Adema investiga vazamento de óleo no Rio Pitanga em São Cristóvão

0
Equipes cedidas pela Petrobras ajudaram na contenção do óleo (Foto: Adema)

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) está apurando a responsabilidade pelo vazamento de óleo diesel no rio Pitanga, afluente do Rio Sergipe, no último sábado, 17, ocasionado por um acidente de trânsito no trevo da BR 101, em São Cristóvão.

A Adema solicitou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fotos e informações sobre um acidente de trânsito e poderá adotar medidas cabíveis contra o condutor do veículo.

De acordo com a Adema, o acidente de trânsito aconteceu no sábado, por volta das 22h. Uma carreta-baú colidiu com o “guarda-rodas” da cabeceira da ponte e houve vazamento de óleo diesel do tranque de combustível na pista e no leito do rio Pitanga.

Adema está investigando o vazamento e motorista poderá ser responsabilizado administrativamente (Foto: PRF/SE)

Uma barreira natural no rio conteve o óleo, impedindo que ele se espalhasse. No domingo, 18, a Adema informou que solicitou apoio técnico da Petrobras que disponibilizou um caminhão vácuo que fez a sugação da substância oleosa. Ao todo 10 operários trabalham na ação de contenção.

Equipes da Adema e da Petrobras continuam no local nesta segunda-feira, 19, fazendo o contenção do óleo e a analisando os danos ambientais provocados pelo vazamento.

“Hoje as equipes estão no local, inclusive remediando possíveis estados de mitigação para o polígono do rio Pitanga, observando se houve maior contaminação no solo. As equipes manterão durante toda essa semana algumas inspeções in loco, faremos a análise da água para que possamos atestar o grau de admissão da possível contaminação desse incidente,  e estamos apurando a responsabilidade”, explica Gilvan Dias, presidente da Adema.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais