Adolescentes acusados por morte de idosa são liberados em Itabaiana

0
Comandante interino detalha ação policial. (Foto: Portal Infonet)

A Polícia Militar do Estado de Sergipe sediou uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira, 5, para prestar esclarecimentos sobre a ocorrência que culminou na prisão de um homem e na apreensão de dois adolescentes acusados de participação no latrocínio que vitimou uma idosa e deixou dois homens feridos na zona rural de Itabaiana, município situado a 52 km da capital Aracaju. Dois dos detidos foram liberados pela polícia após a ausência de reconhecimento por parte das vítimas.

Os detalhes foram transmitidos pelo comandante interino do 3º Batalhão de Polícia Militar, major Emerson Souza. “A informação preliminar é de que haviam quatro acusados em um veículo Voyage, mas, durante o percurso, um deles desembarcou e nós abordamos apenas três, sendo o maior de idade, de 19 anos, e mais dois adolescentes, de 16 e 14 anos de idade”, mencionou o PM.

Segundo o comandante, os menores foram liberados porque não foram reconhecidos pelo marido e pelo filho de Maria de Lourdes Lima da Silva, 63 anos. Na mesma linha de reconhecimento, ambos identificaram o adulto como um dos autores do crime. “O acusado foi identificado a partir de uma tatuagem considerada peculiar. Ela foi essencial para que as vítimas reconhecessem o acusado”, detalhou Emerson.

Local onde o crime foi praticado (Foto: Grupo Paty News)

O comandante explica ainda que a abordagem ocorreu de maneira habitual ao veículo que transitava em uma via do município e que o trio inicialmente foi detido por tráfico de drogas, tendo sido encontrada uma porção de maconha no veículo. “A suspeita de participação no latrocínio só ocorreu na delegacia, quando recebemos a informação do crime. No mesmo veículo também foi encontrada uma munição não deflagrada de fuzil”, afirmou.

Após a liberação dos adolescentes, o comandante interino confirmou que o adulto será indiciado por latrocínio, corrupção de menores e por tráfico de drogas. Conforme Emerson Souza, os crimes foram negados, mas depois confessados pelo acusado. “Inicialmente ele negou o crime, mas depois das informações e do reconhecimento das vítimas, veio a confessar”, complementou.

O acusado permanece detido na Delegacia Regional de Itabaiana e será encaminhado na próxima sexta-feira, 6, para uma audiência de custódia que definirá o seu futuro. As investigações permanecerão em andamento para descobrir quantos e quem foram os outros participantes na ação criminosa.

por Daniel Rezende

Comentários