020, que dispôs sobre o credenciamento prévio de entidades públicas ou privadas com finalidade social para o recebimento desses recursos.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018           

O Olhar do Atirador Por Ailton Rocha

A Peste (La Peste) é considerada a Magnum opus de Albert Camus, publicada em 1947, que conta a história de trabalhadores que descobrem a solidariedade em meio a uma peste que assola a cidade de Oran na Argelia. Questiona diversos assuntos relacionados a natureza do destino e da condição humana.

Na noite de ontem, em pronunciamento na rede nacional de televisão o Presidente Bolsonaro assumiu a postura de que prefere contar o número de mortos do que o números de desempregados. Emprego se recupera, já a vida ceifada não. Nada de se estranhar de quem é contra a teoria das mudanças climáticas, a favor das queimadas na Amazônia legal e até mesmo do terraplanismo, ou seja, a esfinge de um herói sem nenhum caráter. Felizmente a criatividade e o malabarismo de nossa gente historicamente têm driblado com habilidade estes obstáculos. Juntos vamos enfrentar o medo e com a calma que nos é nata iremos sair melhor do que entramos: IREMOS VENCER

 

                                                 

Um bom exemplo. Por Antônio Samarone: O Porto do Mato (Estância) estava em silêncio, todo o mundo em suas casas, numa quarentena consciente. Claro, os que podem. Tem muita gente que se ficar em casa morre de fome. O povo entendeu! Não precisa que as “autoridades” mandem tomar a mercadoria dos ambulantes. A truculência não ajuda.”

 

 

 

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) vem a público expressar sua profunda indignação com o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, proferido em cadeia nacional de televisão, na noite desta terça-feira, 24 de março. Em mais uma demonstração pública de sua descompostura e inépcia, o presidente atacou a imprensa e orientou o povo brasileiro a não seguir as recomendações das autoridades sanitárias do Brasil e do mundo, em relação à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Distinguindo-se dos principais líderes políticos do mundo, Bolsonaro agiu como um genocida, ao deixar evidente seu desprezo pela vida do povo brasileiro, em especial, da população idosa.

Ignorando as informações da comunidade científica, Bolsonaro minimiza a pandemia e exorta a população a não respeitar o isolamento social, única medida que se mostrou eficaz na contenção da disseminação do novo coronavírus, nos países mais afetados, como a China. Segundo o presidente, a imprensa brasileira foi a responsável por espalhar a “sensação de pavor” e provocar “uma verdadeira histeria”.  Ele mente.

Os ataques do presidente aos jornalistas e à imprensa têm sido frequentes desde a sua posse, numa demonstração inequívoca do desprezo que ele sente pela democracia e suas instituições democráticas. Nesse momento de grande dificuldade, ele tenta, mais uma vez, enganar a população brasileira com sua técnica de desinformação: dizer mentiras como se fossem verdades e criticar quem produz informação verdadeira.

A FENAJ ressalta o importante papel dos jornalistas brasileiros para que a sociedade tenha garantido seu direito à informação. Centenas de homens e mulheres jornalistas estão na linha de combate ao novo coronavírus, ao produzir informação verdadeira sobre a pandemia e ao contribuir para a difusão dos cuidados e das medidas que todos, individual e coletivamente, devem tomar.

Na manhã desta quarta-feira, 25, em entrevista em frente ao Palácio do Alvorada, Bolsonaro voltou a criticar o isolamento social e os governadores que estão adotando a medida para conter a disseminação do vírus. “Ficar em casa é uma atitude de covarde”, disse. O presidente demonstra desprezo pela vida do povo brasileiro e sinaliza não estar disposto a rever seus posicionamentos.

Diante do inaceitável para um chefe de governo que age contra o povo que governa, é preciso deixar de lado o relativismo: Bolsonaro precisa ser contido!

Brasília, 25 de março de 2020.

Federação Nacional dos Jornalistas — FENAJ.

PELO TWITTER

www.twitter.com/anterogreco O isolamento, confinamento ou seja lá como definirmos este período de permanência forçada em casa, tem servido pra olhar para coisas óbvias e simples. Uma: há tantas pessoas bacanas que me seguem e é com elas que dá prazer interagir. Obrigado pela companhia e troca de bom astral.

www.twitter.com/andretrig Um dos maiores acertos do regime presidencialista republicano, é que o chefe da nação pode muito, mas não pode tudo. Amém!

www.twitter.com/GDimenstein O pronunciamento ontem pela TV mostrou que Jair Bolsonaro é irresponsável, ignorante e desequilibrado mental.Ao descartar as mais rudimentares recomendações médicas para enfrentar o coronavírus, Bolsonaro simplesmente coloca vidas em risco.

www.twitter.com/Sen_Alessandro Estamos enfrentando a maior crise dos últimos 100 anos. O mundo inteiro reconhece isso e adota providências. Só uma pequena bolha prefere permanecer alheia à realidade. Infelizmente, é lá que vive o presidente @jairbolsonaro. Até o ídolo Trump entendeu, mas o Jair não. Lamentável

www.twitter.com/felipeoabrj Liberdade e transparência: conquistam-se a duras penas; perdem-se em um momento de descuido. Lei de Acesso à Informação não pode sofrer retrocessos. Não é hora de canetadas e oportunismo.

www.twitter.com/BlogClaudioNun Na noite de terça-feira 24, o Brasil pôde confirmar o grau de descolamento da realidade que acomete a autoridade máxima que deveria conduzir o país em meio a uma das maiores crises sanitárias já vividas pela humanidade,

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“Somos como pássaros com duas asas. Como seres humanos, temos as asas do pensamento e da imaginação e, com elas podemos nos elevar acima das discórdias e das adversidades do mundo, em busca de harmonia e da paz, reivindicando o Bem.” Francis Bacon.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários