Reflexão sobre saúde e Cia

0

Entre as idas e vindas de um dos leitores deste espaço (não mais meia dúzia, mas uma dúzia) aos laboratórios e gabinetes médicos cumprindo uma rotina de avaliações, ele teve a oportunidade de conversar por alguns minutos com o senhor, que depois descobriu ser pai de um médico. Dando inicio a um bate papo sobre atendimento médico, o leitor ouviu uma análise sobre o momento vivido na área de saúde em Sergipe, que merece uma reflexão. Os nomes das pessoas foram preservadas, mas de nada prejudica a análise feita. A análise:

                           

Disse o tal senhor que o que assistimos hoje é parte de um grande plano cuja montagem remonta a uns 15 anos, quando alguns médicos traçaram a estratégia de assumir postos chaves à frente de entidades associativas e de fiscalização da categoria, além da cooperativa Unimed. Antes essas entidades se voltavam para alguns debates e questões meramente corporativas cujas direções não atuavam de forma coordenada. Assim Somese, Conselho Regional de Medicina, Sindicato dos Médicos, Academia de Medicina e Unimed caminhavam por caminhos distintos, às vezes até de confrontos sem substância. Isso remonta aos tempos em que Pita Falcão comandou a Unimed.

 

Aos poucos o grupo, sob o comando de Adelson Severino Chagas (Clínica Homo) foi assumindo as entidades. O Sindicato já estava nas mãos deles sob o comando de uma figura mais engraçada do que representativa. Mas era o que eles queriam. A visão passou a ser empresarial. Não são médicos que estão à frente. São empresários da medicina. Mas quem faria o papel de confronto com o Estado? José Menezes, presidente do Sindicato dos Médicos, inocentemente ou não, assumiu esse papel. Empresários nas outras entidades e um “radical” no Sindicato. Mas para que serve toda essa engenharia? Aí vem o pior.

 

Com o serviço público de saúde sendo bombardeado constantemente, acusado de ineficiente, de cruel e de tudo o que não presta, quem sairá ganhando? O setor privado, os planos de saúde e muitos médicos que deixam o trabalho no setor público e se dedicam aos consultórios e hospitais privados. Veja que escrevi que os médicos “deixam o trabalho” e não os empregos. E uma parcela da população com um certo nível de renda o que faz? Corre do setor público e vai a busca  de um plano de saúde e aí entra a Unimed com seus planos básicos entre outros planos.

 

Então o cerco se fecha e o sindicato tem cumprido essa tarefa a contento, sendo aplaudido pelos empresários da medicina não pelo que de bem faz aos serviços públicos de saúde, mas pelos benefícios gerados ao setor privado. E o senhor, antes de ser chamado para o atendimento, ainda me fez uma pergunta: “Ou o senhor acha que os donos da Homo, São Lucas, Unimed, etc e etc. gostam de Dr. José Menezes por outros motivos que não aqueles de interesse exclusivo desses empresários? A análise fica para reflexão do leitor e está aberta para o debate, inclusive com as partes citadas na conversa.

 

O poço do Serra

Deu no espaço Contraponto da coluna Painel da FSP, de hoje, 02: “Militantes do Greenpeace protestavam no evento do pré-sal quando José Serra cochichou com Marcelo Déda: -Pensei que era a UNE. Só agora percebi que era contra o governo… O petista entendeu a ironia e cutucou: -Mas outro dia eu vi no YouTube um vídeo seu como presidente da UNE elogiando o governo Jango…-Eu fazia discursos duros. Aliás, sou o último sobrevivente da campanha o “Petróleo é Nosso”!- rebateu Serra. -Então você deveria se sentir incluído no discurso do Lula em homenagem ao companheiro Monteiro Lobato!

 

SEED não precisa de comissão para obras

O secretário José Fernandes de Lima precisa tomar cuidado. O blog vem recebendo informações que apareceu um novo assessor na SEED, que não tem sala e vive nos corredores. Este novo assessor deseja que seja criada uma comissão de Licitação para Obras na pasta, que já teve num passado recente que gerou um escândalo sem precedentes. O nome do assessor será divulgado posteriormente se o lobby continuar.

 

Carro da SEED na UNIT

Para a SEED tomar as devidas providências. Ontem, 01, à noite, mas precisamente às 22h15, na Unit, da Farolândia, o veículo placa IAK – 0730 da SEED (parecia um siena), cor cinza, pegou uma pessoa na universidade. É preciso acabar com esta prática. Até quando o dinheiro público será usado desta forma?

 

Vereador diz que 40% da polícia é feita de bandido

Deu no blog do radialista Eduardo Abril: “O vereador da cidade de Itabaiana Arivaldo Resende, conhecido como Vardo da Lotérica, fez um pronunciamento na Câmara de Vereadores e afirmou que: “40% dos policiais são bandidos, que ao encontrar um policial na rua o vereador muda de via e incentivou a população arrancar as placas de trânsitos que estão sendo implantadas na cidade pela SMTT municipal”. Entidades e sindicatos, das policias militar e civil promete acionar judicialmente o vereador.

 

Estudantes sem ônibus na Barra

Estudantes do município da Barra dos Coqueiros, que moram na praia de Jatobã e adjacências estão sem ônibus escolar há nove meses, desde o início da administração Gilson dos Anjos. Com isso os estudantes têm que fazer um percurso de 6 quilômetros diariamente para pegar o ônibus.

 

Lançamento Pré-Sal

Entre os prefeitos convidados para o lançamento do novo marco regulatório para o Pré-sal, estava o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, que considera que o país vive um momento histórico, a despeito da questão da divisão dos royalties, que ficou para depois. “O Brasil disse não ao regime de concessão e as reservas ficam com a União, que permitirá a exploração de forma partilhada. Ao mesmo tempo, o governo propõe que os recursos obtidos sejam destinados a um fundo para a educação, ciência e tecnologia e combate à pobreza.

 

Defesa Civil

Sempre acompanhado pelo senador Inácio Arruda, o prefeito Edvaldo Nogueira também participou de audiência com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira, onde conseguiu a liberação de recursos para a proteção de encostas. “Essa conquista é fruto da criação da Defesa Civil Municipal”, festejou Edvaldo, garantindo que a primeira obra a ser realizada é a encosta do morro do bairro América, ao lado da avenida Desembargador Maynard. Ainda em Brasília, Edvaldo Nogueira esteve com o secretário Nacional de Saneamento, do Ministério das Cidades, Loedeger da Cunha, tratando do financiamento para a construção do canal do Costa Sul. O prefeito estava acompanhado do secretário de Finanças, Jeferson Passos, do presidente da Emurb, Paulo Costa, e do secretário adjunto de Planejamento, Dulcival Santana.

 

Obras do PAC

O Governador Marcelo Déda esteve ontem, 1° de setembro, em audiência com a ministra da Casa Civil, Dilma Rouseff, para tratar de assuntos ligados aos interesses da região Nordeste. Acompanhado dos governadores do Piauí, Wellington Dias, e de Pernambuco, Eduardo Campos, Déda discutiu com a ministra sobre o andamento das obras do PAC e as projeções do programa para o ano de 2010.

 

Projetos para o NE

Além disso, discutiram também sobre a questão do Pré-Sal e o projeto que o governo federal enviou ao Congresso, sobre a alteração da vazão do rio São Francisco e outros projetos para o Nordeste. Da reunião, ficou acertado que o governador será recebido, hoje, 02, pelo ministro das Minas e Energia, Edison Lobão. O governador tem liderado ações para que a vazão do São Francisco não sofra alterações e, portanto, não cause prejuízos aos estados nordestinos, sobretudo aos perímetros irrigados que fazem captação da água no velho Chico.

 

Pesquisas

“Em 2006, o Dr. João ganhou as eleições nas pesquisas locais e eu ganhei nas urnas.” Do governador Marcelo Déda avaliando as pesquisas divulgadas recentemente.

 

Tesouro autoriza empréstimo do BID a PMA

Aracaju obteve uma vitória importante ontem, em Brasília, para a concretização de obras necessárias à capital da qualidade de vida. O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) recebeu a informação do titular da Secretaria do Tesouro Nacional (STF), Arno Agostinho, sobre a autorização para a contratação de um empréstimo de 33 milhões de dólares do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A audiência foi agendada pelo senador Inácio Arruda (PC do B-CE), que estava presente.

 

Nota A

O empréstimo do BID é destinado ao programa Brasil Cidade, que prevê em Aracaju obras de infraestrutura urbana, corredores de transporte, o início da revitalização do Centro, além da construção de escolas e creches. A STN classificou Aracaju com a nota A, com plena capacidade de endividamento. Agora a Prefeitura de Aracaju encaminhará um projeto para o Senado Federal, onde o empréstimo será aprovado.

 

Descaso com os moradores do Conj. Santa Tereza

Há alguns meses um Parque de Diversão vem ocupando a Praça da Igreja do Conjunto Santa Tereza e nenhum órgão toma a devida providência sobre o uso do espaço público. Praça esta que já sofre com o descaso sem iluminação necessária, e estrutura deteriorada. E a piora, este mesmo Parque que já não usa este espaço para o devido fim de diversão, virou oficina de reforma do mesmo, com pintura, solda, cenário não comum para uma Praça, tida como principal do Bairro. Necessário que ações sejam tomadas e a Praça passe por uma reforma readequando-a para o uso comum da comunidade.

 

USES elege nova diretoria I

Nos dias 29 e 30 de agosto aconteceu na cidade de Umbaúba o XXIII Congresso da USES (União Sergipana dos Estudantes Secundaristas) onde segundo a organização participaram cerca de 1200 estudantes de todas as regiões do estado. No dia 30 aconteceram os debates acerca da educação pública, política pública de juventude e conjuntura política em seguida aconteceu à eleição com a inscrição de apenas uma chapa “Uses para todos”, tendo como presidente o estudante Aby Custódio.

 

USES elege nova diretoria II

Para Aby Custódio esse foi um dos mais importantes congressos da história da USES onde nessa gestão a entidade completará 60 anos e a entidade se democratiza para a participação das diversas organizações juvenis. “Construímos um congresso não pensando em quantidade, mais sim em qualidade, estudantes realmente dispostos a discutir a educação pública em nosso estado. Lutaremos nessa gestão de forma diária para a criação de uma universidade estadual, sendo Sergipe o único estado a não possuir, pelo cumprimento da lei estadual da meia entrada para estudantes, pelo passe livre estudantil entre diversas outras bandeiras que a entidade terá que levantar nos próximos 2 anos”, disse.

 

Sergipe recupera cidades históricas I

Matéria  veiculada no site Terra Magazine destaca as cidades históricas de Sergipe. A introdução da matéria do jornalista Claudio Leal: Cidades históricas, Laranjeiras e São Cristóvão se tornaram um dos eixos prioritários do governo de Sergipe, que pretende ampliar o fluxo de turistas. Projetos de recuperação histórica, financiados pelo programa Monumenta, pretendem dar nova feição aos sítios sergipanos. Entre as metas, está a de integrar a conservação a atividades educacionais e culturais. Para assinalar a prioridade, o governador Marcelo Déda (PT) criou a subsecretaria do Estado para o Patrimônio Histórico e Cultural, atualmente dirigida pelo professor e antropólogo Luiz Alberto dos Santos. As intervenções são acompanhadas pela secretarias de Cultura e de Turismo, com a articulação da Casa Civil. O Palácio Olímpio Campos, em Aracaju, também é alvo de minucioso restauro.

 

Sergipe recupera cidades históricas II

Em entrevista a Terra Magazine, o secretário da Casa Civil, Oliveira Júnior, fala dos projetos para o patrimônio e comenta a candidatura de São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do Brasil (fundada em 1590), a patrimônio da humanidade. – O governo está fazendo campanhas de marketing, está mobilizando os estudantes, implantando nas escolas aquilo que a gente chama de educação patrimonial. Para fazer com que a cidade tenha amor a seu patrimônio. Essa é a primeira grande meta. O segundo é a chegada do turista, porque promove uma recuperação econômica que faz com que o cidadão dê valor ao patrimônio – diz o secretário do governo Déda. Confira toda entrevista: http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI3951275-EI6578,00-Sergipe+recupera+cidades+historicas.html

 

 

Professor Wanderlê participa de estudos

O deputado ambientalista Professor Wanderlê, se ausenta das atividades da Assembleia Legislativa de hoje até o dia 04, para participar em Vitória, no Espírito Santo, do 2º Módulo do Seminário de Capacitação em Gestão Institucional do Plano Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca, ele representa a Assembleia Legislativa. “Desertificação é um dos maiores problemas ambientais contemporâneos. Pode-se afirmar, na atualidade, que pelo menos 30% da superfície total dos continentes tem zonas áridas, nosso Estado não está fora dessa realidade. Cerca de 50% dos municípios sergipanos estão em áreas suscetíveis aos efeitos desse fenômeno” afirmou Wanderlê.

 

Congresso Nacional de Estudos Jurídicos I

Nos dias 01 e 02 de outubro, acontecerá no Hotel Parque dos Coqueiros, em Aracaju, o Congresso Nacional de Estudos Jurídicos – Direito Civil e Processo Civil. Um encontro especial onde as gerações de juristas de todo o Brasil estarão reunidas para trocar experiências e debater assuntos relevantes da área. O evento contará com palestras de renomadas autoridades do universo jurídico nacional e terá como público alvo estudantes de Direito, Advogados, Juízes, membros do Ministério Público, Advocacia Geral da União e Servidores Públicos.

 

Congresso Nacional de Estudos Jurídicos II

O Congresso Nacional de Estudos Jurídicos promoverá discussões sobre o tema, ampliando o conhecimento da comunidade jurídica e acadêmica através de novos paradigmas do Direito Civil e Processual Civil. Informações e inscrições pelo site www.direitocivileprocessocivil.com.br

 

Dispensas de licitação reduzidas I

Apesar do respaldo dado pela legislação brasileira, a atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES) tem conseguido reduzir o volume de recursos aplicados nas compras públicas que se efetivam sem a realização de processo licitatório. A redução pode ser comprovada através de dados do Sistema de Auditoria Pública (Sisap), mantido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

 

Dispensas de licitação reduzidas II

De 2007 aos seis primeiros meses deste ano, as compras por dispensa de licitação somaram cerca de R$ 49 milhões. Numa comparação com a gestão anterior, somente no primeiro ano de Governo (2003), foram gastos em torno de R$ 31 milhões e no ano seguinte quase o dobro desse montante, R$ 60.846.735,76, totalizando aproximadamente R$ 143 milhões em quatro anos (de 2003 a 2006).

 

Metade da gestão anterior

Com base nos dados do sistema de controle do TCE, números à disposição de qualquer cidadão , verifica-se que no Governo anterior, a média de gastos em compras sem licitação pela Secretaria de Saúde foi de R$ 35.672.528,73 por ano. “Já na atual gestão, a média anual é de R$ 19.640.579,47, ou seja, pouco mais da metade do que se gastava no anterior”, destaca Rogério Carvalho, secretário de Saúde O secretário ainda ressalta que se há justificativas plausíveis para tais compras, tanto agora quanto anteriormente, amparadas pela legislação , é visível o cuidado da atual gestão no sentido de reduzir as dispensas de licitação, num esforço de organização e planejamento das aquisições da Secretaria de Estado da Saúde.

 

DO LEITOR

 

Serviço oferecido pela Deso

E-mail recebido: “Desejo fazer uma denuncia em relação a um serviço oferecido pela Deso, que é Aferição de Hidrômetro, esse serviço geralmente é pedido pelo cliente quando há uma grande alteração no valor de sua conta, pois com a aferição é detectado um possível vazamento ou problema no hidrômetro. Uma equipe da Deso ou terceirizada vai a casa do cliente, retira o hidrômetro e este vem para a Hidrometria ( Rua Campo do Brito 331) para ser aferido. Se o cliente estiver certo a empresa não cobra pelo serviço, mas se a empresa estiver certa é cobrada uma taxa que anteriormente era de R$ 22,76 e a mais ou menos um mês essa taxa subiu para R$ 159. Como a empresa pode explicar um aumento no valor desse serviço de quase 700%Peço a sua colaboração para que o povo tome ciência desse absurdo”.

 

De que lado está Gilmar Carvalho

Do leitor José Cruz: “É inegável e reconhecida a importância que o radialista e deputado Gilmar Carvalho possui para a sociedade sergipana, sobretudo aos mais necessitados, que têm em seu programa uma voz que ecoa para cobrar das autoridades melhoramentos para as suas comunidades.Entretanto, no aspecto político, a atuação do deputado em seu programa de rádio tem se mostrado muito dúbia, contraditória, tendenciosa e por que não dizer cheia de intenções duvidosas.Todos lembram da perseguição que o deputado sofreu do ex-governador João Alves Filho e de grande parte do seu grupo, principalmente dos deputados estaduais ligados ao antigo governo, culminando com a renúncia de Gilmar Carvalho para não ser cassado, em virtude do caso do chevette. Mas o fato é que, passado todo esse tempo após aquele episódio, estranhamente o deputado radialista tem tido um comportamento no mínimo controverso em seu programa de rádio. É fato que hoje quem faz a pauta do programa são os deputados da tropa de choque do ex-governador João Alves, Venâncio Fonseca e Augusto Bezerra. Quase todos os dias esses deputados falam de forma privilegiada, sempre criticando o governo do qual Gilmar diz fazer parte. E pior: falam sempre em primeira mão, colocando os membros do governo na defensiva para fazer o contraditório. Agora o deputado instiga e fomenta a discórdia entre Jackson Barreto e Valadares, numa clara tentativa de desestabilizar a coalizão de apoio ao governador Marcelo Deda. Diante de tudo isso, perguntamos: de que lado está Gilmar Carvalho? A quem interessa essas atitudes? Talvez seja por isso que o sucesso do programa não se traduz em sucesso de votos do deputado nas últimas eleições.Esse filme já vimos antes”. José Cruz, Aju –SE.

 

Ônibus: linha verde Aracaju/Salvador

Do leitor Renato: “Peço por gentileza que nos ajude com relação a essa linha: Aracaju/Salvador, feita pela Empresa Bomfim. Saindo de Salvador p/Aracaju via linha verde em ônibus convencional nós temos os seguinte horários: 09:00hs e 15:30hs. Saindo de Aracaju p/Salvador via linha verde em ônibus convencional nós temos os seguintes horários: 18:00 hs/23:00hs e 23:45 hs, levando no mínimo para chegar ao seu destino final 04:30 hs de viagem. Agora imagine uma pessoa chegando em Salvador quase as 23:00h s para pegar um ônibus coletivo, tendo que atravessar uma passarela que por sinal nessa hora fica muito perigoso, pois de dia já é imagine à noite depois das 22:00hs. Praticamente você é obrigado a ter que pegar um taxi ou ficar na boa vontade de conhecidos para você poder chegar em casa, pois a empresa Bomfim detentora da exclusividade da linha não dispõe de um horário más cômodo para nós usuários deste serviço”.

 

Denúncias contra prefeito são reafirmadas

O leitor Aldo Costa do Nascimento, que já protocolou as denúncias no MP do município de General Maynard reafirmou as denúncias contra o prefeito: “Meu caro Cláudio são pessoas como este Evangelista que fazem políticos sérios perderem credibilidade diante a opinião pública. Cito aqui as secretarias que estão em atraso é só fazer uma ligação para qualquer uma dessas para obter a confirmação: Secretarias de Esporte, Agricultura, Geral, Obras, Ação Social e Transporte além do salário do vice prefeito, com relação ao que foi gasto com a festa só Aviões foi pago pelo ministério do turismo, Calcinha Preta, por exemplo, custou aos cofres do município de General R$100.000,00. O respeito aos cofres do município é tão grande que só comissionados nomeados por esse pseudogestor chegam a beirar 140 cargos num município que possui cerca de 3.000 habitantes enquanto São Cristóvão com população 30 vezes maior que a de General demitiu todos os comissionados do município que eram 195, veja a disparidade desse que diz ter aceitação de 95%. A energia, companheiro, da prefeitura foi cortada sexta-feira e hoje (segunda) quando a energisa foi restabelecer já estava ligada clandestinamente. Foi dado um cheque em um mercadinho em Carmópolis e o mesmo voltou sem provisão de fundos (querendo lhe mando cópia do cheque). Informe a esse pseudogestor que doutorado é título acadêmico e o mesmo possui apenas uma simples graduação, não possuindo sequer uma residência”.

 

Flávio, Clóvis, Ulisses e Déda.

Do leitor Antônio Oliveira: “A entrevista de Flávio Conceição no Jornal da Cidade desse domingo (30) demonstra a sua disposição em lutar até o fim para provar que é inocente, ou seja, será um osso duro de roer para cair da cadeira de Conselheiro do Tribunal de Contas. Se toda investida contra Flávio vai ser defendida a vaga estará sempre sub judice. Todos os juristas dizem que não tem jeito, Flávio só perde a posição com o julgamento definitivo dos processos,  até lá toda vitória contra ele será transitória e frágil. Muita gente do meio jurídico também acha que Flávio, no final, ganha os processos, portanto não sai do TCE. Clóvis Barbosa trabalha com duas possibilidades, uma é de ficar definitivamente na vaga de Flávio, outra a de ir para a vaga de Antônio Manoel que, nega, mas vai apressar a aposentadoria.Nos últimos dias a imprensa deu detalhes do jogo no bastidor do poder. Ulisses Andrade, presidente da Assembléia e manda-chuva do PDT, fez marola com muitas filiações importantes, mostrou peso. Disse também que pretende fazer seu filho Jefferson Andrade deputado estadual em seu lugar. Ulisses não pretende mais disputar a Assembléia, só pensa em ser Conselheiro. Déda já prometeu apoiá-lo para uma vaga no Tribunal de Contas e seria a vaga de Antônio Manoel. A chapa majoritária de Déda está embolada, portanto Ulisses não vai ser candidato a vice.Articulam tentar anular a nomeação de Flávio, todos sabem que a idéia é impossível juridicamente, mas o SINDAT ensaia isso e nos bastidores da Assembléia alguns deputados já ouviram falar da tese. Vão dar mais vitórias para Flávio. Esse movimento tem a digital de Ulisses Andrade.Na verdade, Ulisses Andrade, articula todos os dias jogar no colo de Déda o problema Flávio Conceição, sabe que é uma vaga que não existe, nem existiu e parece não existirá. Só pensa numa vaga sem problemas para ele próprio. Abriu antecipadamente a escolha de Clóvis, achava que Deda e Clóvis resolviam o caso contra Flávio, não foi assim, agora vai tentar criar outro fato para ludibriar Clóvis com a esperança do lugar de Flávio.Definitivamente, o TCE não comporta mais políticos como Conselheiro, será mais outro pai de político (Carlos Pinna e Reinaldo) para brigar por votos. Ao invés de melhorar, só piora a imagem do TCE. Déda, talvez não pense que um TCE político complica mais ainda seus projetos futuros, pois os políticos têm lado e normalmente é o lado deles mesmo. É importante para o TC, para Déda e para Sergipe que Clóvis fique Conselheiro, garantindo a ele uma vaga limpa, sem problemas jurídicos e sem a possibilidade de sair a cada novo recurso feito por Flávio. As velhas raposas políticas articulam de todo lado enfraquecer o Governador e a manutenção da instabilidade de Clóvis no TC é mais uma tentativa”.

 

Participe ou indique este blog para um amigo: 

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“Lembramos a história porque sabemos bem que quem esquece ou falseia a história, e tem poder ou o pode ter, trará a infelicidade de novo, como 70 anos atrás”. Donald Tusk, primeiro-ministro da Polônia em discurso no 70º ano do ataque Nazista à Polônia dando-se início da II Guerra Mundial.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários