A magia que resiste ao tempo

0

Muitas adolescentes não abrem mão da festa de 15 anos (Fotos: Divulgação)
15 anos, a idade além de representar uma nova fase na adolescência é também uma das mais aguardas e festejadas, não somente pela menina, mas por toda família. Para a presidente do Conselho Regional de Psicologia de Sergipe, Edelvaisse Ferreira, a Edel, a tradição das festas de quinze anos, especialmente para as meninas, resiste à modernidade por ser um marco importante no desenvolvimento psicossocial das adolescentes. A psicóloga diz que é na celebração dos quinze anos que a jovem se apresenta para a sociedade, que desponta como uma “bela princesa”.

“É um momento de pura poesia, beleza e emoção, que jamais se repetirá com a mesma intensidade, especialmente para as meninas das camadas economicamente menos favorecidas. Mais ainda, é o momento de maior valorização sentido até então, em que entra em cena a admiração da família e dos amigos, o que eleva indiscutivelmente a auto-estima das debutantes”, observa Edel.

Sonho

A estudante Kimberly Tarciana Ferreira dos Anjos, conta que ao contrário das meninas que

A estudante Kimberly ganhou uma festa surpresa e reuniu amigos
comemoram a festa com muitos convidados, seus 15 anos foi uma festa surpresa. “Minha família e amigos armaram uma festa surpresa, achei bem legal porque meus pais são separados e foi uma oportunidade para reunir toda a família. Não sonhava com uma festa grande, queria poder viajar para Amsterdã na Holanda, conhecer outras culturas”, deseja.

A psicóloga ressalta ainda que manter a tradição da festa é saudável porque ajuda a construir uma imagem positiva da jovem, elevando a autoestima, e aumenta o seu potencial de sociabilidade. “No entanto, há que se ter prudência mesmo diante de tantas vantagens, para não deixar que a festa seja o único objetivo na vida das jovens ou que a pompa da noite se transforme em um “fantasma” cotidiano, acabando por desviar as debutantes da própria realidade, criando expectativas utópicas que, quando não atingidas, fomentam um sentimento de frustração tão intenso que pode levar à depressão ou a comportamentos inadequados ainda na adolescência ou em períodos posteriores”, revela.

A psicóloga Edel Ferreira
Planejamento

A relações públicas, cerimonialista e consultora de etiqueta, autora do livro “Etiqueta, Manual Básico do Comportamento”, Denise Rambo, aceitou o desafio de planejar uma festa sofisticada sem gastar muito. De acordo com a cerimonialista se os pais não tiverem uma grande renda, o primeiro passo é guardar dinheiro mensalmente para esse propósito a fim de reunir um montante de aproximadamente R$ 20 mil para uma festa de 200 convidados.

“Não valorizo a troca de roupa constante de uma debutante, acho um desperdício e menos tempo para ela curtir as festa, pois passará o tempo todo trocando de roupa: uma para apresentação; outra para a coreografia que sempre faz com os amigos; os parabéns e a valsa e outra ainda para curtir a dança. Acredito que no máximo duas trocas de roupa será o suficiente”, lembra Denise Rambo.

Denise Rambo dá dicas de como planejar uma festa
Festa de R$ 1 mil

Para quem preferir uma festa descontraída com amigos e sem abrir mão de sair bem na foto. “A debutante na modernidade que optar por uma festa descontraída e bem simples pedirá aos amigos que venham comemorar na casa dela e tragam bebidas, competindo a ela providenciar os salgados, o caixa de isopor com gelo para colocar as bebidas, o som com DJ ou banda de amigos”, enfatiza Rambo que com a compra de um vestido para a ocasião, o investimento não excederá R$ 1 mil.

Confira a tabela de custos para uma festa de 15 anos  

Por Kátia Susanna

Comentários