Acidente fatal em plataforma sergipana

0

Decididamente, a Petrobrás não anda com sorte. Mal saiu do acidente da P-36, que deixou um saldo de 11 vítimas e R$ 1 bilhão de prejuízo, ocorre outro acidente fatal em plataforma continental. O acidente de agora deixou como vítima Rivanildo Alves, atingido por um guindaste. Acidentes em plataforma sempre ocorreram e certamente vão continuar a ocorrer, pelas próprias características de perigo da prospecção. A questão é que eles estão se tornando mais comuns, porque a empresa terceirizou boa parte dos seus serviços. Ora, chegam a estes locais de trabalho pessoas que não estão familiarizadas com a visão de segurança da empresa. Logo, a rotina fica mais perigosa, e os acidentes, fatais.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais