Tempo de conversa mole

0

Sem disputas eleitorais este ano, a classe política tem se ocupado em fazer projeções para 2010, quando o país vai eleger o novo presidente, os governadores, renovar o Senado em dois terços e mudar consideravelmente a Câmara Federal e as Assembléias. Pois bem, enquanto o próximo ano não chega, os políticos discutem até sobre o sexo dos anjos, enquanto setores da imprensa se apressam em divulgar as coisas mais absurdas do mundo. Desde janeiro passado, já se leu todo tipo de possíveis composições políticas e de rachas inimagináveis. É o exercício de suposições que não leva a lugar nenhum, mas mantém ocupado quem não possui coisa mais importante para fazer. Estamos, portanto, vivendo a época da conversa mole para boi dormir.

 

Bares às moscas

 

Os bares de uma importante cidade do interior sergipano perderam um considerável número de clientes desde janeiro passado. Nada a ver com a crise financeira. É que a atual administração cortou os cargos comissionados dos apadrinhados do ex-prefeito, que ganhavam gordos vencimentos sem trabalhar. “Descapitalizados”, os farristas se ausentaram dos bares, onde passavam horas jogando conversa fora, entre um gole e outro de cerveja, doses de bons uísques e suculentos tira-gostos, tudo bancado com o dinheiro público. 

 

Graninha a mais

 

O salário dos secretários municipais de Aracaju passou para R$ 9,2 mil em janeiro passado, graças a projeto aprovado em dezembro de 2008 pela Câmara de Vereadores. Segundo o presidente do Legislativo, Emanuel Nascimento, o reajuste foi necessário porque a Prefeitura tinha dificuldades para convidar bons técnicos, pois os secretários ganhavam algo em torno de R$ 5 mil. A coincidência nisso tudo é que o hoje secretário da Administração, Daniel Fortes, foi quem presidiu a sessão legislativa que aprovou o aumento salarial.

 

Galo cantar…

 

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) está movendo uma ação cautelar visando evitar uma possível venda do Banese. O interessante é que, em nenhum momento, o governo de Sergipe manifestou qualquer interesse em vender o banco. Prado explica que resolveu recorrer à Justiça porque ouviu comentários sobre uma possível negociação do banco. Em outras palavras, o parlamentar está agindo por ouvir dizer. Pode?

 

Recuo médico

 

Os médicos do Ipesaúde decidiram bater o ponto eletrônico, mas prometeram cobrar o plano de cargos e salários. Desde a última segunda, quando o ponto foi estabelecido, a categoria está em polvorosa, pois muitos médicos têm outros afazeres no mesmo horário do Instituto. Antes do ponto, eles davam um pulinho no Ipesaúde e saiam correndo para as clínicas e hospitais particulares. A reação de alguns profissionais de saúde contra o ponto eletrônico foi muito criticada pelos usuários, principais prejudicados com as ausências não explicadas e “fugidinhas” em pleno expediente.

 

Visita ao Lacen

 

O governador Marcelo Deda (PT) e o secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, vão visitar o Laboratório Central de Saúde Pública Parreiras Horta (Lacen), unidade que é referência em Sergipe para o diagnóstico laboratorial de dengue. Será logo mais, às 9 horas. Além de realizar os testes, o Lacen também recolhe amostras para exames de virologia, que são encaminhadas para análise no Laboratório Central do Recife (PE), referência para Sergipe na oferta desse serviço.

 

Sergipe de todos

 

Por volta das 11 horas desta sexta-feira, Déda visitará a primeira edição da etapa 2009 do projeto de cidadania e interiorização de ações “Sergipe de Todos”. O projeto acontece durante todo o dia de hoje na praça de eventos do município de Pirambu. A iniciativa, que foi realizada em 2008 nas cidades de Nossa Senhora da Glória, Propriá, Ribeirópolis, Itabaiana e Simão Dias, leva à população diversas secretarias e órgãos do Estado, além de parceiros, facilitando o acesso da comunidade aos serviços prestados pelo Estado e ampliando a relação do poder público com as pessoas.

 

Saques em alta

 

Os saques nas cadernetas de poupança superaram os depósitos no primeiro mês deste ano. Dados divulgados Banco Central mostram que a captação líquida das contas ficou negativa em R$ 486,63 milhões em janeiro. Esse é o primeiro resultado negativo desde outubro do ano passado e o pior desde abril de 2008, quando a captação negativa atingiu R$ 1,848 bilhão.

 

Reunido com auxiliares

 

Para traçar os rumos de Aracaju nos próximos quatro anos, o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) realizou ontem  a primeira reunião com todos os secretários municipais recém empossados. Foi o passo inicial para o planejamento estratégico que a Prefeitura está preparando para a gestão. “Somos um governo de continuidade”, afirmou o prefeito, para frisar a necessidade de implantar um planejamento estratégico, que deve acontecer até o começo do mês seguinte. Então tá!

 

Saco de pancada

 

A coisa está feia pras bandas do estádio João Hora por conta da crise vivida pelo Clube Sportivo Sergipe. Depois de ser surrado domingo passado pelo São Domingos, ter perdido o técnico Maurício Simões e alguns jogadores, o “Vermelinho” levou ontem uma baita sova do América de Propriá. Com a derrota de 4 a 2, o Sergipe cai para a penúltima colocação na tabela do campeonato sergipano, o que significa dizer que se o certame acabasse agora, o chamado “Mais Querido” estaria rebaixado. Que crise sô!

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários