Salvador (BA): maior acervo da azulejaria lusitana fora de Portugal

0
Museu da Ordem de São Francisco, no pelourinho, reúne um dos maiores acervos da azulejaria fora da Portugal

 

A Bahia abriga o maior número e mais importantes polos da azulejaria portuguesa fora de Portugal, segundo dados do Iphan e do historiador baiano Estácio Fernandes. No complexo da igreja da Ordem Terceira de São Francisco está instalada a única azulejaria portuguesa que representa paisagens da cidade de Lisboa, antes do terremoto de 1755. Na cidade baiana de Cachoeira, mais precisamente na igreja matriz de Nossa Senhora do Rosário, os portugueses deixaram o legado histórico em azulejos que se constitui no maior painel do gênero fora de Lisboa. Que tal saber mais? O Tô no Mundo revisita essas joias mundialmente significativas para a história e as artes.

Igreja da Ordem de São Francisco, fachada chama atenção pela beleza estética e iconográficas únicas

Ao passear pelo Pelourinho, no Centro Histórico da Primeira Capital do Brasil (1549 – 1763), o visitante se depara com uma construção de fachada pequena se compara a outros templos católicos brasileiros, mas de um rebuscamento artístico que impressiona: a igreja da Ordem Terceira de São Francisco.

Apesar da igreja ter sido inaugurada em 1703, o frontispício só foi entregue à população em 1705. Pelo seu ineditismo no cenário arquitetônico brasileiro e pela sua riqueza plástica e iconográfica, a fachada em pedra de arenito lavada e decorada em alto-relevo já foi objeto de estudo de historiadores e é centro de romaria de apreciadores do belo.

Azulejaria por todos os lados no antigo Convento da Ordem Terceira

A obra da arquitetura colonial portuguesa que mescla detalhes do barroco espanhol, foi construída pelos franciscanos no Terreiro de Jesus, em Salvador, para impressionar e compor um dos mais importantes conjuntos arquitetônicos do país, juntamente com a igreja e convento de São Francisco. O conjunto foi tombado pelo Iphan, classificado como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo, e faz parte do Centro Histórico da capital baiana, que hoje é Patrimônio da Humanidade.

Ao adentrar no hoje Museu da Ordem, a azulejaria portuguesa chama atenção por ocupar galerias, claustro, corredores, escadarias e salas. Trazidos de Lisboa em 1753, os mais de 19 painéis de azulejos retratam o cortejo do casamento de Dom José I, futuro rei, com Mariana Vitória de Bourbon e Farnésio, em 1729, além de destacar também a Lisboa antes de ser devastada pelo terremoto de 1755, dentre as paisagens os 11 arcos que adornavam as ruas de Lisboa e hoje não tem mais.

Por conta desse ineditismo, os painéis de Lisboa pré-terremoto não somente correspondem a história da arte, mas também retratam e documentam um período lusitana do século 18, importante e único para os dois países. Mas não é somente o tema da obra que impressiona na azulejaria portuguesa na Bahia. A qualidade e a diversidade de lugares e quantidade da arte lusitana.

Azulejos contam a história de Lisboa antes do terremoto: história

Além da Ordem Terceira, uma série de edificações sacras na cidade possuem azulejarias portuguesas, a exemplo da Igreja do Bonfim, Igreja de Nossa Senhora da Saúde e da Glória, nos conventos do Carmo e do Desterro, porém destacam-se também nas construções do Recôncavo Baiano, como na matriz de Santo Amaro da Purificação e em Cachoeira, a 110km de Salvador. Na cidade do Recôncavo a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário possui um painel considerado o maior fora de Portugal, com cerca de 13 mil peças e cinco metros de altura.

Igreja da Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Cachoeira: maiores painéis fora de Portugal

Tombada pelo Iphan desde 1939, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário começou a ser construída no final do século XVI. Os trabalhos continuaram por longos anos já que a obra foi custeada pela população local e contou com o auxílio da Coroa Real.

Painéis azulejísticos contam os hábitos dos católicos em Cachoeira

Restaurados e entregue à população em 2012, os brasileiros e turistas tem ao alcance dos olhos um dos mais belos e representativos painéis do Brasil, que retratam os costumes católicos que deveriam ser seguidos à época. Como em outros templos, a azulejaria mostram os hábitos que os fiéis deveriam seguir para ter uma vida plena na terra e ganhar os céus. Os painéis foram restaurados por meio de uma minuciosa técnica inédita no país e montados como há mais de 300 anos.

Em Cachoeira, painéis chegam a ter três metros de altura

Além da Bahia, destacam também Pernambuco e Rio de Janeiro, por grau de qualidade e quantidade da azulejaria portuguesa. Na Paraíba há um acervo também de grande importância. Quando se fala em azulejaria de fachada, destacam-se São Luís (Maranhão) e Belém do Pará.

Preservar essas joias são sem sombra de dúvida um dever de perpetuar o belo, a arte e um direito de garantir que a história continue presenteando os brasileiros e os turistas.

Dicas de viagem

Não somente azulejos, mas uma bela vista, arte sacra e objetos de arte da época no Museu da Ordem, em Salvador

O prédio da Ordem Terceira de São Francisco abriga ainda outras preciosidades, como uma pia usada pelos padres que foi trazida de Macau, então colônia portuguesa, em 1720. A igreja também possui um órgão de tubos de 1830 que está quebrado desde 1936. De acordo com um especialista, 350 peças precisam ser trocadas para que o órgão volte a funcionar.

A visitação custa R$ 5 para manutenção do Museu da Ordem que fica na rua da Ordem Terceira, S/N – Pelourinho, Salvador – BA, 40020-270. Visitação: Segunda a domingo, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

A igreja da matriz de Cachoeira R. Lions Club, 1, no centro histórico da cidade. Telefone: (75) 3425-3179. Integra também a sacristia quadros e os restos mortais de Ama Neri. A igreja sempre permanece aberta durante o dia, de segunda a domingo e não paga para entrar.

Na Bagagem

Movimente-SE

Movimento dos Guias de Turismo de Sergipe

Um grupo de guias de turismo de Sergipe se reuniu para criar uma programação de atividades, blitz educativa e parcerias de fomento ao turismo. Os guias têm intensificado as fiscalizações sobre o descumprimento da legislação em contratar o guia regional e nacional. Saiba você, cliente (turista), que é um direito seu ter um guia cadastrado no Ministério do Turismo em suas viagens, quer seja em excursão regional, nacional ou local.

Aeroporto Santa Maria Aracaju

Segundo dados da Infraero, 124.533 passageiros embarcaram ou desembarcaram no Aeroporto Internacional Santa Maria em janeiro deste ano. Um acréscimo de 5,23% quando comparado aos dados 2019, com 118.345 passageiros.

Congresso Abrajet 2020

Jornalistas especialistas em turismo já estão contando os dias para participar do tradicional XXXVII Congresso Nacional de Jornalistas de Turismo que acontecerá no período de 21 a 26 de junho, em Santarém (PA). Um grupo de comunicólogos esticaram a estadia em solo Amazônico e esticarão de 26 a 29 até Manaus.

Hospedagem no Mosteiro dos Franciscanos em Penedo (AL)

Seguindo uma tendência mundial, o Mosteiro dos Franciscanos na cidade história e ribeirinha de Penedo (AL) está recebendo hospedes com diárias populares. Os antigos aposentos dos frades ganharam ar-condicionado e banheiro particular. Nove apartamentos estão disponíveis, além de serviço de café da manhã. Os preços giram em média R$ 80, para o casal.

Curitiba (PR) e Jaime Lerner

O arquiteto brasileiro, três vezes prefeito de Curitiba e duas vezes governador do Paraná, Jaime Lerner, figura no segundo lugar da revista norte-americana Planetizen como urbanista mais influente de todos os tempos, perdendo apenas para o norte-americano Jane Jacobs. Entre os trabalhos mais célebres de Lerner estão a transformação da Rua XV de Novembro em calçadão para pedestres (1972) e a criação do sistema exclusivos para os ônibus. Os terminais de integração de Aracaju são inspirados na capital paranaense.

Natal Luz de Gramado (RS)

Quem quiser pesquisar passagem e hospedagem para a edição do Natal Luz 2020 Gramado já pode. O evento acontecerá no período de 22 de Outubro de 2020 à 10 de Janeiro de 2021 e vem com programação especial de 35 anos. Planejamento antecipado é ponto positivo.

Carnaval brasileiro – Rio lidera

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Rio de Janeiro arrecadará mais de R$ 2,32 bilhões por conta de atividades turísticas durante o próximo período de carnaval. De acordo com a estimativa, o valor representará cerca de 29% do total nacional. Esse é o segundo ano consecutivo. O segundo da lista é São Paulo e depois a Bahia, que devem arrecadar R$ 1,95 bilhão e R$ 1,13 bilhão, respectivamente.

Leia também

Turismo cultural: Udo Knoff, azulejaria e painel instalado em Sergipe

Comentários